Parque do Tejo e do Trancão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Parque do Tejo
O Parque do Tejo junto à foz do rio Trancão e da Ponte Vasco da Gama.
Localização Sul da Reserva Natural do Estuário do Tejo, Lisboa
País Portugal Portugal
Tipo Público
Inauguração 1998 (24 anos)
Administração Câmara Municipal de Lisboa

O Parque do Tejo é um espaço ajardinado no Parque das Nações, em Lisboa.

Localização[editar | editar código-fonte]

Situa-se geograficamente na parte oriental da freguesia de Sacavém e compreende os espaços verdes limitados pelo rio Tejo, a nascente, o rio Trancão, a norte, a linha da Azambuja, a poente, e a Ponte Vasco da Gama, a sul, cobrindo uma área aproximada de 90 hectares. A margem voltada para o rio Tejo constitui um ecossistema de tipo sapal.

Mapa informativo do Parque Tejo, em Lisboa

História[editar | editar código-fonte]

Foi criado na sequência da Exposição Internacional de 1998, partindo da ideia de reestabelecimento da qualidade ambiental na frente do rio Tejo. [1]

E será o palco das Jornada Mundial da Juventude de 2023 em Portugal

Birdwatching[editar | editar código-fonte]

A zona do Parque do Tejo é um local de excelência para a observação de aves aquáticas na cidade de Lisboa[2]. É possível observar:

  • guinchos, gaivotas-d'asa-escura e de patas amarelas, casais de patos reais e de marrequinhas, milherangos e alfaiates;
  • nos pilares da ponte, é comum estarem dezenas de corvos-marinhos, garças-reais, colhereiros, garças-brancas, fuselos, maçaricos-reais e tarambolas-cinzentas

Referências

  1. Silva, J. (2007). Floresta e sociedade - uma história em comum, Público.
  2. Revista Pardela n.º 50 (1/2015), pág. 19.
Ícone de esboço Este artigo sobre espaços verdes é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.