Parque Nacional Río Pilcomayo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Parque Nacional Río Pilcomayo foi criado em 1951, a cinco quilômetros de Laguna Branca, na província de Formosa, na Argentina. Possui 48 000 ha.

Características[editar | editar código-fonte]

A área protege uma zona representativa dos ambientes do chaco oriental. Devido aos variados tipos de climas e solos, existem distintas comunidades de vegetais:

  • Selva de Rivera
  • Monte Forte

Ambos albergam espécies de grande porte. Os menores crescem em árvores de menor tamanho.

Este impenetrável monte é habitado por animais como pumas e aves. No setor mais baixo habitam outros tipos de animais, como o lobo-guará (todos estes animais têm a particularidade de possuir largas extremidades que permitem ir com comodidade para pastos e zonas alagadas.

Os ambientes aquáticos são habitados por cegonhas, garças e patos; ademais espécies de jacarés (o preto e o oveiro). Peixes destas águas possuem adaptações que lhes permitem sobreviver em períodos de secas.

Este parque foi incluído na Lista de Zonas Úmidas de Importância Internacional (Convenção de Ramsar).

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Argentina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Parques nacionais da Argentina Flag of Argentina.svg
Baritú | Calilegua | Campo de los Alisos | Los Cardones | Chaco | Copo | El Leoncito | El Palmar | El Rey | Iguazú | Lago Puelo | Laguna Blanca | Lanín | Lihué Calel | Los Alerces | Los Arrayanes | Los Glaciares | Mburucuyá | Monte León | Nahuel Huapi | Predelta | Perito Moreno | Quebrada del Condorito | Río Pilcomayo | San Guillermo | Sierra de las Quijadas | Talampaya | Tierra del Fuego
Monumentos naturais: Baleia-franca-austral | Bosques Petrificados | Huemul | Laguna de Pozuelos | Taruca | Yaguareté
Reservas naturais estritas: Colonia Benítez | Formosa | Otamendi | San Antonio