Pan-eslavismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Bandeira do movimento pan-eslavo proposta na convenção de Praga, em 1848

Pan-eslavismo foi um movimento político e sociocultural do século XIX, que buscava a união de todos os povos eslavos. Procurava também um antecedente comum das formas variadas dos povos eslavos da Europa, tendo em mente objetivos diferentes.[1][2]

Contexto histórico[editar | editar código-fonte]

A primeira fase (de 1815 a 1850) começou com um despertar nacional entre os eslovacos, crosãs , tchecos, eslovenos, polacos e sérvios, desenvolvendo neles o sentimento de nacionalidade única e de irmandade entre todos os eslavos. O pan-eslavismo sempre causou um conflito na política russa, sendo por vezes usado pelo Império Russo como instrumento de propaganda.

Ver também[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre História da Rússia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. Per Anders Rudling. "Memories of 'Holodomor' and National Socialism in Ukrainian Political Culture," in Yves Bizeul (ed.), Rekonstruktion des Nationalmythos?: Frankreich, Deutschland und die Ukraine im Vergleich (Göttingen: Vandenhoek & Ruprecht Verlag, 2013)
  2. van Ree 2002, 49.