Pancrácio I Bagratuni

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outras pessoas de mesmo nome, veja Pancrácio (desambiguação).
Pancrácio I Bagratuni
Morte 365
Etnia Armênio
Progenitores Pai: Simbácio I
Religião Catolicismo

Pancrácio I Bagratuni (em grego: Παγκράτιος, Pankrátios; em latim: Pancratius; em armênio/arménio: Բագրատ Ա Բագրատունի, Bagrat I Bagratuni), também citado como Bagarate por Moisés de Corene, foi um nobre armênio do século IV, filho de Simbácio I.[1] Sucedeu seu pai no trono de Sispirita e como ele foi aspetes (mestre do cavalo) e tagadir (representante da coroa) na corte real.[2] É citado pela primeira vez em 338, quando, na confirmação como rei de Cosroes III (r. 330–339), o filho de Tirídates III (r. 287–330), pelo general romano Antíoco, foi nomeado general das tropas ocidentais do país; ao relatar o episódio, Moisés menciona que Pancrácio já estava ativo sob Tirídates.[3] Em seguida, Antíoco liderou, ao lado de Pancrácio e do rei ibero Meribanes III (r. 284–361), campanha contra Sanatruces em Paitacarã, na Albânia.[4]

Referências

  1. Dodgeon 2002, p. 272.
  2. Toumanoff 1990, p. 122.
  3. Dodgeon 2002, p. 273.
  4. Dodgeon 2002, p. 274.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Dodgeon, Michael H.; Lieu, Samuel N. C. (2002). The Roman Eastern Frontier and the Persian Wars (Part I, 226–363 AD). Londres: Routledge. ISBN 0-415-00342-3 
  • Toumanoff, Cyril (1990). Les dynasties de la Caucasie chrétienne de l'Antiquité jusqu'au xixe siècle: Tables généalogiques et chronologiques. Roma: Edizioni Aquila