Panzerkampfwagen VI Tiger II

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura o avião conhecido pela designação F-5E Tiger II, veja Northrop F-5E Tiger II.
Sd.Kfz. 182 Panzerkampfwagen VI Tiger II
Tiger II frontal Munster.jpg
Tipo Carro de combate pesado
Local de origem  Alemanha
História operacional
Guerras Segunda Guerra Mundial (1944-1945)
Histórico de produção
Fabricante Henschel & Son / Krupp (torre)
Quantidade
produzida
492
Variantes PzKpfw VI Ausf B (com torre da Porsche)[nota 1]
PzKpfw VI Ausf B (com torre da Henschel)[nota 1]
Befehlspanzer[nota 2]
Jagdtiger B (com canhão de 128mm)[nota 1]
Especificações
Peso 151 014 lb (68 500 kg)
Comprimento 21 ft (6 400 mm)
Largura 12,4 ft (3 780 mm)
Altura 10,2 ft (3 110 mm)
Tripulação 5: comandante, artilheiro, municiador, metralhador/rádio-operador e motorista.
Calibre 88 mm (8,80 cm)
Blindagem do veículo in (25,4 mm)
a 7 in (178 mm)
Armamento
primário
Um Canhão Krupp 8,8 cm KwK 43 L/71
Armamento
secundário
Uma Metralhadora MG34 de 0,3 in (7,62 mm)
Motor Maybach HL 230 P30 V12
700PS (690hp, 515kW)
Transmissão Maybach OLVAR EG 40 12 16 B (8 à frente e 4 à ré)
Suspensão Barra de torção
Capacidade de combustível 190 galão imperial (860 Litros)
Alcance
Operacional
110 mi (177 km), estrada
75 mi (121 km), fora de estrada.
Velocidade 41,5 km/h
Uma coluna de tanques Tiger II, 1944.

O Sd.Kfz. 182 Panzerkampfwagen VI Tiger II, ou Königstiger, literalmente "tigre rei" em alemão, significando Tigre-de-bengala, foi um dos mais poderosos tanques de guerra participantes da Segunda Guerra Mundial em questão de blindagem. Apesar de utilizar um canhão de 88 milímetros, este tanque não foi capaz de agir efetivamente contra os avançados tanques aliados em 1944, também devido ao peso do mesmo, onde a maioria das perdas deste tanque foram devidos à destruição do tanque pela própria tripulação. Há diversas controvérsias sobre seu verdadeiro nome, sendo inicialmente chamado de "Tiger II", e apelidado de "King Tiger" pelos britânicos e americanos.

Um Panzer VI na Frente Oriental, em 1944.

A necessidade da sua construção, decorreu das análises feitas pelos oficiais alemães dos tanques soviéticos depois do inicio do conflito em 1941. No caso dos carros médios (como o T-34) optou-se por produzir o tanque Panther, mas no caso dos tanques mais pesados, continuava a existir a possibilidade de os soviéticos conseguirem superar os tanques alemães, como o Tiger I que foi concebido no final da década de 1930, não incluindo por exemplo laterais inclinadas.[1]

A sua blindagem frontal permitia-lhe resistir a média e longa distância a praticamente todo o arsenal blindado aliado e completamente imune à maioria das armas anti-tanque em meados de 1944. No entanto o seu reduzido número (uma produção total de 489 unidades, chegando-se a atingir uma média de apenas 15 dias para a produção de cada unidade.), o bombardeamento das fábricas pelos aliados, falhas mecânicas, seu peso excessivo e a perda da supremacia aérea levou a que nada influenciasse o resultado final da II Guerra Mundial. Não se encontrava integrado nas divisões Panzer de forma habitual sendo adstrito às mesmas somente em necessidade encontrando-se organizados em batalhões de tanques pesados independentes.[1]

Embora fosse um tanque superior aos T-34 e Shermans utilizados pelos aliados, sua produção, quer pela complexidade do veículo, quer pela deterioração do parque industrial alemão e falta de matérias primas, era reduzida, e portanto a produção em massa dos demais venceu a primazia técnica deste veículo formidável sendo superado por apenas o M26 Pershing, IS-1, IS-2 soviéticos e o famoso tanque britânico Churchill. [2]

Tinha uma blindagem de 185mm frontal na torre e 150mm no chassi frontal angulado em um ângulo de 45 graus e 80mm nas laterais e traseira (tanto na torre como no chassi). Seu canhão era o 8.8 cm KwK 43 de 88mm, a Krupp chegou a propor a montagem do canhão KwK 46 L/68 de 105mm como arma principal, sem que para isso fosse necessário adequar o interior da torre, no entanto tanto a Waffenamt (Agência Alemã de Armas do Exército) quanto o núcleo técnico do Heer não aceitaram o canhão[3][4].

Ver também[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Panzerkampfwagen VI Tiger II

Notas

  1. a b c The Encyclopedia of Weapons of World War II, Chris Bishop, 1998
  2. German Tanks of World War II, Dr. S. Hart & Dr. R. Hart, 1998

Referências

  1. a b Schneider 1990, p. 18.
  2. Jentz and Doyle 1993, p. 40.
  3. «Panzer VI Ausf.B Königstiger (1944)». Tank Encyclopedia (em inglês). 29 de abril de 2015. Consultado em 7 de julho de 2019 
  4. Jentz, Thomas L. (1997). Germany's Tiger tanks : VK45.02 to Tiger II. Atglen, PA: Schiffer Pub. ISBN 0764302248. OCLC 37902447 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Veículos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.