Papa Marinho II

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Marinho II
Papa da Igreja Católica
128° Papa da Igreja Católica
Atividade Eclesiástica
Diocese Diocese de Roma
Eleição 30 de outubro de 942
Fim do pontificado maio de 946 (3 anos)
Predecessor Estêvão VIII
Sucessor Agapito II
Ordenação e nomeação
Cardinalato
Criação 940
por Papa Estevão VIII
Ordem Cardeal-presbítero
Título Santos Ciríaco e Julita
Dados pessoais
Nascimento Roma, Itália
900
Morte Roma, Itália
maio de 946 (46 anos)
Nacionalidade italiano
Sepultura Basílica de São Pedro
dados em catholic-hierarchy.org
Categoria:Igreja Católica
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo
Lista de Papas

Marinho II (ou Marino II, mais tarde considerado como sendo o Papa Martinho III), nasceu em Roma e foi Papa entre 942 e 946. Foi elevado ao papado graças à intervenção de Alberico II de Spoleto, tendo focado a sua atividade em aspectos administrativos do Papado.[1]

Início de carreira[editar | editar código-fonte]

Mariano nasceu em Roma e, antes de se tornar papa, foi vinculado à Igreja de São Cyriacus nas Termas de Diocleciano. Diz-se que ele encontrou Ulrico de Augsburgo em sua visita a Roma em 909, e previu a eventual nomeação de Ulrico como bispo de Augsburgo.[2]

Pontificado[editar | editar código-fonte]

Mariano foi elevado ao papado em 30 de outubro de 942 por intervenção de Alberico II de Spoleto. Esse período é conhecido como Saeculum obscurum devido ao poder de Alberico e seus parentes sobre os papas. Mariano concentrou-se nos aspectos administrativos do papado e procurou reformar o clero secular e regular. Ele estendeu a nomeação do Arcebispo Frederico de Mainz como vigário papal e missus dominicus por toda a Alemanha e França.[3] Mariano mais tarde interveio quando o bispo de Cápua apreendeu sem autorização uma igreja que havia sido dada ao local a Monges beneditinos.[4] Na verdade, ao longo de seu pontificado, Mariano favoreceu vários mosteiros, emitindo uma série de bulas em seu favor.[5]

Mariano ocupou o palácio construído pelo Papa João VII no topo do Monte Palatino nas ruínas da Domus Gaiana.[6] Ele morreu em maio de 946 e foi sucedido por Agapito II.[7]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Mann, Horace K., The Lives of the Popes in the Early Middle Ages, Vol. IV: The Popes in the Days of Feudal Anarchy, 891-999 (1910)

Referências

  1. Pope Marinus II (em inglês)
  2. Mann, pgs. 218-219
  3. Mann, pg. 219
  4. DeCormenin, Louis Marie; Gihon, James L., A Complete History of the Popes of Rome, from Saint Peter, the First Bishop to Pius the Ninth (1857), pgs. 290-291
  5. Mann, pg. 221
  6. Mann, pg. 222
  7. Mann, PÁG. 223


Precedido por
Estêvão VIII
Emblem of the Papacy SE.svg
Papa

128.º
Sucedido por
Agapito II