Parasite (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Parasite
Parasita (PRT/BRA)
 Coreia do Sul
2019 •  cor •  132 min 
Direção Bong Joon-ho
Produção
  • Kwak Sin-ae
  • Moon Yang-kwon
  • Jang Young-hwan
Roteiro
  • Bong Joon-ho
  • Han Jin-won
Elenco
Gênero comédia negra, drama, thriller
Música Jeong Jae-il
Cinematografia Hong Kyung-pyo
Edição Yang Jin-mo
Companhia(s) produtora(s) Barunson E&A Corp
Distribuição
  • NEON
  • CJ Entertainment
Lançamento 21 de maio 2019 (Festival de Cannes)
30 de maio de 2019, Coreia do Sul
Brasil 30 de maio de 2019
Portugal 26 de setembro de 2019
Estados Unidos 11 de outubro de 2019
Idioma língua coreana
Orçamento ₩13.5 bilhões (US$11 milhões)
Receita US$90.1 milhões
Página no IMDb (em inglês)

Parasite (Coreano: 기생충; Hanja: 寄生蟲; RR: Gisaengchung) ou Parasita (em Portugal) é um filme de suspense e comédia sarcástica sul-coreano de 2019, realizado por Bong Joon-ho.[1] O filme é protagonizado por Song Kang-ho, Lee Sun-kyun, Cho Yeo-jeong, Choi Woo-shik e Park So-dam.[2]

Parasite teve a sua estreia mundial no Festival de Cannes de 2019, a 21 de maio, onde ganhou a Palma de Ouro, tornando-se no primeiro filme coreano a receber o prestigiado prêmio assim como no mais recente filme a ganhar com o voto unânime do jurado do festival, desde "Azul é a cor mais quente" em 2013.[3][4] Foi também selecionado como o filme representante da Coreia do Sul na categoria de Melhor Longa-Metragem Internacional da 92º edição dos Óscares.[5][6]

Premissa[editar | editar código-fonte]

A viver num pequeno apartamento e em extremas dificuldades financeiras, a família de Kim Ki-taek (Song Kang Ho) encontra um inesperado golpe de sorte quando o filho mais velho, Ki-woo (Choi Woo Shik), começa a dar aulas particulares na mansão da família Park.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Kim Ki-taek, um motorista desempregado, vive com a sua esposa Choong-sook, o filho Ki-woo e a filha Ki-jeong num pequeno apartamento, situado na cave de um prédio. Diariamente, a família luta para sobreviver, exercendo trabalhos precários, com pouquíssimos rendimentos, até ao dia em que um amigo de Ki-woo, Min-hyuk, visita a família e presenteia-os com uma grande rocha, garantindo-lhes que esta lhes trará grandes riquezas. Antes de partir, Min-hyuk sugere ainda que Ki-woo assuma o seu cargo como professor de inglês de Da-hye, a filha mais nova da abastada família Park. Na luxuosa mansão Park, Ki-woo é entrevistado e contratado pela Sra. Park, contudo ao saber que esta também procura um professor de arte para Da-song, o seu filho mais novo, Ki-woo sugere uma "profissional" chamada Jessica, que é na realidade Ki-jeong. Uma vez contratada, Ki-jeong faz com que o motorista do Sr. Park seja demitido e substituído pelo seu pai, Ki-taek, chamando-o de "Tio Kim". Rapidamente, os três unem-se e conseguem demitir a governanta Moon-kwang, contratando Choong-sook para o seu lugar, e empregando assim toda a família Kim.

Certo dia, os Parks partem numa viagem noturna para acampar, deixando a mansão sob os cuidados de Choong-sook. Os Kims aproveitam a oportunidade para fazer uma festa na mansão, durante a qual Ki-woo confessa à sua família que está apaixonado por Da-hye. No meio da celebração, Moon-kwang, a ex-governanta, toca à campainha, alegando que tinha combinado ir buscar algo seu deixado na cave. Os outros Kims escondem-se e Choong-sook deixa Moon-kwang entrar. A caminho da cave, a ex-governanta abre um abrigo secreto, revelando que o seu marido, Geun-sae, está ali escondido há 4 anos para evitar os agiotas. Enquanto Choong-sook ameaça chamar a polícia, o resto dos Kims, que as espionavam, acidentalmente são avistados. Com o telemóvel, Moon-kwang grava rapidamente imagens dos novos funcionários da mansão, enquanto se referem como pai e filhos, ameaçando expor a verdade aos Parks.

Devido a uma forte chuva, os Parks telefonam para Choong-sook anunciando que os seus planos foram arruinados e em breve regressam a casa. Os Kims lutam para confinar Moon-kwang e Geun-sae, limpando a mansão e se escondendo de seguida, enquanto Choong-sook prepara um pouco de comida tal como solicitado pela Sra. Park. Moon-kwang liberta-se e corre para a cozinha, mas Choong-sook empurra-a escada abaixo, ferindo-a gravemente na cabeça. Enquanto come, a Sra. Park revela a Choong-sook que o seu filho ficou traumatizado durante um aniversário, quando julgou ter avistado um fantasma a sair da cave. Depois de algumas peripécias, os outros três Kims deixam finalmente a mansão sem serem detectados. Ao chegarem ao apartamento, constatam que este foi inundado pela tempestade. Com poucos meios, tentam salvar o que podem, incluindo a grande "pedra da sorte" que Min-Hyuk havia os presenteado. Os três, juntamente com outros cidadãos obrigados a se deslocarem de suas casas, acabam por dormir num ginásio transformado em abrigo. Enquanto isso, na mansão, Moon-kwang morre com uma concussão e Geun-sae chora.

No dia seguinte, a senhora Park dá uma festa de aniversário para Da-song e convida os Kims. Durante a festa, Ki-woo carrega a pedra até ao abrigo secreto na cave, com a intenção de matar Geun-sae. Inesperadamente, Ki-woo é emboscado pelo homem enraivado e de luto, que lhe abre a cabeça com a pedra e sai disparado para a festa, apunhalando Ki-jeong no peito. A aparição repentina de Geun-sae desencadeia a memória traumática de Da-song, fazendo com que a criança tenha uma convulsão. Ki-taek corre para parar o sangramento de Ki-jeong, enquanto o Sr. Park grita pelas chaves do carro, para que possa levar Da-song ao hospital. A chave é atirada e cai entre Choong-sook e Geun-sae que lutam. Choong-sook mata Geun-sae com um espeto de carne. O Sr. Park finalmente recupera a chave, não escondendo o seu horror pelo "cheiro de pobre" de Geun-sae. Ao testemunhar a reação do Sr. Park, Ki-taek perde o controlo e esfaqueia fatalmente o homem, fugindo de seguida.

O final é narrado por Ki-woo, revelando que Ki-jeong não sobreviveu aos seus ferimentos, enquanto ele ficou em coma várias semanas, sendo submetido a uma cirurgia no cérebro. Após algum tempo, ele e Choong-sook foram a julgamento e sentenciados a liberdade condicional. Mais tarde, observando de longe a mansão dos Parks, Ki-woo apercebe-se de uma luz tremeluzente, emitida por Ki-taek em código Morse. No caos do desfecho da festa de aniversário, Ki-taek conseguiu retirar-se para o abrigo secreto, e desde então tem se escondido e vivido entre os novos proprietários. Ki-woo promete que um dia ele ganhará dinheiro suficiente para comprar a casa e libertar seu pai. Fantasiando sobre o dia de seu reencontro, Ki-woo termina sua carta sentado no apartamento da cave onde o filme começou.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Song Kang-ho como Kim Ki-taek
  • Jang Hye-jin como Kim Chung-sook
  • Choi Woo-shik como Kim Ki-woo
  • Park So-dam como Kim Ki-jung
  • Lee Sun-kyun como Mr. Park
  • Cho Yeo-jeong como Mrs. Park
  • Jung Ji-so como Park Da-hye
  • Jung Hyun-joon as Park Da-song
  • Lee Jung-eun como Gook Moon-gwang
  • Park Myung-hoon como Geun-sae
  • Park Geun-Rok como Chauffeur Yoon
  • Jung Yi-seo como Dono da Pizzaria
  • Park Seo-joon como Min-hyuk (aparição especial)

Produção[editar | editar código-fonte]

A fotografia principal começou a 18 de maio de 2018 [7][8] e terminou 77 dias depois, a 19 de setembro de 2018.[9]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

O filme teve a sua estreia mundial no Festival de Cannes de 2019, a 21 de maio.[10] Foi lançado na Coreia do Sul e no Brasil a 30 de maio de 2019.[11][9]

A Neon adquiriu os direitos norte-americanos do filme no American Film Market (AFM) em 2018.[12][13] Os direitos do filme foram também pré-vendidos para os territórios de língua alemã (Koch Films), de língua francesa (The Jokers Films) e Japão (Bitters End).[14] Foi lançado na Rússia a 4 de julho de 2019, nos Estados Unidos a 11 de outubro de 2019[15] e em Portugal teve a sua antestreia no dia 12 de setembro, durante a Comic Con Portugal 2019[16], tendo somente estreado, oficialmente, a nível nacional a 26 de setembro de 2019, pela distribuidora Alambique Filmes.[17]

O filme foi originalmente programado para ser exibido como filme de encerramento no FIRST Internationl Film Festival Xining, na China, a 28 de julho de 2019, mas em 27 de julho, os organizadores do festival de cinema anunciaram que a exibição teria que ser cancelada por "razões técnicas".[18]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Realizador e principais protagonistas num evento de imprensa.

Bilheteira[editar | editar código-fonte]

Parasite faturou US $ 20,8 milhões durante o fim de semana de abertura na Coreia do Sul. Desde então, arrecadou um total de US $ 70,9 milhões a nível nacional e US $ 19,2 milhões internacionalmente, totalizando US $ 90,1 milhões.

Resposta da crítica[editar | editar código-fonte]

No site Rotten Tomatoes, o filme mantém uma taxa de aprovação de 100%, baseando-se em 122 comentários, com uma classificação média de 9,28/10. O consenso crítico do site diz: "Com uma análise urgente e brilhante de temas sociais oportunos, Parasite encontra o diretor e argumentista Bong Joon Ho no comando quase total do seu ofício".[19] Na Metacritic, que usa uma média ponderada, foi atribuído ao filme uma pontuação de 91 em 100, com base em 23 críticas, indicando "aclamação universal". [20]

Ao escrever para o The New York Times, A.O. Scott descreveu o filme como "um filme extremamente divertido, o tipo de filme inteligente, generoso e esteticamente energizado que elimina as cansadas distinções entre filmes de arte e filmes de pipoca".[21] Bilge Ebiri, da NY Mag, escreveu que Parasite é "um trabalho em si, em constante estado de transformação agitada - uma obra-prima que quebra os nervos, cujo feitiço permanece muito tempo depois de sua assustadora imagem final".[22] Dave Calhoun, da Time Out, elogiou o comentário social e afirmou que "este é um trabalho deslumbrante, surpreendente e emocionante do começo ao fim, cheio de grandes estrondos e pequenas maravilhas".[23] Jessica Kiang, da Variety, descreveu o filme como "um passeio selvagem", escrevendo que "Bong está de volta e de forma brilhante, mas ele está inconfundivelmente a rugir furiosamente, e isso fica registado, porque o alvo é tão merecedor, tão enorme, tão incrível".[24]

Prêmios e Menções Honrosas[editar | editar código-fonte]

Parasite ganhou a Palma de Ouro no Festival de Cannes de 2019.[25][26]

Prémio Data da cerimônia Categoria Destinatário (s) e candidato (s) Resultado Ref(s)
Festival de Cinema de Cannes 25 maio 2019 Palme d'Or Bong Joon-ho Venceu [27][28]
Buil Film Awards 4 Outubro 2019 Melhor Filme Parasite Venceu
Melhor Realizador Bong Joon-ho Nomeado
Melhor Actor Choi Woo-shik Nomeado
Melhor Actriz Cho Yeo-jeong Nomeado
Melhor Actor Secundário Park Myung-hoon Venceu
Melhor Actriz Secundária Lee Jung-eun Venceu
Jang Hye-jin Nomeado
Melhor Argumento Bong Joon-ho, Han Jin-won Venceu
Melhor Fotografia Hong Kyung-pyo Venceu
Melhor Banda Sonora Jung Jae-il Venceu
Melhor Direção de Arte Lee Ha-joon Nomeado
Chunsa Film Art Awards 18 Julho 2019 Melhor Realizador Bong Joon-ho Venceu [29][30]
Melhor Actor Choi Woo-shik Nomeado
Song Kang-ho Nomeado
Melhor Actriz Cho Yeo-jeong Venceu
Melhor Actor Secundário Park Myung-hoon Nomeado
Melhor Actriz Secundária Lee Jung-eun Venceu
Melhor Argumento Bong Joon-ho, Han Jin-won Venceu
Fantastic Fest 26 Setembro 2019 Prémio do Público Parasite Venceu
International Cinephile Society Cannes Awards 25 Maio 2019 Melhor Realizador Bong Joon-ho Venceu [31]
Munich International Film festival 6 Julho 2019 Melhor Filme Internacional Parasite Nomeado
San Sebastián International Film Festival 28 Setembro 2019 FIPRESCI Filme do Ano Parasite Nomeado
Sydney Film Festival 16 Junho 2019 Melhor Filme Parasite Venceu [32][33]
Toronto International Film Festival 15 Setembro 2019 Grolsch People's Choice Award Parasite 3º Lugar [34]
International Film Festival Cinematik 15 Setembro 2019 Prémio do Público Parasite Venceu [35]

Referências

  1. «Parasite - Official Website». Parasite - Official Website 
  2. «Parasite - Official Website». Parasite - Official Website 
  3. «Cannes 2019: Bong Joon-ho's Parasite wins the Palme d'Or – live». The Guardian 
  4. «'Parasite' Palme d'Or Winner Bong Joon-Ho On Pic's North Korea Jokes – Cannes» 
  5. «제92회 아카데미영화상 국제장편영화 부문 한국영화 출품작 선정결과 (Selected Results of Korean Films for International Feature Films at the 92nd Academy Film Awards)». Korean Film Council 
  6. «Oscars: South Korea Selects Palme d'Or Winner 'Parasite' for International Feature Film Award». Variety 
  7. «Bong Joon-ho's 'Parasite' Starts Shooting (EXCLUSIVE)». Variety (em inglês) 
  8. «BONG Joon-ho's PARASITE Enters Production». Korean Film Biz Zone (em inglês) 
  9. a b «BONG Joon-ho's PARASITE Wraps Production». Korean Film Biz Zone (em inglês) 
  10. «The Screenings Guide 2019» 
  11. «기생충». Naver Movie 
  12. «Bong Joon-Ho's Drama 'Parasite' Bought by Neon». Variety (em inglês) 
  13. «AFM: Neon Nabs Bong Joon-ho's 'Parasite' From CJ Entertainment». The Hollywood Reporter (em inglês) 
  14. «Bong Joon Ho thriller 'Parasite' sells to US, Japan, France». Screen 
  15. «Bong Joon Ho's Palme d'Or Winner 'Parasite' Will Release in Time for Awards Season». The Hollywood Reporter 
  16. Bushido. «Antestreia do filme coreano Parasite na Comic Con Portugal 2019». Otaku PT 
  17. Quintas, António. «Maioria dos filmes que competiram em Cannes têm distribuição garantida em Portugal». RTP, Rádio e Televisão de Portugal 
  18. «Bong Joon-ho's Palme d'Or Winner 'Parasite' Pulled From China Festival». Variety 
  19. «Parasite (Gisaengchung) (2019)». Rotten Tomatoes 
  20. «Parasite Reviews». Metacritic 
  21. «Old Masters and Fresh Surprises at the New York Film Festival». The New York Times 
  22. «Bong Joon-ho's Parasite Is a Nerve-Racking Masterpiece». New York Magazine 
  23. «Parasite». Time Out 
  24. «Film Review: 'Parasite'». Variety 
  25. «Cannes 2019: Bong Joon-ho's Parasite wins the Palme d'Or – live». The Guardian 
  26. «'Parasite' Palme d'Or Winner Bong Joon-Ho On Pic's North Korea Jokes – Cannes» 
  27. Mumford, Gwilym (25 de maio de 2019). «Cannes 2019: Bong Joon-ho's Parasite wins the Palme d'Or – as it happened». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077 
  28. D'Alessandro, Anthony; D'Alessandro, Anthony (25 de maio de 2019). «'Parasite' Palme d'Or Winner Bong Joon-Ho On Pic's North Korea Jokes – Cannes». Deadline (em inglês). Consultado em 11 de outubro de 2019 
  29. «K STAR 스타뉴스». Star News Korea 
  30. 재배포금지>, <ⓒ “텐아시아” 무단전재 (18 de julho de 2019). «| [제24회 춘사영화제] 주지훈·조여정, 男女 주연상 '영예'… '기생충' 4관왕 (종합)텐아시아». 텐아시아 (em coreano) 
  31. Klashorst, Marc van de (25 de maio de 2019). «The ICS Cannes Awards 2019: Fire and Bong». International Cinephile Society (em inglês). Consultado em 11 de outubro de 2019 
  32. «Awards». Sydney Film Festival (em inglês) 
  33. Jefferson, arts editor Dee (16 de junho de 2019). «Tragicomedy of class relations wins Sydney Film Festival official competition prize». ABC News (em inglês) 
  34. «Toronto: Taika Waititi's 'Jojo Rabbit' Wins Audience Award». The Hollywood Reporter (em inglês) 
  35. «Na štrnástom Cinematiku získal hlavnú cenu film Favoritka». www.filmpress.sk 

Links externos[editar | editar código-fonte]