Papa Lúcio II

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde setembro de 2014). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Lúcio II
Papa da Igreja Católica
166° Papa da Igreja Católica
Atividade Eclesiástica
Diocese Diocese de Roma
Eleição 9 de março de 1144
Entronização 12 de março de 1144
Fim do pontificado 15 de fevereiro de 1145 (11 meses)
Predecessor Celestino II
Sucessor Eugénio III
Ordenação e nomeação
Nomeação episcopal 9 de março de 1144
Ordenação episcopal 12 de março de 1144
Nomeado arcebispo 9 de março de 1144
Cardinalato
Criação 1122
por Papa Calisto II
Ordem Cardeal-presbítero
Título Santa Cruz de Jerusalém
Papado
Brasão
Coa fam ITA caccianemici dall orso.jpg
Dados pessoais
Nascimento 1095
Bolonha, Itália
Morte 15 de fevereiro de 1145 (50 anos)
Roma, Itália
Nacionalidade Italiano
Nome nascimento Gherardo de Caccianemici
Sepultura Arquibasílica de São João de Latrão
dados em catholic-hierarchy.org
Categoria:Igreja Católica
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo
Listas de papas: cronológica · alfabética

O Papa Lúcio II (nascido Gherardo de Caccianemici; morto a 15 de fevereiro de 1145) foi eleito a 9 de Março de 1144[1] e morreu a 15 de Fevereiro de 1145.

Nascido Gherardo Caccianemici dal Orso em Bolonha, tornou-se padre em sua cidade natal, e depois foi nomeado cardeal da Basílica de Santa Cruz de Jerusalém, tesoureiro da Igreja e representante papal na Alemanha para os papas Honório II (1124-30) e Inocêncio II (1130-43).

Seu tempestuoso pontificado foi marcado pelo surgimento de uma república revolucionária em Roma, que procurou privar o papa de seu poder temporal, e pelo reconhecimento da suserania papal sobre Portugal.

Em 1144 encontrou-se com Rogério II da Sicília em Ceprano para esclarecer os deveres de Rogério como vassalo da Santa Sé. Lúcio II não estava disposto a aceitar as demandas de Rogério e as rejeitou, mas Rogério II forçou o Papa a aceitar suas condições enviando Roberto de Selby, seu general, ao encontro de Lúcio.

O senado romano, que tomou praticamente todo o poder temporal do Papa durante o pontificado de Inocêncio II e foi dissolvido por Lúcio II, foi ressuscitado, encorajado pela derrota do pontífice Lúcio clamou, sem sucesso, pela ajuda do imperador Conrado III (1138-52) contra o senado e o patrício Giordano Pierleoni, irmão do antipapa Anacleto II, e finalmente marchou contra eles com um pequeno exército. Este confronto também foi perdido por Lúcio II. De acordo com Godofredo de Viterbo, ele foi seriamente ferido por uma pedrada durante a batalha e morreu alguns dias mais tarde em consequência dos ferimentos.

Referências


Precedido por
Celestino II
Emblem of the Papacy SE.svg
Papa

166.º
Sucedido por
Eugénio III


Ícone de esboço Este artigo sobre um papa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.