Pan-STARRS

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Panoramic Survey Telescope and Rapid Response System (em português: Telescópio de Pesquisa Panorâmica e Sistema Rápido de Resposta) mais conhecido pela abreviatura Pan-STARRS é um projeto que tem por objetivo mapear constantemente o céu em busca de objetos próximos que possam apresentar risco de colisão com a Terra[1][2].

O telescópio PS1 que opera para o projeto está localizado no monte Haleakala no Havaí. Este telescópio está equipado com uma câmera de 1,4 gigapixels[1][3] e já propiciou a descoberta simultânea de 19 asteroides numa única noite em 29 de janeiro de 2011[4] além da descoberta do cometa C/2011 L4 que também é conhecido pelo nome deste projeto[5].

Referências

  1. a b «APOD: 2012 October 12». Astronomy Picture of the Day Index. 12 de outubro de 2012. Consultado em 13 de fevereiro de 2013.  Ligação externa em |publicado= (Ajuda)
  2. Robert Lemos (24 de novembro de 2008). «Giant Camera Tracks Asteroids». MIT Technology Review. Consultado em 13 de fevereiro de 2013.  Ligação externa em |publicado= (Ajuda)
  3. Nancy Atkinson (16 de junho de 2010). «Fully Functional Pan-STARRS is now Panning for Stars, Asteroids and Comets». Universe Today. Consultado em 13 de fevereiro de 2013.  Ligação externa em |publicado= (Ajuda)
  4. Emily Baldwin (28 de fevereiro de 2011). «Pan-STARRS scoops 19 asteroids in one night». Consultado em 13 de fevereiro de 2013. 
  5. Tony Phillips (6 de fevereiro de 2013). «A Possible Naked-eye Comet in March». NASA Science News. Consultado em 13 de fevereiro de 2013.  Ligação externa em |publicado= (Ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre astronomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.