Palácio do Sol de Kumsusan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vista externa do palácio.

O Palácio do Sol de Kumsusan, anteriormente conhecido como Palácio Memorial de Kumsusan, e as vezes é referido como Mausoléu de Kim Il-sung, é um prédio localizado no norte da cidade de Pyongyang, a capital da Coreia do Norte. O palácio serve como mausoléu para os corpos de Kim Il-sung, fundador e "Presidente Eterno" do país, e Kim Jong-il, seu filho e sucessor.[1]

O palácio foi construído em 1976 como o Prédio da Assembléia Kumsusan e serviu como a residência oficial do ditador Kim Il-sung. Após sua morte, em 1994, seu filho, Kim Jong-il, reformou o prédio e o transformou em um mausoléu. Apesar da extrema pobreza da nação e da crise de fome que assolava a Coreia do Norte, é estimado que a renovação feita no palácio tenha custado pelo menos US$ 100 milhões de dólares. Algumas fontes afirmam que a reforma pode ter custado até US$ 900 milhões. Dentro do palácio está o corpo embalsamado de Kim Il-sung dentro de um Sarcófago. Sua cabeça repousa em um travesseiro estilo coreano e seu corpo esta coberto com a bandeira do Partido dos Trabalhadores da Coreia. Já o corpo de Kim Jong-Il está exposto em uma sala próxima a de seu pai.[2][3]

Kumsusan é o maior mausoléu feito para um líder comunista e o único que abriga o corpo de vários líderes. Está localizado em frente a uma grande praça de aproximadamente 500 metros de diâmetro. Ele é rodeado no norte e leste por um fosso.[4]

Referências

  1. «Kim Jong Il to be enshrined as "eternal leader"». CBS News. 12 de janeiro de 2011. Consultado em 26 de dezembro de 2014 
  2. «First Western Tourists Inside Kim Mausoleum Describe "Surreal" Experience». NK News. Consultado em 27 de setembro de 2013 
  3. Becker, Jasper (2005), Rogue regime: Kim Jong Il and the looming threat of North Korea, ISBN 978-0-19-517044-3, Oxford University Press 
  4. Mark Johanson. «Kim Jong-il's Mausoleum, As Described By Its First Western Visitors». International Business Times. Consultado em 14 de fevereiro de 2013