Paquíteno

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde dezembro de 2017)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.

Paquíteno (do grego pachýs, grosso) é uma das cinco subfases da Prófase I da meiose. Ocorre após a definição do complexo sinaptonêmico ainda na subfase leptóteno. No paquíteno, os cromossomos tornam-se mais grossos, formando quatro braços bem definidos. Desses quatro braços, dois se ligam ao respectivo homólogo formando estruturas denominadas "tétrades" ou "bivalentes". Devido à proximidade entre os braços dos homológos, a percepção das quatro cromátides é prejudicada. Será mais visível na próxima subfase (diplóteno). No paquíteno é onde ocorre também o fenômeno mais importante da meiose, o chamado crossing-over ou permutação que é responsável pela distinção de aparência de todos os seres vivos eucarióticos.


Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Genética é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.