Pandemia de COVID-19 na Bósnia e Herzegovina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ver artigo principal: Pandemia de COVID-19 na Europa
Pandemia de COVID-19 em 2020 na Bósnia e Herzegovina
COVID-19 Outbreak Cases in Bosnia and Herzegovina.svg
Mapa das províncias com casos confirmados de novo coronavírus (em 18 de março):
  Casos confirmados
Doença COVID-19
Vírus SARS-CoV-2
Origem Itália, Alemanha
Local Bósnia e Herzegovina
Período 5 de março de 2020
(8 meses e 25 dias)
Início Banja Luka
Estatísticas globais
Casos confirmados 2 463
Mortes 153
Casos que recuperaram 1 781

Este artigo documenta os impactos da pandemia de coronavírus de 2020 na Bósnia e Herzegovina e pode não incluir todas as principais respostas e medidas contemporâneas.[1][2]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Até 25 de fevereiro de 2020, 12 pessoas estavam sob suspeita de infecção pelo coronavírus.[3] Em Sarajevo, três turistas chineses, que haviam demonstrado sintomas da doença, foram testados negativos para o vírus.[4]

Em 2 de março, um homem da região de Tomislavgrad estava sob suspeita, após uma viagem à Itália. Devido a isso, foi direcionado a Mostar para um exame de análises clínica, o qual deu resultado negativo para o vírus.[5]

Linha do tempo[editar | editar código-fonte]

Em 5 de março, oficiais de saúde da República Sérvia confirmaram o primeiro caso de COVID-19 no páis. No mesmo dia, um segundo caso foi confirmado. As confirmações referem-se a pai e filho que haviam contraído o vírus após uma viagem à Itália.[6]

Em 7 de março, um terceiro caso foi confirmado, tratando-se de um cidadão que havia retornado da Itália.[7] Em 9 de março, um quarto caso foi confirmado, sendo uma estudante do ensino médio da região de Čelinac.[8]

Ainda em 9 de março, um quinto caso na Bósnia e Herzegovina foi confirmado ña região de Zenica.[9] Em 13 de março, mais 5 casos foram confirmados.[10] Em 15 de março, o Ministério da Saúde anunciou as duas primeiras recuperações da doença, ambas da região de Banja Luka.[11] Horas depois, um homem de Tešanj, que estava em Veneza, foi confirmado como o 25º caso de infecção.[12] Em 15 de março, o 24º caso foi confirmado na região de Orašje. O caso era único devido à contração da doença ocorrida n Alemanha, diferente dos demais que haviam contraído na Itália.[13]

Em 17 de março, o 26º caso foi confirmado na região de Bihać. A vitima era uma mulher que havia voltado da Alemanha.[14] No mesmo dia, o Conselho de Ministros da Bósnia e Herzegovina declarou estado de emergência em todo o país.[15]

Na noite de 17 de março, mais 7 casos foram confirmados,, sendo uma de Prnjavor, outra de Modriča e 5 de Banja Luka. Na manhã de 18 de março, Boris Jerinić, prefeito de Doboj, postou em sua página do Facebook que a origem de um dos infectados era Modriča e não Doboj.[16]

Reações[editar | editar código-fonte]

Bósnia e Herzegovina[editar | editar código-fonte]

A Presidência da Bósnia e Herzegovina anunciou a colocação de tendas de quarentena pelas Forças Armadas nas fronteiras do país, destinadas aos cidadãos que estavam voltando para casa. Todo dicadão da Bósnia que chega ao país é obrigado a se colocar em quarentena por um período de 14 dias a partir do dia da chegada. Além disso, serão montadas tendas na fronteira ao norte com a Croácia.[17]

Em 15 de março, o Conselho de Ministros da Bósnia e Herzegovina emitiu uma decisão que proíbe estrangeiros de adentrarem o país, principalmente se originários de regiões com intensa transmissão do vírus, incluindo Coreia do Sul, Japão, Itália, Irã, França, Romênia, Alemanha, Áustria, Espanha, Suíça e Bélgica.[18]

Federação da Bósnia e Herzegovina[editar | editar código-fonte]

Tenda de triagem localizada em Sarajevo durante a pandemia de COVID-19

Em 11 de março, a Federação da Bósnia e Herzegovina decretou o fechamento temporário, por duas semanas, de de escolas secundárias e universidades para conter a propagação do vírus.[19] Apesar disso, os líderes da Cantão da Herzegovina Ocidental se recusaram a seguir o exemplo.[20][21]

Em 16 de março, a Federação da Bósnia e Herzegovina presenciou atos de lucro ilegal. Farmácias e lojas locais, que utilizavam a situação e alta demanda por géis e produtos antibacterianos e máscaras cirúrgicas, foram multadas devido ao aumento abusivo de preço em até três vezes o preço normal.[22] As multas chegaram até a km 43 500 (R$ 124 654,20).[23]

A sede da Federação da Bósnia e Herzegovina emitiu, em 18 de março, uma ordem que proíbe reuniões públicas, além da suspensão de todas as instalações de preparo de comida e bebidas, restaurantes, pizzarias, confeitarias, salões de beleza, cafés, discotecas e lojas de chá.[24]

República Sérvia[editar | editar código-fonte]

Desinfecção de rua em Doboj

A República Sérvia foi a primeira a implementar medidas profiláticas, começando nas cidades de Banja Luka e Doboj, onde o horário comercial era militado ou todos os negócios eram totalmente suspensos. O Ministério da Saúde e Providência Social ordenou a desinfecção de todos os espaços públicos e propriedades privadas.[25] Os dormitórios dos estudantes na cidade de Banja Luka foram evacuados para desinfecção imediata.[26]

Em 10 de março de 2020, a República Sérvia proibiu oficialmente todos os encontros públicos, além de fechar todas as escolas e a entrada de turistas provenientes de países com picos de infecção pelo coronavírus.[27]

Entre 12 e 13 de março, várias cidades tomaram decisões para limitar o trabalho em supermercados, restaurantes e cafés, além de academias e academias de ginástica. Banja Luka,[28] Čelinac, Prnjavor,[29] Mrkonjić Grad e Doboj foram cidades que adediram às medidas.[30]

Em 15 de março, Banja Luka decidiu fechar todos os restaurantes e cafés da cidade, exceto farmácias, hotéis e motéis, os quais são permitidos a trabalhar até 22h e 18h, respectivamente.[31]

O Ministro da Saúde e Previdência Social, Alen Šeranić, informou que 2026 indivíduo estão sob vigilância na República Sérvia. Informou, ainda, que apenas cidadãos que vieram de outros países estariam em observação, e que a quarentena seria obrigatória.[32]

Referências

  1. «U Mostaru potvrđen još jedan slučaj koronavirusa, ukupno 39 u BiH». Klix.ba (em bósnio). Consultado em 18 de março de 2020 
  2. «Saopćenje i audiozapis konferencije za medije nakon 5. vanredne sjednica Vijeća ministara BiH». www.vijeceministara.gov.ba. Consultado em 17 de março de 2020 
  3. «U Federaciji BiH trenutno je 14 osoba pod zdravstvenim nadzorom zbog koronavirusa». Klix.ba (em bósnio). Consultado em 25 de fevereiro de 2020 
  4. «Several suspicious but not confirmed cases of coronavirus in BiH». Independent Balkan News Agency (em inglês). 25 de fevereiro de 2020. Consultado em 27 de fevereiro de 2020 
  5. «Muškarac iz Tomislavgrada nema koronavirus». Dnevni avaz 
  6. «Bosnia confirms its first case of coronavirus». N1 BA 
  7. «Third coronavirus case in Bosnia». N1 BA (em bósnio). Consultado em 8 de março de 2020 
  8. «One Girl infected by Coronavirus in Bosnia-Herzegovina». Sarajevo Times. 9 de março de 2020. Consultado em 11 de março de 2020 
  9. «The first case of coronavirus registered in Zenica». FENA. Consultado em 11 de março de 2020 
  10. «Pet novih slučajeva koronavirusa u Bosni i Hercegovini». Klix.ba. Consultado em 18 de março de 2020 
  11. «Dvije osobe u BiH izliječene od korona virusa i puštene kući». N1 BA (em bósnio). Consultado em 16 de março de 2020 
  12. «Potvrđen novi slučaj zaraze koronavirusom u BiH kod pacijenta iz Tešnja». Klix.ba (em bósnio). Consultado em 16 de março de 2020 
  13. «Patient positive on corona virus from Orašje» 
  14. «Žena iz Bihaća koja se vratila iz Njemačke zaražena koronavirusom, ukupno 26. slučaj u BiH». Klix.ba. Consultado em 18 de março de 2020 
  15. «(In Bosnian) State of emergency declared in Bosnia and Herzegovina». klix.ba. Klix.ba. Consultado em 17 de março de 2020 
  16. «Gradonacelnik Doboja Boris Jerinic: pacijent je iz Modrice» /
  17. «Dodik: Od ponedeljka vojska izlazi na granicu i postavlja satore za karantin». faktor.ba. Consultado em 17 de março de 2020 
  18. «Vijeće ministara BiH: Zabranjen ulazak strancima iz područja sa intenzivnom transmisijom korona virusa». Consultado em 18 de março de 2020 
  19. «Na dvije sedmice se obustavlja nastava u školama i na fakultetima u FBiH». Klix.ba (em bósnio). Consultado em 11 de março de 2020 
  20. «Za sada nema obustave nastave u Hercegovačko-neretvanskom kantonu». Klix.ba (em bósnio). Consultado em 12 de março de 2020 
  21. «Krizni štab ZHK: Pratimo situaciju, nema potrebe da se zatvaraju škole». Klix.ba (em bósnio). Consultado em 12 de março de 2020 
  22. «Apoteci u Sarajevu 10000km kazne zbog trostruko visih cijena» 
  23. «BiH: Tržišni inspektori izrekli 16 kazni zbog podizanja cijena» 
  24. «Pročitajte naredbe: Zabranjuje se rad kafića, objekata za masovno okupljanje...». N1 BA (em bósnio). Consultado em 18 de março de 2020 
  25. «Ministar zdravlja naredio dezinfekciju svih javnih objekata i povrsina u rs» (em sérvio) 
  26. «Iseljavaju se studentski domovi u Banja Luci» (em sérvio) 
  27. «Bosnia bars entry to travelers from coronavirus-hit countries». Reuters (em inglês). 10 de março de 2020. Consultado em 11 de março de 2020 
  28. «Banjaluka uvela vanredne mjere zbog korona virusa». Consultado em 18 de março de 2020 
  29. «Prnjavor: Zbog korona virusa skraćenje radnog vremena i zabrana rada; Naredba stupa na snagu odmah (VIDEO)». Televizija K3. 13 de março de 2020. Consultado em 18 de março de 2020 
  30. «Štab za vanredne situacije: Naredba o regulisanju rada trgovinskih i drugih objekata na teritoriji Grada Doboja». 13 de março de 2020. Consultado em 18 de março de 2020 
  31. «Banja Luka uvela nove mjere za sprečavanje širenja korona virusa» (em sérvio) 
  32. «Šeranić:2026 osoba pod nadzorom u RS. Ne dolazite na samovoljno testiranje.» (em sérvio) 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre a pandemia de COVID-19 é um esboço relacionado ao Projeto Saúde. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.