Papá corazón

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Papá corazón
Informação geral
Formato Telenovela
Criador(es) Abel Santacruz
País de origem  Argentina
Idioma original Espanhol
Produção
Diretor(es) Alejandro Doria
Exibição
Emissora de televisão original Argentina Canal 13
Transmissão original 1973
Cronologia
Programas relacionados Papai Coração
Carita de ángel
Chispita

Papá corazón é uma telenovela argentina produzida pela Pol-ka Producciones e exibida pelo Canal 13 em 1973.[1]

A trama foi escrita por Abel Santa Cruz e protagonizada por Andrea del Boca, Norberto Suárez e Laura Bove.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Pinina é uma menina orfã de mãe, que vive em um internato, onde lhe acontece um grande número de aventuras. Seus únicos parentes são seu pai e uma tia; eles a querem muito, mas não tem muito tempo para cuidar dela. Por isso, Pinina passa grande parte do tempo no internato, o que lhe permite preencher o vazio maternal com as madres, que a ajudam em circunstancias complicadas. No transcurso da historia, ela descobre coisas novas e abre seu coração até seu pai.

Pinina cria um mundo de fantasias tão real para ela, que inclusive chega a falar com o fantasma de sua mãe, quem lhe aconselha e lhe da ânimos. E um de seus conselhos é que seu papai forme uma família com outra mulher para que sejam felizes ela e seu papai coração.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Versões[editar | editar código-fonte]

  • Em 1986 se realizou uma nova versão argentina, chamada Mundo de muñeca, também realizada pelo Canal 13, e contou com Analía Castro como protagonista.
  • Em 2008 os produtores do canal Telefuturo do Paraguai fizeram uma versão livre chamada Papá del corazón, protagonizada por Dani Da Rosa e Paola Maltese.
  • Em 2016, o canal brasileiro SBT realizou uma nova versão da trama, com o título de Carinha de Anjo e com Lorena Queiróz como protagonista.

Referências

  1. «Murió el protagonista de Papá corazón» (em espanhol). La Nación. Consultado em 7 de dezembro de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]