Paris Hilton

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou seção foi marcada para revisão, devido a incoerências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a coerência e o rigor deste artigo.
Disambig grey.svg Nota: Se procura o blogueiro e ator estadunidense, veja Perez Hilton.
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde outubro de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Paris Hilton
Hilton em 2009
Nome completo Paris Whitney Hilton
Nascimento 17 de fevereiro de 1981 (38 anos)
Nova Iorque, Estados Unidos
Residência Mulholland Estates,[1] Los Angeles, Califórnia, EUA
Nacionalidade norte-americana
Fortuna Aumento US$ 300 milhões (2018)[2]
Progenitores Mãe: Kathy Hilton
Pai: Richard Hilton
Parentesco
Ocupação
Período de atividade 1997 (1997)—presente
Carreira musical
Gênero(s)
Instrumento(s)
Gravadora(s)
Página oficial
parishilton.com

Paris Whitney Hilton (Nova Iorque, 17 de fevereiro de 1981) é uma atriz, socialite, modelo, cantora, DJ, empresária e autora norte-americana. Ela é a bisneta de Conrad Hilton, fundador da Hilton Hotels. Nascida em Nova Iorque e foi criada em Beverly Hills, Califórnia. Hilton começou sua carreira de modelo como um adolescente, quando ela assinou com a agência de Donald Trump, Trump Model Management. Seu estilo de vida e rumores de relacionamentos de curta duração fez uma característica de notícias de entretenimento, e Hilton foi proclamada "líder It girl de New York" em 2001.[3] Em 2003, uma fita de sexo com Hilton e seu então namorado Rick Salomon, mais tarde lançada como 1 Night in Paris, foi tornada pública. Lançada apenas três semanas antes da estreia do reality show The Simple Life, no qual ela estrelou ao lado de sua amiga de longa data Nicole Richie, a fita de sexo se tornou uma sensação na mídia. The Simple Life continuou por cinco temporadas e deu à Hilton reconhecimento internacional.

Em 2004, Hilton lançou seu livro Confessions of an Heiress, que se tornou um best-seller do New York Times, em 2005, ela apareceu no filme de terror House of Wax e, em 2006, seu álbum homônimo, Paris, foi lançado mundialmente; alcançou o número seis na Billboard 200,[4] com seu single de estréia, "Stars Are Blind", rapidamente se tornando um hit em todo o mundo. Hilton voltou aos reality show em 2008 com a franquia Paris Hilton My New BFF, em 2011 com The World According to Paris, e novamente em 2018 com Hollywood Love Story. Seus grandes papéis no cinema incluem os filmes Raising Helen (2004), Repo! The Genetic Opera (2008) e The Bling Ring (2013), de Sofia Coppola, bem como os documentários Paris, Not France (2008), Teenage Paparazzo (2010) e The American Meme (2018). Em 2012, Hilton fez sua estreia como DJ no Pop Festival, em São Paulo, com muita repercussão pública. Entre 2013 e 2017, ela realizou a residência "Paris Hilton: Foam & Diamonds" na boate Amnesia, em Ibiza, e de acordo com a Time, estabeleceu-se como a DJ feminina mais bem paga em 2014.[5] Ela assinou um contrato com a Cash Money Records em 2013,[6] e desde então lançou os singles "Good Time" (2013), "Come Alive" (2014), "High Off My Love" (2015) e "I Need You" (2018).

Críticos e admiradores têm dito que Hilton é famosa por ser famosa,[7] exemplificando a celebutante: uma celebridade não através de talento ou trabalho, mas através de riqueza herdada e estilo de vida. Ela tem apostado sua fama em perfumes e uma linha de moda com a sua aprovação; só sua marca de perfumes gerou mais de US$ 3 bilhões em receita.[8][9] Além do Azure Beach Club Paris Hilton um resort em Manila, nas Filipinas, há atualmente 50 lojas Paris Hilton em todo o mundo e 19 linhas de produtos de cuidado com a pele e cabelos, bolsas, relógios e calçados. Hilton ganha mais de US$ 10 milhões por ano em empreendimentos comerciais,[10] e desde 2017, ela recebeu cerca de US$ 300 mil por comparecimentos em clubes e eventos.[11]

Início de vida e antecedentes[editar | editar código-fonte]

Irmã de Nicky Hilton, Paris se mudou para várias residências exclusivas quando era criança, incluindo uma suíte no Waldorf-Astoria Hotel em Manhattan, Beverly Hills e nos Hamptons. Foi aluna na Escola Marywood-Palm Valley em Rancho Mirage, California, Dwight School em Nova Iorque e alguns meses na Escola Canterbury em New Milford, Connecticut de onde foi expulsa em 1999.[12]

1981-2002: Início da vida e da carreira[editar | editar código-fonte]

Hilton nasceu em New York City. Sua mãe, Kathy Hilton (née Kathleen Elizabeth Avanzino),é uma socialite e ex-atriz; seu pai, Richard Howard "Rick" Hilton, é um homem de negócios. Hilton é a mais velha de quatro filhos; ela tem uma irmã, Nicholai Olivia "Nicky" Hilton (nascido em 1983), e dois irmãos: Barron Hilton Nicholas II (nascido em 1989) e Conrad Hilton Hughes III (nascido em 1994). Seu bisavô paterno foi Conrad Hilton, fundador da Hilton Hotels. Hilton tem ascendência norueguesa, alemã, italiana, inglesa, irlandesa e escocesa. Ela mudou-se com frequência em sua juventude, vivendo em uma suíte no Hotel Waldorf-Astoria, em Manhattan, Beverly Hills e os Hamptons. Quando criança, ela era amiga de outros socialites, incluindo Nicole Richie e Kim Kardashian.

Crescendo em Los Angeles, Hilton participou da Buckley Escola e São Paulo da Escola Apóstolo, terminando o ensino fundamental em 1995.seu primeiro ano do ensino médio (1995-1996) foi gasto na Escola Vale Marywood-Palma em Rancho Mirage, Califórnia. Em 1996, Hilton e sua família deixou a Califórnia para a Costa Leste.Aos 16 anos, Hilton passou um ano no Canyon Escola de Provo para adolescentes emocionalmente perturbados.Em seguida, ela frequentou a Escola de Canterbury em New Milford , Connecticut da queda de 1998 a fevereiro de 1999 (seu primeiro ano), onde era um membro da equipe de hóquei no gelo. Em fevereiro de 1999 Hilton foi expulso de Canterbury por violar as regras da escola, retornando para a escola Dwight antes de abandonar a alguns meses depois. Mais tarde, ela ganhou uma certificação de GED.

Hilton começou a modelar quando criança, originalmente em eventos de caridade.Quando ela tinha 19 anos ela assinou com a agência de modelos de Donald Trump, T Management.Hilton disse que ela "queria modelar", Trump queria em sua agência e ela estava "amando" o trabalho.Enquanto modelagem, ela tornou-se uma característica diária de notícias de entretenimento para sua festa.; de acordo com a Vanity Fair, Cisco Adler (produtor da torta do Sweetie, em que Hilton agiu) chamou de "uma menina de partido novo que é sugado para dentro a cena da festa LA e cresceu um pouco rápido demais".Em 2001 Hilton desenvolveu um reputação como uma socialite; ela foi chamada "do New York líder It Girl", cuja fama começava a "estender além dos tablóides de Nova York".Por essa época, ela fez uma aparição no Zoolander e apareceu em várias capas de revistas, incluindo Tatler do Reino Unido, Giola da Itália e Vanity Fair os EUA "e FHM.Hilton também apareceu no vídeo" Honey Bunny "de Vincent Gallo.em 2002, ela desempenhou um papel principal no filme de terror straight-to-video, Nine Vidas. De acordo com Beyondhollywood.com, "A presença da Hilton no elenco é o principal ponto de comercialização do filme, o que é claramente evidente pelo fato de que ela é frente e no centro na arte da caixa e é o único nome reconhecível no elenco". O site observou que sua personagem era, basicamente, ela mesma:?. "Hilton joga-o que mais -a socialite americana mimada que lojas em três continentes em um só dia o script é mesmo esperto o suficiente para levar alguns jabs no Hilton de real-vida social de pé, nem mesmo mencionar que ela esteve na capa de alguns trapos sobranceria em seu dia ".Nesse ano Hilton se envolveu com moda e com o modelo Jason Shaw, mas eles se separaram no início de 2003.

Paris em 2007

2003–05: The Simple Life e avanço[editar | editar código-fonte]

papel da fuga de Hilton veio em 2003, quando ela co-estrelou com seu homólogo socialite Nicole Richie no reality show Fox The Simple Life. A série estreou em 2 de dezembro de 2003, logo após o lançamento da fita de sexo de Paris Hilton The Simple Life tinha boas classificações.; seu primeiro episódio atraiu 13.000.000 espectadores, aumentando adulto 18-49 classificação do Fox por 79 por cento.Ela ficou conhecida por uma persona loira burra na tela.; após a série terminou, ela disse várias vezes que ela interpretou um personagem (e não a si mesma) sobre o show.Em 2003, Hilton começou um relacionamento com o cantor Nick Carter, que durou até o ano seguinte.

A socialite introduziu uma marca de estilo de vida em 2004, ajudando a criar uma coleção bolsa para a marca japonesa Samantha Thavasa. A linha de jóias projetado pelo Hilton foi vendido na Amazon.com ela disse que queria "criar uma linha que era bonito e muito alta qualidade, mas acessível e disponível para todos" A jóia foi "inspirada . por style-feminino, paquera e glamourosa, com coração, estrela e motivos cruzada pessoal de Hilton "no outono de 2004 Hilton lançou uma autobiografia co-escrito por Merle Ginsberg, Confissões de uma herdeira: a Tongue-in-Chic espiada

A socialite introduziu uma marca de estilo de vida em 2004, ajudando a criar uma coleção bolsa para a marca japonesa Samantha Thavasa. A linha de jóias projetado pelo Hilton foi vendido na Amazon.com;. ela disse que queria "criar uma linha que era bonito e muito alta qualidade, mas acessível e disponível para todos" A jóia foi "inspirada . por style-feminino, paquera e glamourosa, com coração, estrela e motivos cruzada pessoal de Hilton "no outono de 2004 Hilton lançou uma autobiografia co-escrito por Merle Ginsberg, Confissões de uma herdeira: a Tongue-in-Chic espiada por trás da pose,com fotos coloridas e conselhos sobre a vida como uma herdeira o livro foi sétimo na lista do New York Times Best Seller a sua citação, "Vestido bonito onde quer que vá;.. a vida é demasiado curto para se misturar ", foi adicionado ao Dicionário Oxford de Citações em setembro de 2009. Hilton estava envolvido na criação de uma linha de perfumes pela Parlux Fragrances. Originalmente planejado para um pequeno lançamento, alta demanda levou a um aumento da disponibilidade de Dezembro de 2004. A sua introdução foi seguido por um aumento de 47 por cento nas vendas Parlux, principalmente do perfume Hilton-marca. [38] Após este sucesso Parlux lançou vários perfumes mais . com seu nome, incluindo fragrâncias para homens Hilton publicou seu segundo livro, O seu Heiress Diary: Confesse tudo para mim, em 2005; naquele ano ela apresentou outra fragrância, Just Me.

Após Hilton hospedado da NBC Saturday Night Live, em fevereiro de 2005, com Keane como convidado musical, ela recebeu seu primeiro papel principal, estrelando com Elisha Cuthbert e Chad Michael Murray no filme de terror House of filme Wax.The, exibido pela primeira vez no Festival de Cinema de Tribeca, inaugurado em Maio de 2005 para mistos reviews.In Ver Londres, Matthew Turner disse que Hilton "faz melhor do que você poderia esperar" .Embora MTV pensou ela "realmente muito bom", TV Guide chamado Hilton "talento" papel .Her como Paige Edwards ganhou o Choice Award de Melhor grito adolescente e lhe rendeu uma indicação para a escolha Breakout performance - Feminino; ele também lhe rendeu o Razzie de 2005 para Pior Atriz Coadjuvante no Prêmio Framboesa de Ouro 2005. Hilton recebeu uma nomeação para Melhor Performance Assustada nos MTV Movie Awards 2006, [carece de fontes?] E House of Wax arrecadou mais de US $ 70 milhões.

De maio a outubro de 2005, ela foi contratada para transporte herdeiro grego Paris Latsis.The Simple Life foi cancelada após três temporadas em 2005, após uma disputa entre Hilton e Richie. Hilton disse: "Não é nenhum segredo grande que Nicole e eu somos amigos há mais longas. Nicole sabe o que ela fez, e isso é tudo que eu nunca vou dizer sobre isso." Nem Richie nem Hilton falou publicamente sobre sua separação, embora fosse especularam que eles caíram fora depois Richie mostrou uma das fitas de sexo caseiro de Paris Hilton a um grupo de sua friends.They reconciliados em Outubro de 2006.

Em uma revelação inédita, Nicole Richie, contou ter usado heroína com Melissa Joan Hart, Lindsay Lohan, Paris e sua irmã Nicky Hilton, Amanda Bynes, Kate Moss e Nick Carter e possivelmente Britney Spears (apesar de não ter citado diretamente seu nome, ela disse que Britney e Melissa eram muito próximas nessa época) ainda em sua juventude. A revelação foi feita como parte do livro "Império – Uma viagem sem volta ao inferno das drogas", uma biografia escrita por Brandon Hurst (que também escreveu uma biografia de Lady Gaga em 2010), que será lançada em 2018.[13]

Música[editar | editar código-fonte]

Hilton em 2008 no MTV Video Music Awards.

Em 2004 Hilton fundou sua própria gravadora, a Heiress Records, uma sub gravadora da Bang Bros. Records, e em 22 de Agosto de 2006 lançou seu álbum Paris sob aquela gravadora. O álbum alcançou a 4ª posição na parada de álbuns do Canadá,[14][15] e a 6ª posição na parada de álbuns americana Billboard 200[16] e na parada mundial,[17] o álbum ganhou notoriedade graças ao single "Stars Are Blind", e vendeu pouco mais de 2,5 milhões de cópias ao redor do mundo. No geral, as críticas foram divididas. Em julho de 2007, Hilton confirmou estar trabalhando em um novo álbum com o produtor Scott Storch. Paris Hilton pode não ser a melhor cantora de todos os tempos, mas sua forma de fazer música já atraiu a todos.

Em 8 de outubro de 2013 lançou o primeiro single de seu segundo álbum de estúdio Good Time com participação do rapper Lil Wayne. A música falhou nos chats e recebeu críticas negativas dos críticos de música e do público, criticando a falta de criatividade da letra a chamando de clichê e o uso exagerado do Auto-tune.[18] Em 8 de julho de 2014 lança o segundo single do álbum, Come Alive que recebeu críticas bastante positivas dos críticos de música.[19] O videoclipe da música dirigido por Hannah Lux Davis (Ela também dirigiu o videoclipe do seu single anterior Good Time) explora um mundo cor-de-rosa que seria o mundo em que Paris vive,[20] foi comparado aos videoclipes Only Girl (In the World) da cantora Rihanna e California Gurls da cantora Katy Perry.

Em 2014, Paris Hilton ganhou o prêmio Best Female DJ de acordo com a audiência da rádio Francesa NRJ, o NRJ DJ Awards. A cerimônia foi realizada em Mônaco, na noite da Monaco Internacional Clubbing Show, e Hilton superando suas colegas e concorrentes Krewella, Niki Belucci e NERVO.[21]

Compositora[editar | editar código-fonte]

Teve uma breve participação como compositora no seu primeiro single, intitulado como "Turn It Up", do álbum Paris, lançado em 2006 pela gravadora Heiress Records (gravadora própria de Paris Hilton) , em associação com a Warner Music

Escritora[editar | editar código-fonte]

Em 2004, Hilton lançou um livro autobiográfico, Confessions of an Heiress: A Tongue-in-Chic Peek behind the Pose, co-escrito por Rogério Alves, o livro contém várias páginas inteiras com fotos coloridas, e dá conselhos à garotas que querem ser como ela.[22] Hilton ganhou US$100.000 com as vendas do livro. Alguns críticos comentaram que a escrita era amadora. Mesmo assim, o livro entrou na lista de bestsellers do The New York Times. Em 2005, Hilton lançou um diário personalizado, também em parceria com Ginsberg, Your Heiress Diary: Confess It All to Me.

Empresária[editar | editar código-fonte]

Paris Hilton Entertainment e Paris Hilton Enterprises.[editar | editar código-fonte]

Paris Hilton Entertainment e Paris Hilton Enterprises, ambas localizadas em Beverly Hills, foram fundadas em 2006 para administrar a carreira de Hilton como atriz, cantora, modelo e autora; administrar licenças, os produtos e as marcas que envolvem o nome da diva

Produtos e endossamentos[editar | editar código-fonte]

Hilton ajudou a criar uma coleção de malas para a marca japonesa Samantha Thavasa,[23] assim como uma coleção de joias e relógios para a loja Amazon.com.[24] Em 2004, Hilton esteve envolvida com a criação de sua própria linha de perfumes pela Parlux Fragrances. O lançamento de Paris Hilton resultou em um aumento de 47% das vendas de produtos da Parlux Fragrances, predominantemente por causa do perfume de Hilton.[25] Após o sucesso da primeira fragrância de Hilton, ela lançou outras três fragrâncias, incluindo suas versões masculinas, Just Me, Heiress e Can Can.[26] Em 2006, Hilton lançou em parceria com a Gameloft seu jogo de celular oficial, Paris Hilton's Diamond Quest.[27] Em Agosto de 2007, Hilton lançou em parceria com a Hair Tech International, uma linha de extensões para cabelos chamada DreamCatchers;[28] ainda em Agosto, ela lançou sua própria linha de roupas.[29] Em Dezembro de 2007, Hilton foi para a Alemanha para lançar o champagne Rich Prosecco, que vem em lata ao invés de garrafa; Hilton chamou atenção da mídia por estar nua no anúncio da bebida.[30] Em 2008, Hilton lançou sua linha de calçados.[31]

Participou de um comercial na televisão brasileira para lançar uma nova marca de cerveja com um nome que lembraria a fama que lhe é atribuída ("devassa").[32] O comercial recebeu críticas de que seria sexista e desrespeitoso para com as mulheres,[33] levando o Conar a suspender sua veiculação.[34] A suspensão teve repercussão internacional e o vídeo do comercial transformou-se em hit na internet, com mais de 500 mil acessos e centenas de reproduções.[35]

Livros[editar | editar código-fonte]

  • 2004: Confessions of an Heiress: A Tongue-in-Chic Peek Behind the Pose
  • 2005: Your Heiress Diary: Confess It All to Me

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Hilton em 2016.
Ano Filme Personagem Notas
1992 Wishman Garota na praia Figurante
2000 Sweetie Pie Desconhecido Figurante
2001 Zoolander Ela mesma Figurante
2002 Nine lives Jo Protagonista
QIK2JDG Supermodelo Não creditado
2003 L.A. Knights Sadie Co-protagonista
Wonderland Barbie Figurante
The Cat in the Hat Dançarina no Clube Figurante
2004 Win a Date with Tad Hamilton! Heather Participação
The Hillz Heather Smith Protagonista
Raising Helen Amber Participação
1 Night in Paris Ela mesma Filme pornô
2005 House of Wax Paige Edwards Co-protagonista
2006 Bottoms Up Lisa Mancini Protagonista
National Lampoon's Pledge This! Victoria English Protagonista
2007 Stories USA Sadie Co-protagonista
2008 America the Beautiful Ela mesma Documentário
Paris, Not France
The Hottie and the Nottie Cristabel Abbott Protagonista
Repo! The Genetic Opera Amber Sweet Co-protagonista
An American Carol Ela mesma Participação
2010 Teenage Paparazzo Documentário
The Dog Who Saved Christmas Vacation Bella Filme para TV
2013 The Bling Ring Ela mesma Participação
2015 Jeremy Scott: The People's Designer Documentário
2017 And The Winner Isn't
2018 Sorry Desconhecido Curta metragem
2018 The American Meme Ela mesma Documentário

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Série Personagem Nota
2003–2007 The Simple Life Ela mesma Elenco regular
2004 Las Vegas Madison Episódio: "Things That Go Jump in the Night" (1.14)
George Lopez Ashley Episódio: "Jason Tutors Max" (3.18)
The O.C. Kate Episódio: The L.A. (1.22)
Veronica Mars Caitlin Ford Episódio: Credit Where Credit's Due (1.2)
2005 American Dreams Barbara Eden Episódio: "California Dreamin'" (3.15)
2008 My Name Is Earl Ela mesma Episódio: "I Won't Die with a Little Help from My Friends" (3.15)
2008–2009 Paris Hilton's My New BFF Reality-show
2009 Paris Hilton's British Best Friend
2009 Supernatural Lesch Episódio: "Fallen Idols" (5.5)
2011 Paris Hilton's Dubai BFF Ela mesma Reality-show/ Filmado em 2009
The World According to Paris Reality-documentary series
2013 Paradise Hotel Versão dinamarquesa da série
The Real Housewives of Beverly Hills Episódios: "Home Is Where the Art Is" (3.3), "Secrets Revealed" (3.22)
2015 The Real Housewives of Beverly Hills Episódio: "The Party's Over" (5.19)
Ramez Wakel el-Gaw Série de pegadinhas
2018 Hollywood Love Story Série documental

Discografia[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Discografia de Paris Hilton
Álbum:
Singles:

Referências

  1. David, Mark (23 de agosto de 2007). «Paris Hilton's New Pad». Variety. Consultado em 30 de novembro de 2017 
  2. Dangremond, Sam (2 de janeiro de 2018). «How Much is the Newly Engaged Paris Hilton Worth, Anyway?». Town & Country Magazine. Consultado em 15 de abril de 2019 
  3. "Paris Hilton Biodata"
  4. «Paris Hilton's Music». Parishiltonsite.net. Consultado em 5 de setembro de 2012 
  5. «Here's What Happened When We Went Clubbing with DJ Paris Hilton». Time 
  6. «Paris Hilton earns up to $1 million per DJ set». theguardian.com. theguardian. 23 de outubro de 2014. Consultado em 23 de outubro de 2014 
  7. «The Paris Hilton Rule: Famous For Being Famous». Scoreboard Media Group. Consultado em 13 de setembro de 2014. Arquivado do original em 28 de maio de 2012 
  8. «The American Meme - Sitio oficial de Netflix». www.netflix.com 
  9. «SURPRISE? Paris Hilton Earns Over $10M A Year From 17 Different Product Lines». Articles.businessinsider.com. Consultado em 31 de julho de 2012. Arquivado do original em 20 de outubro de 2012 
  10. «Paris Hilton on sex tape: 'I'll never be able to erase it'». CNN. 15 de fevereiro de 2006. Consultado em 31 de julho de 2012. Arquivado do original em 9 de outubro de 2012 
  11. «Paris Hilton, Forbes Top Celebrities». Forbes.com. Consultado em 19 de junho de 2013 
  12. Evonne Barry (30 de Dezembro de 2006). «Um Milhão de Razões para Ser Paris». The Daily Telegraph (Austrália) (em inglês). News Limited. Consultado em 1 de Fevereiro de 2008 
  13. «In Touch divulga partes do novo livro de Nicole Richie. Ela conta como foi usar Heroína com Paris Hilton e Lindsay Lohan. | Lindsay Lohan Brasil». lindsaylohanbrasil.com. Consultado em 29 de novembro de 2016. Arquivado do original em 29 de novembro de 2016 
  14. «Paris Hilton - Paris». Australian-Charts.com (em inglês). 2006. Consultado em 27 de Janeiro de 2008 
  15. «Paris Hilton - Paris - Paradas Musicais». αCharts.us (em inglês). 2006. Consultado em 27 de Janeiro de 2007 
  16. «Histórico do Artista nas Paradas - Paris Hilton - Álbuns». Billboard (em inglês). Nielsen Business Media, Inc. 2006. Consultado em 27 de Janeiro de 2008 
  17. «Parada de Álbuns Global». United World Chart (em inglês). Media Traffic. 9 de Setembro de 2006. Consultado em 27 de Janeiro de 2008 
  18. Wood, Mikael. «Listen to Paris Hilton's grim new single 'Good Time'». Los Angeles Times. Consultado em 23 de abril de 2014 
  19. http://www.virginmedia.com/music/news/story/2014/07/09/paris-hilton-releases-new/  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  20. «Videoclipe de Paris Hilton» 
  21. «Paris Hilton ganha prêmio de Melhor DJ Revelação Feminina» 
  22. Gisele Kato; Isabela Noronha (20 de Novembro de 2007). «Os 5 fatos mais curiosos sobre Paris Hilton». Capricho. Editora Abril S.A. Consultado em 3 de Fevereiro de 2008. ...ela [Hilton] é autora de um livro que dá conselhos para garotas que querem ser como ela... 
  23. «Biografia de Paris Hilton». FilmBug.com (em inglês). 2004. Consultado em 5 de fevereiro de 2008 
  24. «Paris Hilton Cria Linha de Jóias». Associated Press e MSNBC (em inglês). Microsoft. 1 de Setembro de 2004. Consultado em 5 de Fevereiro de 2008 
  25. «Form 10-Q for Parlux Fragrances, Inc.». Yahoo! Finanças (em inglês). Yahoo! Inc. 15 de Agosto de 2005. Consultado em 5 de Fevereiro de 2008 
  26. Robin (6 de Maio de 2006). «Fragrâncias de Celebridades: Paris Hilton & Rogério Alves». NowSmellThis (em inglês). Consultado em 5 de Fevereiro de 2008. Arquivado do original em 26 de outubro de 2006 
  27. «Paris Hilton's Diamond Quest». Gameloft.com (em inglês). 2006. Consultado em 5 de Fevereiro de 2008 
  28. «DreamCatchers by Paris Hilton». DreamCatchers (em inglês). HairTech International Inc. 2007. Consultado em 5 de Fevereiro de 2008 
  29. «Paris Hilton lança linha de roupas em L.A.». Associated Press e MSNBC (em inglês). Microsoft. 16 de Agosto de 2007. Consultado em 5 de fevereiro de 2008 
  30. «Paris Hilton Veste Nada Além de Tinta Dourada para Anúncio de Champagne». FOXNews.com (em inglês). FOX News Network, LLC. 12 de Dezembro de 2007. Consultado em 5 de Fevereiro de 2008. Arquivado do original em 2 de janeiro de 2008 
  31. Molly Celaschi (30 de Janeiro de 2008). «Linha de Calçados de Paris Hilton». 2Snaps.tv (em inglês). Consultado em 5 de fevereiro de 2008 
  32. «Bem misteriosa: Paris Hilton é protagonista de campanha que agita web». Ego. 10 de fevereiro de 2010. Consultado em 3 de março de 2010 
  33. «Mais uma polêmica: campanha com Paris Hilton pode ser tirada do ar, diz publicado». Ego. 25 de fevereiro de 2010. Consultado em 3 de março de 2010 
  34. «Comercial com Paris Hilton é proibido no Brasil». Ego. 1 de março de 2010. Consultado em 3 de março de 2010 
  35. «Comercial proibido de Paris Hilton vira hit na internet». Ego. 3 de março de 2010. Consultado em 3 de março de 2010 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Confessions of an Heiress: A Tongue-in-Chic Peek behind the Pose (2004)
  • Your Heiress Diary: Confess It All to Me (2005)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote
Commons Imagens e media no Commons
Commons Categoria no Commons