Papa João XV

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
João XV
Papa da Igreja Católica
137° Papa da Igreja Católica
Atividade Eclesiástica
Diocese Diocese de Roma
Eleição agosto de 985
Fim do pontificado 1 de abril de 996 (10 anos)
Predecessor João XIV
Sucessor Gregório V
Ordenação e nomeação
Nomeação episcopal agosto de 985
Ordenação episcopal setembro de 985
Cardinalato
Criação 980
por Papa Bento VII
Ordem Cardeal-presbítero
Título Santos Vital, Valéria, Gervásio e Protásio
Dados pessoais
Nascimento 950
Roma, Itália
Morte 1 de abril de 996 (46 anos)
Roma, Itália
Nacionalidade Italiano
Nome nascimento Giovanni di Gallina Alba
Sepultura Basílica de São Pedro
dados em catholic-hierarchy.org
Categoria:Igreja Católica
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo
Listas de papas: cronológica · alfabética

João XV, nascido Giovanni di Gallina Alba (Roma, c. 950 — Roma, 1 de abril de 996), foi o 137º papa da Igreja Católica de agosto de 985 até sua morte.

Nos últimos dias, obscuros e tristes, do antipapa Bonifácio, fora indicado para pontífice um monge João, filho de Roberto. Não foi reconhecido, nem consagrado. Após quatro meses acordaram os partidos e Clero na escolha do sacerdote João Leão. Daí a dúvida dos autores (João XV e XVI), cuja maioria, porém, chama a este de João XV, não contando o primeiro.

Foi consagrado em setembro de 985. Era erudito e piedoso. Procurou defender os direitos da Igreja. Seu epitáfio em São Pedro chama-lhe: "invencível ao temor e ao lucro, egrégio doutor". O imperador Oto III era muito jovem e estava longe. Então Crescêncio Nomentano, senador em Roma, tornou-se ditador. João XV solicitou auxílio à imperatriz regente Teofania, que veio a Roma (989) e governou em Ravena com o estranho título de "IMPERADOR". Ela celebrou o Natal em Roma; uma grande benfeitora dos pobres e dirigida espiritual de são Adalberto. Morreu na Alemanha em 991.

A regência passou a santa Adelaide, avó de Oto III. Rebelou-se Crescêncio, que obrigou o papa a fugir de Roma (995); mas quando soube que Oto marchava contra a cidade com gigantesco exército, o povo (sempre volúvel) chamou o pontífice de volta e preparou grandiosas festas ao soberano! João morreu em abril de 996. Fora fraco no governo civil da cidade, mas forte, vigoroso no trato da Igreja. Conseguiu promover a paz entre Etelredo, rei da Inglaterra, e Ricardo, duque da Normandia(991). Num sínodo, realizado em Roma, canonizou a São Ulrico, bispo de Augusta, primeiro exemplo de canonização feita por um papa. Por meio de missões aproximou os povos da Polônia ao Cristianismo. Defendeu com energia os bispos franceses contra o rei Hugo Capeto.


Precedido por
João XIV
Emblem of the Papacy SE.svg
Papa

137.º
Sucedido por
Gregório V


Ícone de esboço Este artigo sobre um papa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.