Palmeiras (Belo Horizonte)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde março de 2016). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Nota: Para outros significados, consulte Palmeiras (desambiguação).


Palmeiras (Belo Horizonte)
—  Bairro do Brasil  —
Distritos
População
 - Total 7 8 mil
 - IDH 0,810
Fonte: Não disponível

Palmeiras é um bairro de classe média localizado na região oeste de Belo Horizonte.

Localização e cultura[editar | editar código-fonte]

Está localizado junto ao Bairro Buritis e à sede da empresa Mendes Júnior. No bairro, a área comercial localiza-se principalmente ao longo da Avenida Dom João VI. Os moradores costumam fazer uma referência grande ao folclore mineiro, com um grupo de quadrilha junina que nasceu com o bairro. O grêmio recreativo Arraiá da Perna Bamba, que disputa a Regional Oeste, desde a sua criação, é considerado um dos melhores grupos de Belo Horizonte, mantendo viva a cada ano a tradicionalidade de passos e roupas.[1]

História[editar | editar código-fonte]

O bairro Palmeiras começou a se desenvolver há mais ou menos 30 anos, quando começaram a surgir as primeiras construções residenciais no loteamento formado, pela antiga fazenda do Sr. Ageo Pio Sobrinho. A sua expansão começou há aproximadamente 15 anos, em função do rápido crescimento do vizinho Buritis, quando, em suas ruas largas e de pouco movimento, começaram a surgir os primeiros prédios residenciais, a maioria de três e quatro andares.

Existem na região oeste 827.809 metros quadrados de áreas verdes, distribuídos entre sete parques municipais, que abrigam espécies como pau-brasil, pau-ferro e sibipiruna, além de diversos tipos de animais. A subárea que engloba os bairros Betânia e Palmeiras abriga a única mata nativa de preservação ambiental restante na região, que está concentrada próxima à BR-262.

Desenvolvimento e infraestrutura[editar | editar código-fonte]

No Palmeiras, que ocupa uma área de 178,9 hectares, e possui uma população aproximada de 7,8 mil habitantes, o movimento fica restrito às suas três principais avenidas: Raul Mourão Guimarães, D. João VI e Nossa Senhora do Porto, onde se concentra grande parte de sua atividade comercial. O bairro conta com escolas, farmácias, lojas, supermercados, centro de saúde etc. Há um número pouco expressivo de restaurantes, o que faz com que os moradores recorram com frequência ao serviço delivery. Existem poucas praças, a mais movimentada é a Sebastião Alves da Costa, localizada na Avenida D. João VI, na esquina com a Nossa Senhora do Porto.

O clima agradável do bairro é resultante da arborização das ruas. O policiamento da região é feito pela 10ª Companhia da Polícia Militar, cujo destacamento fica situado na esquina da Avenida Raul Mourão Guimarães com a Avenida D. João VI. Os moradores contam também com a infraestrutura do BH SHOPPING, que fica a 10 minutos do bairro, e também com o SHOPPING PARAGEM, localizado no Buritis, bairro vizinho. Quatro linhas de ônibus servem à região. As principais vias de acesso são as avenidas Raja Gabáglia, Tereza Cristina, Anel Rodoviário e a Via do Minério.

Referências

  1. «Prefeitura municipal». Consultado em 18 de março de 2016.. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.