Paragominas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Paragominas
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Paragominas
Bandeira
Brasão de armas de Paragominas
Brasão de armas
Hino
Apelido(s) "Municipio verde"
Gentílico paragominense
Localização
Localização de Paragominas no Pará
Localização de Paragominas no Pará
Mapa de Paragominas
Coordenadas 2° 59' 42" S 47° 21' 10" O
País Brasil
Unidade federativa Pará
Região intermediária[1] Rio Capim
Região imediata[1] Paragominas
Municípios limítrofes Ipixuna do Pará, Ulianópolis, Goianésia do Pará e Centro Novo do Maranhão.
Distância até a capital 300 km
História
Fundação 23 de janeiro de 1965 (55 anos)
Aniversário 23 de janeiro
Administração
Prefeito(a) Paulo Pombo Tocantins (PSDB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [2] 19 342,254 km²
População total  [3] 113 145 hab.
Densidade 5,8 hab./km²
Clima Equatorial (Af)
Altitude 90 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[4]) 0,645 médio
PIB (IBGE/2015[5]) R$ 2 403 743 mil
 • Posição PA: 11º
PIB per capita (IBGE/2015[5]) R$ 24 560,29
Outras informações
Padroeiro(a) Sagrado Coração de Jesus e Santa Teresinha do Menino Jesus
Sítio paragominas.pa.gov.br (Prefeitura)
[editar | editar código-fonte]

Paragominas é um município brasileiro do estado do Pará, pertencente à mesorregião do Sudeste Paraense. Localiza-se na Região Norte do país.[6][7]

História[editar | editar código-fonte]

Na década de 1950, a colonização do município de Paragominas foi efetivada por camponeses, que chegaram à região, antes da construção da rodovia Belém-Brasília. Em 1958, precisamente com o desbravador Ariston Alves da Silva, quando atravessou a bacia do Capim e estabeleceu primeira plantação de arroz.[6] Seguidos pelas companhias colonizadoras: Colonizadora Belém Brasília, Colonizadora Marajoara e Cidade Marajoara, que não obtiveram êxito.

Mais tarde, o governo federal divulgou a instalação de uma colônia federal na região, que nunca chegou a se estabelecer, bem como os planos estaduais para a formação de duas colônias naquele território.

Registra-se, também, que antes mesmo da chegada dos camponeses, com autorização do Governo do Estado, empresários de Goiás haviam penetrado na floresta, ao longo do rio capim, com o objetivo de efetuar levantamentos e titular terras para compradores de Uberaba, em Minas Gerais, e Itumbiara, em Goiás.

Posteriormente, a proximidade da estrada Belém-Brasília provocou uma grande procura pela terra entre proprietários de Minas Gerais e Espírito Santo, além de companhias de especulação de terras de São Paulo, ao mesmo tempo em que camponeses penetravam em terras da região, com o objetivo de enfrentar a competição com os “grileiros”, que emitiam títulos falsos e os asseguravam, através do uso da força.

Houve uma rápida concentração de propriedade, nesse clima de violência, e as tentativas de colonização fracassaram.

O município obteve autonomia em 1965, durante o governo de Jarbas Passarinho, com a Lei nº 3.235, de 4 de janeiro, formado com área desmembrada de parte do distrito de São Domingos do Capim e parte do distrito de Camiranga, que pertencia ao Município de Viseu.

Em 10 de maio de 1988, através da Lei nº 5 450, no governo Hélio Gueiros, teve sua área desmembrada para criação do Município de Dom Eliseu, antigo povoado chamado Felinto Muller, que foi elevado à condição de distrito.

O primeiro prefeito de Paragominas foi Amílcar Batista Tocantins, nomeado pelo governo federal. O nome da cidade constitui a abreviação do nome de três Estados: Pará, Goiás e Minas Gerais.

O município também atraiu na década de 1990 e ainda no início do século XXI uma expressiva massa imigratória de sulistas, dos quais alguns eram empresários do setor de agricultura e muitos desempregados que tentavam uma vida melhor com emprego e custo de vida baixo.

História recente[editar | editar código-fonte]

No dia 12/04/18 ocorreu um temporal de proporções inéditas na cidade, em apenas uma hora choveu 110 mm, causando alagamentos em vários bairros da cidade e nas rodovias estaduais. O temporal ocasionou a morte de duas crianças que foram arrastadas pela força das águas e uma senhora veio a óbito dias depois, pois ingeriu muita água contaminada. Esse alagamento deixou várias pessoas desabrigadas. [8]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 02º59'45" Sul e a uma longitude 47º21'10" Oeste, estando a uma altitude de 90 metros. Sua população estimada em 2019 é de 113.145[9] habitantes, sendo uma proporção média de 78% residentes na área urbana e 22% área rural. Possui uma área de 19.352,254 km².

Cultura[editar | editar código-fonte]

Um dos eventos de maior importância cultural e econômica na cidade é a feira Agropecuária (Agropec), conhecida localmente como "exposição" ou "feira agropecuária'', acontece anualmente em agosto, e envolve além da exposição de gado, móveis, máquinas e automóveis para venda.

Economia e Ocupação do Solo[editar | editar código-fonte]

A cidade vem recebendo uma significativa quantidade de migrantes de outras regiões brasileiras impulsionados pela presença, na cidade, da mineradora Hydro. A notícia sobre a presença dessa empresa na cidade atraiu milhares de pessoas que buscavam oportunidades de emprego. Além da Hydro, várias outras empresas de grande porte começaram a se instalar no município.

Em 2008, o então prefeito Adnan Demachki lançou o projeto Paragominas Município Verde que revolucionou o município e tornou-a modelo para toda a Amazônia como cidade sustentável. No mandato do prefeito Adnan foram construídos os 3 cartões postais da Cidade, o Parque Ambiental Adhemar Monteiro, o Lago Verde e o Estádio Municipal.

No final de 2010, instalou-se em Paragominas a primeira fábrica de MDF das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do Brasil. O produto é feito a partir de madeira reflorestada, o que garante o desenvolvimento sustentável da região. Está em fase de implantação no município uma termoelétrica que funcionará a partir da queima do pó de serra; a previsão é que esta entre em operação em junho de 2012.

Tem instalada uma Vara do Trabalho, um Fórum do Tribunal de Justiça do Estado do Pará com três varas, Superintendência de Polícia Civil, o 19º Batalhão de Polícia Militar e Corpo de Bombeiros. O município é sede de uma Subseção da OAB, onde o atual Presidente da subsecção é Diego Sampaio Sousa (2016 a 2018).

É sede da 1ª Cooperativa de Energia Renovável do Brasil, a Cooperativa Brasileira de Energia Renovável - COOBER, fundada no dia 24 de fevereiro de 2016, por 23 cooperados e presidida por seu idealizador e cooperado Raphael Sampaio Vale.

Conta ainda com a presença da Justiça Federal, instalada em 23 de março de 2012. O município também está incluído no projeto da Ferrovia Norte-Sul. Instalou-se também a empresa de alimentos naturais e cosméticos, VOE Superfoods, com filial na Oceania, afim de englobar a agricultura familiar ao contexto urbano Nacional, uma empresa inteiramente Brasileira, que vide conciliar o contexto Brasileiro aos demais países através de seu projeto.

Segundo o Censo Agropecuário de 2017, Paragominas conta com 1.446 Estabelecimentos Agropecuários que, somados equivalem a uma área de 856.018,569 hectares[10]

Segundo o documento PPA 2018 A 2021 - Anexos I e II elaborados pela Prefeitura Municipal, o solo do município de Paragominas é Ocupado da Seguinte forma:[11]

CLASSE ÁREA (Hectares) %
Floresta 871.488 45,04
Pastagem 390.602 20,18
Vegetação Secundária 192.781 9,96
Projetos de Assentamento 110.600 5,71
Agricultura 40.330 2,08
Água 5.178 0,27
Área Urbana 18,29 0,09
Mineração 16 0,01
Outros 210,318* 11,6
Terras Indigenas 98,230 5,06
Total 1.935.372 100

Educação[editar | editar código-fonte]

Estão instaladas no município diversas instituições de ensino superior, entre elas a Universidade do Estado do Pará - UEPA, o Instituto Federal do Pará - IFPA, a Universidade Paulista - UNIP (polo EaD), Universidade Norte do Paraná (UNOPAR), Universidade Internacional (UNINTER) EaD e a Universidade Federal Rural da Amazônia - UFRA. A UFRA destaca-se pela oferta de vários cursos que contribuem para o desenvolvimento regional, como Administração, Engenharia Florestal, Zootecnia, Agronomia e Sistemas de Informação (a partir de 2018). A UFRA fica localizada a 4,5 km da entrada da cidade, na Rodovia PA 256.


Bairros e Estatísticas de Saneamento Básico[editar | editar código-fonte]

Centrais

Promissão I,II,III,IV, Morada do Sol, Morada dos Ventos, Morada Verde, Novo Horizonte, Nova Esperança, Jardim América,Tropical, Paricá, Guanabara, Parque das Américas, Centro, Cidade Nova, Presidente Juscelino, Alan Kardec, Aragão, Jardim Atlântico, Jardim Bela Vista, Camboatã I , Novo Camboatã, Paraiso, Novo Paraiso, Jarderlãndia, Vila Rica, Sidlãndia I e II, Sydney Rosa, Industrial, Cidade Jardim, Flamboyant, Olga Moreira, José Alberto, Guilherme Gabriel, Maria de Lourdes Sobrinho, Nova Conquista, Uraim I e II, Angelim.

As Margens da Rodovia Belém Brasilia

Andradina, Inocêncio Oliveira, Pandolf, Santa Rosa, Zeno Azeredo, Nagib Demachki I e II

Domicilios Particulares Permanentes = 24.967 ( 2010, Censo IBGE[12]

Abestecimento de Água = 82,28% Coleta de Esgoto= 23,19%[13] Pontuação Ranking ABES = 207,34.

O Município conta com 01 Aterro Sanitário que recebe diariamente 200,614 kg/ 299,152 Metros Cúbicos de Resíduos/ Dia[14]

Comunidades Rurais[editar | editar código-fonte]

Colônia do Uraim, Condomínio Rural,Nova Piedade, São Sebastião, Santa Rosa, Progresso, Vila Nova, Campinense, Mandacaru , Nova União, Macedônia,São Benedito ,Assentamento Paragonorte: Colônia Nova Jerusalém, Colônia da Paz, Colônia Ribeirinho, Gleba 28, Colônia Esperança Viva, Ribeirão, Cajueiro I, Cajueiro II, Cacimbão, Bom Jesus do Onça, Formosa , Auto Coracy.,Colônias Oriente, Cachoeira, Independência, Beira Rio , Fé em Deus.Água Suja, Novo Horizonte,Nazaré, São Lucas, São Sebastião,Nova Formosa,água Suja,Gleba 22, Gleba 28,Vila União, Vila São João, Vila Conceição, Baixo Uraim, Alto Coracy,CAIP.

Comunicações[15][editar | editar código-fonte]

Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações, Paragominas é atendida pelos Seguintes canais.

Rádios:

Frequência Prefixo Nome Fantasia Razão Social
FM 89,1 MHZ ZYR 532 Rádio Clube de Paragominas Rede de Emissoras Unidas de Paragominas LTDA
FM 93,3 MHZ ZYD 213 Rádio Cidade FM Rádio Difusora de Paragominas LTDA.
FM 101,1 MHZ ZYD 211 Rádio Jarana FM Rádio e Televisão Jarana LTDA

Retransmissoras de TV

Razão Social Afiliação de Rede Canal Analógico Canal Dgital
Televisão Independente de S. José do Rio Preto Rede Vida 5 16
Televisão Liberal LTDA Rede Globo 8 21
Prefeitura Municipal de Paragominas Tv Cultura ( Estatal Paraense) 10
Rede de Televisão Paraense REDETV 12 29
Fundação Nazaré de Comunicação TV Nazaré ( Arquidiiocese de Belém) 43 31
Sistema Clube do Párá de Comunicação Ltda Bandeirantes 30
Fieldss Comunicação ? 15
Sistema Vale do Tocantins de Comunicações Ltda Rocordtv 22
Ouro Verde Comunicações Ltda SBT 25

Referências

  1. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  2. «Área territorial oficial». IBGE. Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  3. «Diário Oficial da União». 29 de agosto de 2018. Consultado em 10 de fevereiro de 2020 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 31 de agosto de 2013 
  5. a b «PIB dos Municípios - base de dados 2010-2015». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 23 de dezembro de 2017 
  6. a b «Estado Pará, Município de Paragominas». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2016. Consultado em 14 de agosto de 2018 
  7. «Paragominas, Pará - PA.». Geografos. 2015. Consultado em 14 de agosto de 2018 
  8. «Paragominas declara calamidade pública e enxurrada mata duas crianças». G1 
  9. «Estimativas da População 2019» (PDF). IBGE. 28 de agosto de 2019. Consultado em 28 de agosto de 2019 
  10. cidades.ibge.gov.br https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pa/paragominas/pesquisa/24/27745. Consultado em 27 de agosto de 2019  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  11. «ANEXO I DIAGNÓSTICO SOCIO ECONÔMICO E ORIENTAÇÃO ESTRATÉGICA DE GOVERNO» (PDF). "Prefeitura Municipal de Paragominas. p. 8. Consultado em 26 de agosto de 2019  line feed character character in |titulo= at position 8 (ajuda)
  12. «Censo universo - Indicadores Sociais Municipais Ano 2010». IBGE 
  13. «RANKING ABES DA UNIVERSALIZAÇÃO DO SANEAMENTO 2020» (PDF). p. 39. Consultado em 24 de setembro de 2020  line feed character character in |titulo= at position 13 (ajuda)
  14. «PLANO MUNICIPAL DE GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS» (PDF). Fonte: Prefeitura de Paragominas/SEMUR, 2019. p. 31. Consultado em 25 de setembro de 2020  line feed character character in |titulo= at position 26 (ajuda)
  15. «Spectrum-E: Canais». sistemas.anatel.gov.br. Consultado em 18 de setembro de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Paragominas
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Pará é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.