Panserbjørne

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Panserbjørne, ou urso de armadura, são seres fictícios da série literária His Dark Materials, criada por Philip Pullman. Eles são grandes ursos-polares, dotados com senciência e com capacidade de falar, que vivem em uma sociedade solitária na ilha de Svalbard.

Panserbjørne[editar | editar código-fonte]

Significado[editar | editar código-fonte]

A palavra "panserbjørne" significa, literalmente, "ursos de armadura", em dinamarquês. Na Noruega, o correto seria "panserbjørner" ou "panserbjørnar", e é usado tanto para um só como para o plural. Este é um detalhe importante, porque Svalbard é parte da Noruega e não da Dinamarca. No início das edições de Northern Lights, o nome foi escrito panserbørne. Já na adaptação cinematográfica, eles também são conhecidos como ursos-polares.

"Panserbjørne" é pronunciado "pan-sur-byorn".

Descrição[editar | editar código-fonte]

Os panserbjørne são ursos-polares que possuem senciência, capacidade de falar e polegares em suas patas, o que lhes proporcionam um dom natural para a metalurgia.

Enquanto eles falam muito inglês nos livros, eles são conhecidos por falarem um grande número de línguas indígenas.

Sociedade[editar | editar código-fonte]

Os panserbjørne são criaturas solitárias, porém possuem uma sociedade centralizada em Svalbard. Eles são regidos por um rei, que são geralmente determinados pelo sangue, mas também podem ser eleitos em combates desarmados. Os únicos reis que são vistos nos livros são Iorek Byrnison e Iofur Raknison. Alguns ursos de armadura são contratados por humanos como trabalhadores, mas apenas para regiões árticas, e isto pode ser constrangedor de alguma forma. Terras mais ao sul têm poucos contatos com ursos, embora a sua existência seja amplamente conhecida.

Durante os livros os ursos parecem estar lutando para manter sua cultura e tradição contra a intromissão da sociedade humana. Isso é mais visível durante o reinado de Iofur Raknison, em Northern Lights. Ele tenta forçar os ursos a se tornarem mais humanos, tentando construir palácios, universidades, decorando a sua armadura e até adquirindo falsos daemons. Iorek Byrnison derrota Iofur e os ursos retomam seu modo de vida original, porém, posteriormente, ele começa a sentir sentimentos humanos como a dúvida, especialmente em conexão com a faca sutil. Iorek, no entanto, decide que não existe uma linha divisória entre comportamento de urso e comportamento humano.

Armadura[editar | editar código-fonte]

A armadura de um panserbjørne é extremamente importante para ele. Ela deve ser feita pelo próprio e, em uma analogia, são os "daemons" dos ursos.

A armadura deve ser feita usando "ferro celestial", um metal raro que é recolhido a partir de meteoritos. Embora o "ferro celestial" descrito na série seja totalmente ficcional, para os povos indígenas do Ártico, os meteoritos possuem grande valor e são uma fonte de ferro, embora o ferro dos meteoritos são mais fracos do que o ferro terrestre, pois não possuem impurezas como o carbono, que contribuem para a sua força.

Ver também[editar | editar código-fonte]