Fiat Panda 4x4

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Panda 4x4)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Fiat Panda 4x4
Visão Geral
Produção 1983-2018
Fabricante Fiat / Steyr-Puch
Modelo
Classe Hatchback
Carroceria 2 portas hatch
Ficha técnica
Layout Motor dianteiro, tração nas quatro

O Panda 4x4 foi lançado em 1983 pela Fiat, na base do Panda 45, que já se encontrava em circulação desde 1980, sendo o desenho de Giorgetto Giugiaro, e a mecânica 4x4 da responsabilidade da Austriaca Steyr-Puch, que também equipa os Mercedes G-Class, Vauxhall Cavalier, Jeep Grand Cherokee e muitos mais topos de gama, esta mecânica é simples e eficiente, tem tracção dianteira ou ás quatro rodas, accionada por uma alavanca (sistema puch), através de veio de transmissão do movimento, ás rodas traseiras por meio de três troncos . De salientar que a tracção ás quatro rodas pode ser “ligada” ou “desligada” em andamento, isto desde 1984, só á uns anos algumas marcas, diziam-se pioneiras no assunto. O Panda 4x4 encontra-se homologado a Europa e não só como um veículo todo-o-terreno.

Ao longo dos anos o Panda 4x4, sofreu algumas alterações.

·         1983 a 1987 – O primeiro modelo do Panda 4x4 tem o código de MARK 1 (Série I). Este Panda 4x4 surgiu sobre dois dos protótipos de Giorgetto Giugiaro, o Strip e o Offroader. Equipado com um motor 965cc da Autobianchi, usando a mesma mecânica 4x4 de hoje, a essência do MARK 1 era simplicidade e o sentido prático. Os assentos dianteiros eram acolchoados, o assento traseiro era prendido no lugar por 2 barras e por certas molas, este assento podia ser usado como o normal, plano dobrado, ou ser deitado de maneira a ser formada uma cama conjuntamente com os assentos dianteiros. O MARK 1 teve a placa da matricula situada no meio do para choques. Os pequenos gráficos 4x4 foram colocados no lado. Este veículo era bem aceite por enfermeiros, por veterinários, agricultores, empresas de telecomunicações e eléctricas, e pelos moradores das zonas montanhosas da Europa. O MARK 1 teve um tablier muito simples, que desse primazia ao espaço de armazenamento dianteiro muito grande. Em 1986 foi produzido o Panda 4x4 Van, que era propulsionado por um motor 1300cc a gasoleo com 37cv.

·         1987 a 1991 – O segundo modelo do Panda 4x4 tem o código de MARK 2 (Série II - Modelo Padrão e Sisley). Os MARK 2 foram baseados no MARK 1 tendo-se alterado a motorização para um motor FIRE, motor este que fora elaborado pela Fiat em parceria com a Peugeot, embora a Peugeot nunca os tivesse utilizado. Outras das diferenças deste modelo era, o isqueiro com pulso de disparo, a possibilidades de abrir as janelas traseiras, a gaveta para o rádio, os vidros coloridos e a escova de limpeza do vidro traseiro. A única maneira que era possível diferenciar o interior de um 4x4 de um 4x2 era: a alavanca para seleccionar a tracção 4x4, a luz de advertência de tracção 4x4 “ligada” no tablier. Dentro do MARK 2, surgiu uma edição especial, o Panda 4x4 Sisley. O Sisley foi um projecto da conhecida marca de vestuário Sisley-Benneton, e tinham como particularidades em relação ao MARK 2, limpa faróis, pintura metalizada, inclinometro, rodas brancas, porta skis, um tablier especial para o Sisley, tecto duplo em lona, bancos dianteiros e traseiro para além de terem o símbolo de uma canoa foram melhorados em termos de conforto e fixação, várias partes do veículo possuíam dizeres 4x4 SISLEY (portas, cintos de segurança e os pequenos “tampões” das rodas), etc. Este modelo do Panda 4x4 Sisley foi fabricado em quatro cores, verde tropical, bordeaux, azul agadir e cinzento quartzo, sendo esta última mais rara.

·         1990 Saíram alguns panda 4x4 chamados de CLX, que não eram mais do que um panda normal só que com tracção às quatro.

·         1991 até aos dias de hoje - O terceiro modelo do Panda 4x4 tem o código de MARK 3 (Série III - Country Club e Trekking). O MARK 3 continuou realmente apenas o sucesso da marca 2, em todo o caso, o MARK 3 ganhou uma grade nova e deixou de ter o símbolo Panda 4x4 – Steyr-Puch na mala traseira, passando a ter os dizeres Panda 4x4, gravados na mesma. A capacidade do motor elevou-se a um motor de FIRE de 1108cc, acoplado ainda à mesma transmissão. Os limpa faróis existentes no Sisley foram abandonados. Novas opções e equipamento foram introduzidas ao longo dos anos deste modelo até hoje, entre as quais destacam-se; vidros resistentes ao calor, fecho central, vidros eléctricos á frente, um novo tablier e novo forro interior. 

Em 2000 a Fiat comemorou os vinte anos de fabrico do Fiat Panda e os dezassete anos do Panda 4x4. Mas, vozes discordantes dizem que a Fiat irá deixar de produzir o Panda 4x4, e outras dizem que não, a ver vamos, resta-nos esperar, no entanto a Fiat Portuguesa, já deixou de comercializar os Panda 4x4. Mas ... agora com o lançamento do novo Fiat Panda na versão 4x2, já se fala de uma versão 4x4, lá para Outubro de 2004 e um mês depois aparece o Fiat Simba, um outro pequeno 4x4 da Fiat. Finalmente em 2005 a Fiat lançou o sucessor do "velhinho" Panda 4x4, este apesar de ter saído com o nome do seu antecessor, tal não era para acontecer, pois a Fiat inicialmente queria chamar-lhe GINGO, tal só não sucedeu, pois a RENAULT ameaçou levar a Fiat ao tribunal, alegando que o nome é muito parecido com TWINGO!!!!

O Panda no Lisboa-Dakar[editar | editar código-fonte]

Para a edição de 2007 do Lisboa-Dakar, a Fiat preparou 2 Pandas para competirem na categoria T2.

Os carros, que eram conduzidos por Miki Biasion e Bruno Saby, estavam equipados com motores 1.3L MultiJet turbodiesel (105 HP/78 kW às 4500 rpm), com uma caixa manual de 6 velocidades.

Modelos Panda 4x4[editar | editar código-fonte]

Primeira Geração (1983)[editar | editar código-fonte]

  • Panda 4x4 Sisley V1
  • Panda 4x4 Sisley V2
  • Panda 4x4 CLX
  • Panda 4x4 Country Club V1
  • Panda 4x4 CLX
  • Panda 4x4 Country Club V2
  • Panda 4x4 Trekking

Segunda Geração (2005)[editar | editar código-fonte]

  • Panda 4x4 Climbing 1,2
  • Panda 4x4 Climbing 1,3 Mjet
  • Panda 4x4 Cross 1,3 Mjet
  • Panda 4x4 Monster 1,3 Mjet

Terceira Geração (2013)[editar | editar código-fonte]

  • Panda 4x4 0,9 TwinAir Turbo
  • Panda 4x4 1,3 Mjet

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre automóveis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.