Panoias (Braga)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Panóias (Braga))
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Portugal Panoias 
  Freguesia portuguesa extinta  
Igreja de Panoias
Igreja de Panoias
Panoias-loc.png
Panoias está localizado em: Portugal Continental
Panoias
Localização de Panoias em Portugal Continental
Coordenadas 41° 34' 27" N 8° 27' 43" O
Concelho primitivo Braga
Concelho (s) atual (is) Braga
Freguesia (s) atual (is) Merelim (São Paio), Panóias e Parada de Tibães
Extinção 28 de janeiro de 2013
Área
- Total 1,15 km²
População (2011)
 - Total 1 663
    • Densidade 1 446,1 hab./km²
Orago Santa Maria

Panoias (pré-AO 1990: Panóias)[1][2] foi uma freguesia portuguesa do concelho de Braga, com 1,33 km² de área e 1 663 habitantes (2011)[3]. Densidade: 1 250,4 hab/km².

Foi extinta em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, tendo sido agregada às freguesias de São Paio de Merelim e Parada de Tibães, para formar uma nova freguesia denominada União das Freguesias de Merelim (São Paio), Panóias e Parada de Tibães.[4]

História[editar | editar código-fonte]

Panoias, tem um rio, que foi desviado pelos jesuítas em fins do século XVI e princípios do século XVII.

A freguesia também tinha uma espécie de Câmara Municipal, que se localizava no lugar de Sobrado, que tinha o papel de administrar as freguesias do Concelho de Braga.

Panoias e outras freguesias pertenciam ao couto de Tibães. Panoias era uma freguesia importantíssima no Couto de Tibães no século XVI, porque era muito forte em relação à agricultura.

Também tinha moinhos junto ao rio e azenhas para produzir o azeite, os moinhos produziam a farinha, as terras eram férteis porque tinham o rio perto, para se poder irrigar os campos.

Em 1852 aparece no concelho de Prado e, em 1855, após a extinção deste, passou para o concelho de Braga.[5]

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Panoias (1864 – 2011) [6]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
527 700 719 753 755 643 810 987 1 103 1 215 1 188 1 274 1 257 1 630 1 663

Património[editar | editar código-fonte]

O património de Panoias é a Casa da Mainha, a antiga capela do Couto, que por sua vez deixou de existir mais ou menos há dez anos, os moinhos e a igreja de Panoias.

O rio de Panoias, antigamente, era alvo de pesca pois com a sua água límpida e transparente foi possível a criação de algumas espécies de peixes. Por ser um rio, à cerca de trinta anos, extremamente limpo, as senhoras iam lavar a sua roupa, tomavam banho e os animais iam lá beber, pois era água corrente e desprovida de bactérias que pudessem afetar a saúde. Atualmente, esta encontra-se imprópria a banhos e impensável para consumo, uma vez que, desaguam os resíduos fluviais.

Nesta pequena localidade foi reconstruído o campo de futebol que inicialmente era em areia e agora encontra-se em relvado sintético sendo também remodelado o ringue que agora tem novas marcações, por exemplo, para o jogo de ténis. Panoias possui uma escola primária e uma escola básica que tem cerca de dez anos.

Esta pequena povoação do concelho de Braga, sofreu pela primeira vez no ano de 2011, um desastre causado pela natureza que foram cheias.Os muros dos campos foram derrubados, o cultivo de muitos agricultores ficou afetado, interiores de casas foram destruídos. Tudo isto causou um enorme prejuízo, todavia não houve feridos.

Referências

  1. Helena Figueira. «Castanheira de Pêra e outros topónimos depois do Acordo Ortográfico». FLiP 
  2. Diário da República Eletrónico. «Nova grafia dos topónimos». Imprensa Nacional-Casa da Moeda. Consultado em 26 de fevereiro de 2014 
  3. «População residente, segundo a dimensão dos lugares, população isolada, embarcada, corpo diplomático e sexo, por idade (ano a ano)». Informação no separador "Q601_Norte". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 6 de Março de 2014. Cópia arquivada em 4 de dezembro de 2013 
  4. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias). Acedido a 2 de fevereiro de 2013.
  5. Paróquia de Panóias, [1], ARCHEEVO, 24 de Abril de 2015
  6. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes