Participações dos clubes no Campeonato Brasileiro de Futebol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Esta é uma lista com as participações dos clubes no Campeonato Brasileiro de Futebol.

Critérios adotados[editar | editar código-fonte]

  • No Campeonato Brasileiro de 1986, os clubes participantes dos grupos A, B, C e D durante a primeira fase tem contabilizadas participação na primeira divisão. Os clubes participantes dos grupos E, F, G e H durante a primeira fase tem contabilizadas participação na segunda divisão. Central, Criciúma, Inter de Limeira e Treze, tem contabilizadas participações tanto na primeira, como na segunda divisão.
  • Na Copa União de 1987, os clubes participantes dos módulos verde e amarelo tem contabilizadas participação na primeira divisão, e os clubes participantes dos módulos azul e branco tem contabilizadas participação na segunda divisão.
  • Na Copa João Havelange de 2000, os clubes participantes do módulo azul tem contabilizadas participação na primeira divisão, os clubes participantes do módulo amarelo tem contabilizadas participação na segunda divisão, e os clubes participantes dos módulos verde e branco tem contabilizadas participação na terceira divisão. Paraná, São Caetano e Remo têm contabilizadas participações tanto na primeira como na segunda divisão, visto que iniciaram na segunda mas classificaram-se à fase final, unificada à primeira divisão. O J.Malucelli (também conhecido como Malutrom) tem contabilizadas participações tanto na primeira como na terceira divisão, pois iniciou na terceira, mas classificou-se à fase final, unificada à primeira divisão.

Classificação geral[editar | editar código-fonte]

Desde 1959, durante as 61 edições do Campeonato Brasileiro de Futebol, 474 clubes disputaram os torneios que compõem a história do campeonato.

Na tabela a seguir, é possível verificar os 157 clubes que participaram da divisão principal do Campeonato Brasileiro. Além destes, a tabela tem os outros 317 clubes que participaram das demais divisões (Série B, Série C e Série D) da competição.

UF Clube Série A Série B Série C Série D
Total
(1959-2017)
R Baixa Total
(1971-2017)
P Aumento R Baixa Total
(1981-2017)
P Aumento R Baixa Total
(2009-2017)
P Aumento
Rio Grande do Sul RS Grêmio 58 2 2 2 0 0
Minas Gerais MG Cruzeiro 57 0 0 0
São Paulo SP Santos 57 0 0 0
São Paulo SP Palmeiras 54 2 4 3 0 0
Minas Gerais MG Atlético Mineiro 54 1 1 1 0 0
Rio de Janeiro RJ Botafogo 53 2 2 2 0 0
Rio de Janeiro RJ Flamengo 52 0 0 0
Rio de Janeiro RJ Fluminense 51 1 1 1 1 1 0
Rio Grande do Sul RS Internacional 51 1 1 0 0
Rio de Janeiro RJ Vasco da Gama 50 3 3 3 0 0
São Paulo SP São Paulo 50 0 0 0
São Paulo SP Corinthians 49 1 2 2 0 0
Bahia BA Bahia 45 3 10 4 1 2 1 0
Paraná PR Atlético Paranaense 41 3 6 4 0 0
Pernambuco PE Sport 39 4 11 5 0 0
Paraná PR Coritiba 39 4 10 4 0 0
Goiás GO Goiás 39 5 8 3 0 0
Bahia BA Vitória 38 5 8 4 1 1 1 0
São Paulo SP Portuguesa 35 3 11 2 1 2 1 1
Pernambuco PE Náutico 34 4 20 4 1 1 1 0
São Paulo SP Guarani 29 3 11 4 2 6 2 0
Pará PA Paysandu 27 4 17 2 3 8 2 0
São Paulo SP Ponte Preta 24 2 16 3 1 1 0
Pernambuco PE Santa Cruz 24 5 20 4 1 3 1 3 1
Ceará CE Ceará 21 2 30 2 0 0
Ceará CE Fortaleza 20 4 18 3 2 14 2 0
Rio de Janeiro RJ America 19 1 5 1 11 1
Alagoas AL CSA 18 2 10 1 13 2 5 1
Santa Catarina SC Figueirense 17 3 10 3 8 1 0
Pará PA Remo 16 1 21 3 2 5 1 4 1
Rio Grande do Sul RS Juventude 16 2 11 1 1 4 1 1 3 1
Amazonas AM Nacional-AM 16 2 6 1 10 5
Rio Grande do Norte RN América de Natal 15 3 24 2 4 6 2 1 2
Minas Gerais MG América Mineiro 15 5 24 5 1 5 1 0
Espírito Santo (estado) ES Desportiva Ferroviária 15 2 15 1 2 2 2
Paraná PR Paraná 15 2 13 2 1 0
Rio Grande do Norte RN ABC 14 21 3 9 4 0
Santa Catarina SC Criciúma 13 4 22 4 3 3 2 0
Santa Catarina SC Joinville 12 3 20 1 2 7 1 1 1
Maranhão MA Sampaio Corrêa 12 16 2 11 3 1 3 1
Sergipe SE Sergipe 12 9 3 10 1 4
Espírito Santo (estado) ES Rio Branco 12 4 5 3
Alagoas AL CRB 11 27 2 6 2 0
Maranhão MA Moto Club 11 1 13 1 9 1 4 1
Rio de Janeiro RJ Bangu 11 1 8 1 1 5 1 1
Paraíba PB Campinense 11 7 1 9 1 1 5
Mato Grosso do Sul MS Operário-MS 10 6 7 0
Goiás GO Vila Nova 9 20 3 8 4 0
Santa Catarina SC Avaí 9 2 20 3 4 1 0
Goiás GO Atlético Goianiense 9 1 14 2 1 13 3 0
São Paulo SP Bragantino 9 2 14 1 2 3 1 0
Paraíba PB Treze 9 1 9 1 13 1 4
Rio de Janeiro RJ Americano 8 20 2 2 5 1 0
Piauí PI River 8 1 10 9 1 3 1
Sergipe SE Confiança 8 8 18 1 2 1
Mato Grosso MT Mixto 8 2 6 5 1 3
Paraná PR Londrina 7 22 1 1 2 1 3 1
São Paulo SP São Caetano 7 1 9 1 1 2 1 1 1
Amazonas AM Rio Negro 7 8 8 0
Paraíba PB Botafogo-PB 7 5 14 1 1
Piauí PI Flamengo-PI 7 4 5 2
São Paulo SP Inter de Limeira 7 4 5 0
Distrito Federal (Brasil) DF Brasília 7 3 3 3
São Paulo SP Botafogo-SP 6 2 14 3 1 5 1 3 1
Distrito Federal (Brasil) DF Gama 6 2 10 1 2 5 2 1 2
Ceará CE Ferroviário 6 2 7 12 1
Paraná PR Grêmio Maringá 6 7 4 0
Minas Gerais MG Uberaba 6 5 3 2
Rio de Janeiro RJ Goytacaz 6 5 1 0
Mato Grosso do Sul MS Comercial-MS 6 4 6 3
Santa Catarina SC Chapecoense 6 3 1 9 1 1 1
Sergipe SE Itabaiana 5 1 4 10 3
Piauí PI Tiradentes 5 4 1 0
Paraná PR Colorado 5 1 1 0
Santa Catarina SC Metropol 5 0 0 0
Pará PA Tuna Luso 4 14 1 2 7 1 0
Goiás GO Anapolina 4 13 1 1 3 1 3
Rio Grande do Sul RS Caxias 4 11 1 16 1 1 1
São Paulo SP União São João 4 2 9 2 2 3 0
Minas Gerais MG Uberlândia 4 6 1 8 1
Bahia BA Fluminense de Feira 4 6 6 4
Rio Grande do Sul RS Brasil de Pelotas 4 5 14 2 1 2 1
Mato Grosso MT Operário-MT 4 5 5 2
Goiás GO Goiânia 4 4 6 0
Piauí PI Piauí 4 2 2 0
São Paulo SP XV de Piracicaba 3 12 1 3 1 1
Rio de Janeiro RJ Volta Redonda 3 8 1 10 1 4 1
Maranhão MA Maranhão 3 8 4 3
Bahia BA Leônico 3 4 0 0
Minas Gerais MG Villa Nova 3 3 11 1 6
Amazonas AM Fast Clube 3 2 4 1
Rio Grande do Norte RN Alecrim 3 2 3 1 2 1
Rio Grande do Sul RS São Paulo-RS 3 2 1 0 2
Mato Grosso MT Dom Bosco-MT 3 1 1 0
Distrito Federal (Brasil) DF CEUB 3 0 0 0
Paraná PR Ferroviário-PR 3 0 0 0
Rio de Janeiro RJ Fonseca 3 0 0 0
Distrito Federal (Brasil) DF Rabello 3 0 0 0
Pernambuco PE Central 2 18 1 2 5 7
São Paulo SP Santo André 2 1 9 1 1 10 1 1 1
São Paulo SP América de Rio Preto 2 6 1 1 7 0
Rio de Janeiro RJ Campo Grande 2 5 1 5 0
São Paulo SP Grêmio Barueri 2 1 4 1 1 2 1 1 1
Paraná PR Pinheiros 2 4 0 0
São Paulo SP São José 2 1 3 1 2 0
Bahia BA Itabuna 2 3 1 0
São Paulo SP Comercial 2 2 4 0
Bahia BA Galícia 2 1 1 3 1
Alagoas AL Capelense 2 1 2 0
Rio de Janeiro RJ Olaria 2 0 5 0
São Paulo SP XV de Jaú 2 0 1 0
Sergipe SE Santa Cruz-SE 2 0 0 0
Espírito Santo (estado) ES Santo Antônio 2 0 0 0
São Paulo SP Juventus 1 1 12 1 7 1 0
Bahia BA Catuense 1 8 9 0
Rio Grande do Sul RS Novo Hamburgo 1 8 3 2
Alagoas AL ASA 1 7 1 13 1 0
Distrito Federal (Brasil) DF Brasiliense 1 1 7 1 1 5 1 1 1
Goiás GO Itumbiara 1 5 7 2
Distrito Federal (Brasil) DF Taguatinga 1 5 3 0
Minas Gerais MG Ipatinga 1 1 4 1 2 9 2 1 1
São Paulo SP Noroeste 1 4 5 0
Paraná PR Operário-PR 1 4 3 4 1
Goiás GO Anápolis 1 3 8 2
Espírito Santo (estado) ES Vitória-ES 1 3 4 0
Espírito Santo (estado) ES Colatina 1 3 3 0
São Paulo SP Ferroviária 1 3 1 3 1 0
Distrito Federal (Brasil) DF Guará 1 3 2 0
Distrito Federal (Brasil) DF Sobradinho 1 3 1 1
Rio Grande do Sul RS Inter de Santa Maria 1 2 4 0
Paraíba PB Auto Esporte 1 2 3 0
São Paulo SP São Bento 1 3 2 1 1 1
Paraná PR J.Malucelli 1 1 3 3
Minas Gerais MG Caldense 1 1 1 3
Mato Grosso do Sul MS Corumbaense 1 1 1 0
Piauí PI Auto Esporte-PI 1 1 0 0
Maranhão MA Ferroviário-MA 1 1 0 0
Rio Grande do Norte RN Potiguar de Mossoró 1 0 10 4
São Paulo SP Francana 1 0 5 0
Sergipe SE América-SE 1 0 1 0
Rio de Janeiro RJ Rio Branco-RJ 1 0 1 0
Santa Catarina SC Inter de Lages 1 0 0 3
Paraná PR Água Verde 1 0 0 0
Ceará CE América-CE 1 0 0 0
Paraná PR Comercial-PR 1 0 0 0
Distrito Federal (Brasil) DF Cruzeiro do Sul 1 0 0 0
Distrito Federal (Brasil) DF Defelê 1 0 0 0
Rio de Janeiro RJ Eletrovapo 1 0 0 0
Paraíba PB Estrela do Mar 1 0 0 0
Distrito Federal (Brasil) DF Guanabara-DF 1 0 0 0
Santa Catarina SC Hercílio Luz 1 0 0 0
Rio de Janeiro RJ Manufatora 1 0 0 0
Amazonas AM Olímpico-AM 1 0 0 0
Santa Catarina SC Olímpico-SC 1 0 0 0
Santa Catarina SC Paula Ramos 1 0 0 0
Santa Catarina SC Perdigão 1 0 0 0
Minas Gerais MG Siderúrgica 1 0 0 0
São Paulo SP Mogi Mirim 0 9 3 10 2 1 1
São Paulo SP Marília 0 7 1 6 1 1 1
Amazonas AM São Raimundo-AM 0 7 1 5 1 0
São Paulo SP Paulista 0 6 1 7 1 1
Minas Gerais MG Boa Esporte 0 6 1 7 2 0
Ceará CE Guarany de Sobral 0 6 1 4 1 1 4 1
Ceará CE Icasa 0 5 2 10 2 1 1
Mato Grosso MT União Rondonópolis 0 5 7 1
São Paulo SP Oeste 0 5 1 1 2 1
Goiás GO Goiatuba 0 5 1 1 0
São Paulo SP Ituano 0 4 1 7 1 4
Mato Grosso MT Luverdense 0 4 7 1 0
São Paulo SP Guaratinguetá 0 4 1 5 1 1 0
Pernambuco PE América-PE 0 4 1 2
Rio de Janeiro RJ Itaperuna 0 4 1 0
Minas Gerais MG Tupi 0 3 1 15 1 1 4 2
Acre AC Rio Branco-AC 0 3 11 2 4
Santa Catarina SC Marcílio Dias 0 3 8 1 2
Rio Grande do Norte RN Baraúnas 0 3 6 1 2 1
Santa Catarina SC Blumenau 0 3 5 0
Rio de Janeiro RJ Duque de Caxias 0 3 1 4 1 1 1
Rio Grande do Sul RS Esportivo 0 3 3 0
Mato Grosso do Sul MS Ubiratan 0 3 3 0
Paraná PR Cascavel 0 3 2 0
São Paulo SP Novorizontino 0 3 1 2 1 0
Rio Grande do Sul RS Pelotas 0 2 5 3
Bahia BA Atlético de Alagoinhas 0 2 5 1
Espírito Santo (estado) ES Serra 0 2 1 5 1 0
Minas Gerais MG Esportivo de Passos 0 2 3 0
Minas Gerais MG Rio Branco 0 2 3 0
Distrito Federal (Brasil) DF Tiradentes-DF 0 2 1 3 0
Minas Gerais MG Valério 0 2 2 0
Minas Gerais MG Democrata-GV 0 2 1 1 0
Mato Grosso MT Barra do Garças 0 2 1 0 0
Rio de Janeiro RJ Bonsucesso 0 2 0 0
Pernambuco PE Ferroviário do Recife 0 2 0 0
Rio Grande do Sul RS Santa Cruz-RS 0 2 0 0
Rio de Janeiro RJ Serrano 0 2 0 0
Pará PA Sport Belém 0 2 0 0
Paraná PR União Bandeirante 0 1 10 0
Rio de Janeiro RJ Macaé 0 1 1 9 1 1 2 1
Pernambuco PE Salgueiro 0 1 1 8 1 1 1 1
Espírito Santo (estado) ES Estrela do Norte 0 1 7 1
Maranhão MA Imperatriz 0 1 6 1
Piauí PI Picos 0 1 5 0
Distrito Federal (Brasil) DF Ceilândia 0 1 4 4
Rio de Janeiro RJ Cabofriense 0 1 4 1
São Paulo SP União Barbarense 0 1 1 4 1 0
Piauí PI Parnahyba 0 1 2 3
Acre AC Independência 0 1 2 0
Sergipe SE Lagarto EC 0 1 2 0
Paraíba PB Nacional de Patos 0 1 2 0
Santa Catarina SC Brusque 0 1 1 4
Piauí PI 4 de Julho 0 1 1 0
Minas Gerais MG Democrata-SL 0 1 1 0
Mato Grosso do Sul MS Douradense 0 1 1 0
Pernambuco PE Estudantes 0 1 1 0
Rio Grande do Sul RS Glória 0 1 1 0
Amazonas AM Princesa do Solimões 0 1 0 3
Bahia BA Serrano 0 1 0 1
Ceará CE Tiradentes 0 1 0 1
Santa Catarina SC América de Joinville 0 1 0 0
Distrito Federal (Brasil) DF Atlético Taguatinga 0 1 0 0
Bahia BA Botafogo-BA 0 1 0 0
Ceará CE Calouros do Ar 0 1 0 0
São Paulo SP Catanduvense 0 1 0 0
Rio de Janeiro RJ Central-RJ 0 1 0 0
Espírito Santo (estado) ES Guarapari 0 1 0 0
Ceará CE Maguari 0 1 0 0
Paraná PR Foz do Iguaçu EC 0 1 0 0
Goiás GO Nacional de Itumbiara 0 1 0 0
Amazonas AM Rodoviária 0 1 0 0
Alagoas AL São Domingos 0 1 0 0
Rio de Janeiro RJ Madureira 0 0 13 1 3 1
São Paulo SP Rio Branco-SP 0 0 12 0
Pará PA Águia de Marabá 0 0 10 1 1
São Paulo SP Atlético Sorocaba 0 0 10 0
Pernambuco PE Porto 0 0 8 2
Mato Grosso MT Cuiabá 0 0 8 1 1
Rondônia RO Ji-Paraná 0 0 8 0
Tocantins TO Tocantinópolis 0 0 7 2
Mato Grosso do Sul MS CENE 0 0 6 3
Rio de Janeiro RJ Friburguense 0 0 6 2
Bahia BA Juazeiro 0 0 6 0
Roraima RR Baré 0 0 5 2
Tocantins TO Palmas 0 0 5 2
Roraima RR Atlético Roraima 0 0 5 1
Paraná PR Iraty 0 0 5 1
Amapá AP Ypiranga-AP 0 0 5 1
Rio Grande do Sul RS Canoas 0 0 5 0
Alagoas AL Corinthians-AL 0 0 5 0
Paraná PR Matsubara 0 0 5 0
São Paulo SP Portuguesa Santista 0 0 5 0
Paraná PR Rio Branco-PR 0 0 5 0
Santa Catarina SC Tubarão F.C. 0 0 5 0
Pernambuco PE Vitória-PE 0 0 5 0
Alagoas AL Coruripe 0 0 4 4
Rio Grande do Sul RS São José-RS 0 0 4 4
Goiás GO CRAC 0 0 4 2 3 1
Paraíba PB Sousa 0 0 3 3
Tocantins TO Araguaína 0 0 3 1 2 1
Tocantins TO Gurupi 0 0 3 2
Roraima RR São Raimundo-RR 0 0 3 2
Rio Grande do Sul RS Ypiranga de Erechim 0 0 3 2 1
Bahia BA Colo Colo 0 0 3 1
Minas Gerais MG Tombense 0 0 3 1 1
Acre AC Andirá 0 0 3 0
Paraíba PB Atlético Cajazeirense 0 0 3 0
Distrito Federal (Brasil) DF CFZ 0 0 3 0
Piauí PI Cori-Sabbá 0 0 3 0
São Paulo SP Nacional-SP 0 0 3 0
Paraná PR Paranavaí 0 0 3 0
Distrito Federal (Brasil) DF Real 0 0 3 0
Rondônia RO Genus 0 0 2 5
Acre AC Atlético Acreano 0 0 3 4 1
Pará PA São Raimundo-PA 0 0 2 1 4 1
São Paulo SP Mirassol 0 0 2 3
Paraná PR Cianorte 0 0 2 2
Rio de Janeiro RJ Portuguesa-RJ 0 0 2 2
Pernambuco PE Ypiranga 0 0 2 2
Mato Grosso do Sul MS Águia Negra 0 0 2 1
Rio Grande do Sul RS 15 de Novembro 0 0 2 0
Paraná PR ADAP/Galo Maringá 0 0 2 0
Amapá AP Amapá 0 0 2 0
Pará PA Ananindeua 0 0 2 0
Santa Catarina SC Atlético de Ibirama 0 0 2 0
Roraima RR Atlético Progresso 0 0 2 0
Maranhão MA Bacabal 0 0 2 0
Piauí PI Barras 0 0 2 0
Paraná PR Batel 0 0 2 0
Maranhão MA Caxiense 0 0 2 0
Distrito Federal (Brasil) DF Ceilandense 0 0 2 0
Rio Grande do Norte RN Coríntians de Caicó 0 0 2 0
Amazonas AM Grêmio Coariense 0 0 2 0
Goiás GO Grêmio Inhumense 0 0 2 0
Mato Grosso MT Grêmio Jaciara 0 0 2 0
Bahia BA Ipitanga 0 0 2 0
Ceará CE Itapipoca 0 0 2 0
Pará PA Izabelense 0 0 2 0
Goiás GO Jataiense 0 0 2 0
Santa Catarina SC Juventus de Jaraguá 0 0 2 0
Tocantins TO Kaburé 0 0 2 0
Ceará CE Limoeiro 0 0 2 0
Espírito Santo (estado) ES Linhares 0 0 2 0
Sergipe SE Maruinense 0 0 2 0
São Paulo SP Matonense 0 0 2 0
Bahia BA Palmeiras do Nordeste 0 0 2 0
Distrito Federal (Brasil) DF Planaltina 0 0 2 0
Paraná PR Ponta Grossa 0 0 2 0
Maranhão MA Santa Inês 0 0 2 0
Rio Grande do Norte RN São Gonçalo-RN 0 0 2 0
São Paulo SP Sertãozinho 0 0 2 0
Mato Grosso do Sul MS Taveirópolis 0 0 2 0
Tocantins TO União Araguainense 0 0 2 0
Acre AC Vasco-AC 0 0 2 0
Maranhão MA Viana 0 0 2 0
Santa Catarina SC Metropolitano 0 0 1 8
Amapá AP Santos-AP 0 0 1 5
Bahia BA Vitória da Conquista 0 0 1 4
Rio de Janeiro RJ Boavista 0 0 1 3
Distrito Federal (Brasil) DF Luziânia 0 0 1 3
Amapá AP Trem 0 0 1 3
Amapá AP Cristal 0 0 1 2
Pará PA São Francisco 0 0 1 2
Minas Gerais MG URT 0 0 1 2
Mato Grosso MT Vila Aurora 0 0 1 2
Amazonas AM América-AM 0 0 1 1
Distrito Federal (Brasil) DF Botafogo-DF 0 0 1 1
Bahia BA Camaçari 0 0 1 1
Minas Gerais MG Guarani-MG 0 0 1 1
Ceará CE Horizonte 0 0 1 1
São Paulo SP Linense 0 0 1 1
Pernambuco PE Petrolina 0 0 1 1
Rio Grande do Norte RN Santa Cruz-RN 0 0 1 1
Espírito Santo (estado) ES São Mateus 0 0 1 1
Pará PA Abaeté 0 0 1 0
Paraná PR ADAP 0 0 1 0
Acre AC ADESG 0 0 1 0
Tocantins TO Alvorada 0 0 1 0
Paraíba PB América de Esperança 0 0 1 0
São Paulo SP Araçatuba 0 0 1 0
Rondônia RO Ariquemes 0 0 1 0
Minas Gerais MG Atlético Três Corações 0 0 1 0
Rio de Janeiro RJ Barra de Teresópolis 0 0 1 0
Rio de Janeiro RJ Barra Mansa 0 0 1 0
Alagoas AL Batalhense 0 0 1 0
Rio de Janeiro RJ Bayer 0 0 1 0
Santa Catarina SC Caçadorense 0 0 1 0
Mato Grosso MT Cacerense 0 0 1 0
Espírito Santo (estado) ES Cachoeiro 0 0 1 0
Goiás GO Caldas 0 0 1 0
Pará PA Castanhal 0 0 1 0
Santa Catarina SC Caxias-SC 0 0 1 0
Pernambuco PE Centro Limoeirense 0 0 1 0
Rio de Janeiro RJ CFZ-RJ 0 0 1 0
Mato Grosso do Sul MS Chapadão 0 0 1 0
Maranhão MA Chapadinha 0 0 1 0
São Paulo SP Corinthians de Presidente Prudente 0 0 1 0
Maranhão MA Coroatá 0 0 1 0
Mato Grosso do Sul MS Coxim 0 0 1 0
Paraná PR Engenheiro Beltrão 0 0 1 0
Minas Gerais MG Fabril 0 0 1 0
Pernambuco PE Flamengo de Arcoverde 0 0 1 0
Roraima RR GAS 0 0 1 0
Rio Grande do Sul RS Gaúcho 0 0 1 0
Paraíba PB Guarabira 0 0 1 0
Rio Grande do Sul RS Guarany de Cruz Alta 0 0 1 0
Amazonas AM Holanda 0 0 1 0
Paraná PR Iguaçu 0 0 1 0
Tocantins TO Intercap 0 0 1 0
Pernambuco PE Itacuruba 0 0 1 0
Espírito Santo (estado) ES Jaguaré 0 0 1 0
Rondônia RO Jaruense 0 0 1 0
Santa Catarina SC Joaçaba 0 0 1 0
Maranhão MA Juventude 0 0 1 0
Mato Grosso MT Juventude-MT 0 0 1 0
Sergipe SE Lagartense 0 0 1 0
Santa Catarina SC Lages 0 0 1 0
Distrito Federal (Brasil) DF Legião 0 0 1 0
Espírito Santo (estado) ES Linhares EC 0 0 1 0
Minas Gerais MG Mamoré 0 0 1 0
Goiás GO Mineiros 0 0 1 0
Minas Gerais MG Montes Claros 0 0 1 0
Paraná PR Nacional-PR 0 0 1 0
Goiás GO Novo Horizonte 0 0 1 0
São Paulo SP Olímpia 0 0 1 0
Distrito Federal (Brasil) DF Paranoá 0 0 1 0
Rio Grande do Sul RS Passo Fundo 0 0 1 0
Rio Grande do Norte RN Pauferrense 0 0 1 0
Pernambuco PE Paulistano 0 0 1 0
Sergipe SE Pirambu 0 0 1 0
Bahia BA Poções 0 0 1 0
Ceará CE Quixadá 0 0 1 0
Goiás GO Real-GO 0 0 1 0
São Paulo SP Rio Claro 0 0 1 0
Roraima RR Rio Negro-RR 0 0 1 0
Espírito Santo (estado) ES Rio Pardo 0 0 1 0
Goiás GO Rio Verde 0 0 1 0
Goiás GO Rioverdense 0 0 1 0
Paraná PR Roma de Apucarana 0 0 1 0
Paraíba PB Santa Cruz-PB 0 0 1 0
Pará PA Santa Rosa 0 0 1 0
Pernambuco PE Santo Amaro 0 0 1 0
Rio Grande do Sul RS São Borja 0 0 1 0
São Paulo SP Sãocarlense 0 0 1 0
Rio de Janeiro RJ São Cristóvão 0 0 1 0
Rio Grande do Sul RS São Gabriel 0 0 1 0
Amapá AP São José-AP 0 0 1 0
Rio Grande do Sul RS São Luiz 0 0 1 0
Pernambuco PE Serrano-PE 0 0 1 0
Alagoas AL Sete de Setembro-AL 0 0 1 0
Minas Gerais MG Social 0 0 1 0
Pará PA Tiradentes-PA 0 0 1 0
Maranhão MA Tocantins-MA 0 0 1 0
Paraná PR Toledo 0 0 1 0
Rondônia RO Ulbra-RO 0 0 1 0
Pernambuco PE Unibol 0 0 1 0
Pará PA Vênus 0 0 1 0
Pernambuco PE Vera Cruz 0 0 1 0
Goiás GO Aparecidense 0 0 0 5
Rio Grande do Norte RN Globo 0 0 1 4 1
Goiás GO Goianésia 0 0 0 4
Ceará CE Guarani de Juazeiro 0 0 0 4
Roraima RR Náutico-RR 0 0 0 4
Bahia BA Juazeirense 0 0 1 3 1
Rondônia RO Vilhena 0 0 0 3
Piauí PI Altos 0 0 0 2
Espírito Santo (estado) ES Aracruz 0 0 0 2
São Paulo SP Audax 0 0 0 2
Rio Grande do Sul RS Cerâmica 0 0 0 2
Piauí PI Comercial-PI 0 0 0 2
Espírito Santo (estado) ES Espírito Santo 0 0 0 2
Paraná PR Foz do Iguaçu 0 0 0 2
Rio Grande do Sul RS Lajeadense 0 0 0 2
Paraná PR Maringá 0 0 0 2
Alagoas AL Murici 0 0 0 2
São Paulo SP Penapolense 0 0 0 2
Amazonas AM Penarol 0 0 0 2
Acre AC Plácido de Castro 0 0 0 2
Paraná PR PSTC 0 0 0 2
São Paulo SP Red Bull Brasil 0 0 0 2
Rio de Janeiro RJ Resende 0 0 0 2
Sergipe SE River Plate-SE 0 0 0 2
Mato Grosso do Sul MS Sete de Dourados 0 0 0 2
Pernambuco PE Serra Talhada 0 0 0 2
Mato Grosso MT Sinop 0 0 0 2
Mato Grosso MT AA Araguaia 0 0 0 1
Mato Grosso MT Araguaia 0 0 0 1
Paraná PR Arapongas 0 0 0 1
Minas Gerais MG Araxá 0 0 0 1
Pernambuco PE Atlético Pernambucano 0 0 0 1
Rio de Janeiro RJ Audax Rio 0 0 0 1
Bahia BA Bahia de Feira 0 0 0 1
Pará PA Cametá 0 0 0 1
Santa Catarina SC Concórdia 0 0 0 1
Maranhão MA Cordino 0 0 0 1
Rio Grande do Sul RS Cruzeiro-RS 0 0 0 1
Sergipe SE Estanciano 0 0 0 1
Bahia BA Feirense 0 0 0 1
Distrito Federal (Brasil) DF Formosa 0 0 0 1
Santa Catarina SC Guarani de Palhoça 0 0 0 1
Tocantins TO Interporto 0 0 0 1
Mato Grosso do Sul MS Itaporã 0 0 0 1
Bahia BA Jacobina 0 0 0 1
Bahia BA Jacuipense 0 0 0 1
Maranhão MA JV Lideral 0 0 0 1
Minas Gerais MG Nacional-MG 0 0 0 1
Acre AC Náuas 0 0 0 1
Mato Grosso do Sul MS Naviraiense 0 0 0 1
Rio de Janeiro RJ Nova Iguaçu 0 0 0 1
Pará PA Paragominas 0 0 0 1
Rondônia RO Real Ariquemes 0 0 0 1
Rondônia RO Rondoniense 0 0 0 1
São Paulo SP São Bernardo 0 0 0 1
Tocantins TO Tocantins de Miracema 0 0 0 1
Tocantins TO Tocantins de Palmas 0 0 0 1
Ceará CE Uniclinic 0 0 0 1

Status dos clubes no Campeonato Brasileiro de Futebol de 2017:

Série A de 2017
Série B de 2017
Série C de 2017
Série D de 2017
Clubes Inativos

Participações dos clubes na Série A no modelo atual (2003-)[editar | editar código-fonte]

Apenas clubes com ao menos 5 participações.

Clube UF Participações
Cruzeiro Minas Gerais MG 15
Flamengo Rio de Janeiro RJ 15
Fluminense Rio de Janeiro RJ 15
Santos São Paulo SP 15
São Paulo São Paulo SP 15
Atlético Mineiro Minas Gerais MG 14
Atlético Paranaense Paraná PR 14
Corinthians São Paulo SP 14
Grêmio Rio Grande do Sul RS 14
Internacional Rio Grande do Sul RS 14
Botafogo Rio de Janeiro RJ 13
Palmeiras São Paulo SP 13
Coritiba Paraná PR 12
Vasco da Gama Rio de Janeiro RJ 12
Figueirense Santa Catarina SC 11
Goiás Goiás GO 11
Ponte Preta São Paulo SP 9
Vitória Bahia BA 9
Sport Pernambuco PE 8
Bahia Bahia BA 6
Avaí Santa Catarina SC 5
Juventude Rio Grande do Sul RS 5
Náutico Pernambuco PE 5
Paraná Paraná PR 5

Por Estado[editar | editar código-fonte]

Estado Série A Série B Série C Série D Total
Acre Acre 0 4 21 11 36
Alagoas Alagoas 32 44 45 11 132
Amapá Amapá 0 0 11 11 22
Amazonas Amazonas 27 25 31 11 94
Bahia Bahia 95 44 43 20 202
Ceará Ceará 48 68 46 13 175
Distrito Federal (Brasil) Distrito Federal 26 35 40 15 116
Espírito Santo (estado) Espírito Santo 31 29 33 11 104
Goiás Goiás 68 72 60 19 219
Maranhão Maranhão 27 38 42 12 119
Mato Grosso Mato Grosso 15 23 38 13 89
Mato Grosso do Sul Mato Grosso do Sul 17 15 30 11 73
Minas Gerais Minas Gerais 142 62 79 23 306
Pará Pará 47 54 41 13 155
Paraíba Paraíba 29 24 50 13 116
Paraná Paraná 122 73 56 20 271
Pernambuco Pernambuco 99 77 43 21 240
Piauí Piauí 25 24 30 12 91
Rio de Janeiro Rio de Janeiro 263 71 89 23 446
Rio Grande do Norte Rio Grande do Norte 33 50 42 14 139
Rio Grande do Sul Rio Grande do Sul 138 52 70 24 284
Rondônia Rondônia 0 0 13 10 23
Roraima Roraima 0 0 17 9 26
Santa Catarina Santa Catarina 67 83 59 21 230
São Paulo São Paulo 351 191 161 29 732
Sergipe Sergipe 28 22 45 12 107
Tocantins Tocantins 0 0 24 11 35

Rebaixamentos na Série A[editar | editar código-fonte]

Clube Rebaixamentos da Série A para B
Bahia Vitória 5 (1982[a], 1991, 2004, 2010 e 2014)
Goiás Goiás 5 (1982[a], 1993, 1998, 2010 e 2015)
Pernambuco Santa Cruz 5 (1988, 1993, 2001, 2006 e 2016)
Minas Gerais América Mineiro 5 (1993, 1998, 2001, 2011 e 2016)
Pará Paysandu 4 (1983[a], 1992[c], 1995 e 2005)
Ceará Fortaleza 4 (1983[a], 1993, 2003 e 2006)
Paraná Coritiba 4 (1989[b], 1993, 2005 e 2009)
Pernambuco Sport 4 (1989, 2001, 2009 e 2012)
Pernambuco Náutico 4 (1992[c], 1994, 2009 e 2013)
Santa Catarina Criciúma 4 (1988, 1997, 2004 e 2014)
Rio Grande do Norte América de Natal 3 (1982[a], 1998 e 2007)
São Paulo Guarani 3 (1989, 2004 e 2010)
Paraná Atlético Paranaense 3 (1989, 1993 e 2011)
São Paulo Portuguesa 3 (2002, 2008 e 2013)
Bahia Bahia 3 (1997, 2003 e 2014)
Santa Catarina Joinville 3 (1982[a], 1983[a] e 2015)
Rio de Janeiro Vasco da Gama 3 (2008, 2013 e 2015)
Santa Catarina Figueirense 3 (2008, 2012 e 2016)
Alagoas CSA 2 (1982[a] e 1983[a])
Ceará Ferroviário 2 (1982[a] e 1983[a])
Mato Grosso Mixto 2 (1982[a] e 1983[a])
Espírito Santo (estado) Desportiva Ferroviária 2 (1982[a] e 1993)
São Paulo União São João 2 (1995 e 1997)
Rio de Janeiro Fluminense 2 (1996[d] e 1997)
São Paulo Bragantino 2 (1996[d] e 1998)
São Paulo Botafogo-SP 2 (1999 e 2001)
Distrito Federal (Brasil) Gama 2 (1999[e] e 2002)
Rio Grande do Sul Grêmio 2 (1991 e 2004)
Rio Grande do Sul Juventude 2 (1999[e] e 2007)
Paraná Paraná 2 (1999 e 2007)
Ceará Ceará 2 (1993 e 2011)
São Paulo Palmeiras 2 (2002 e 2012)
São Paulo Ponte Preta 2 (2006 e 2013)
Rio de Janeiro Botafogo 2 (2002 e 2014)
Santa Catarina Avaí 2 (2011 e 2015)
Sergipe Itabaiana 1 (1982[a])
Amazonas Nacional-AM 1 (1982[a])
Piauí River-PI 1 (1982[a])
Distrito Federal (Brasil) Distrito Federal (Brasil) Taguatinga 1 (1982[a])
Distrito Federal (Brasil) Brasília 1 (1983[a])
Bahia Galícia 1 (1983[a])
São Paulo Juventus 1 (1983[a])
Maranhão Moto Club 1 (1983[a])
Espírito Santo (estado) Rio Branco 1 (1983[a])
Paraíba Treze 1 (1983[a])
Rio de Janeiro America 1 (1988)
Rio de Janeiro Bangu 1 (1988)
São Paulo Inter de Limeira 1 (1990)
São Paulo São José 1 (1990)
Pará Remo 1 (1994)
Minas Gerais Atlético Mineiro 1 (2005)
Distrito Federal (Brasil) Brasiliense 1 (2005)
São Paulo São Caetano 1 (2006)
São Paulo Corinthians 1 (2007)
Minas Gerais Ipatinga 1 (2008)
São Paulo Santo André 1 (2009)
São Paulo Grêmio Barueri 1 (2010)
Goiás Atlético Goianiense 1 (2012)
Rio Grande do Sul Internacional 1 (2016)
Notas

a. ^ De acordo com o regulamento do Brasileiro de 1982 e 1983, o último colocado de cada grupo, durante a primeira fase, era automaticamente rebaixado para Série B do mesmo ano. Dessa forma, Nacional-AM (último colocado do grupo A de 1982), River-PI (último colocado do grupo B de 1982), Ferroviário (último colocado do grupo C de 1982), Itabaiana (último colocado do grupo D de 1982), Mixto (último colocado do grupo E de 1982), Vitória (último colocado do grupo F de 1982), Taguatinga (último colocado do grupo G de 1982), Joinville (último colocado do grupo H de 1982) e América de Natal, CSA, Desportiva Ferroviária e Goiás (eliminados na repescagem); assim como Moto Clube (último colocado do grupo A de 1983), Joinville (último colocado do grupo B de 1983), Galícia (último colocado do grupo C de 1983), Fortaleza (último colocado do grupo D de 1983), Mixto (último colocado do grupo E de 1983), Rio Branco (último colocado do grupo F de 1983), Brasília (último colocado do grupo G de 1983), Treze (último colocado do grupo H de 1983) e CSA, Ferroviário, Juventus e Paysandu (eliminados na repescagem) disputaram ambas as divisões.

b. ^ O Coritiba foi punido com a perda de cinco pontos e a eliminação no Brasileiro de 1989 ao recusar-se jogar contra o Santos em Juiz de Fora (MG), conforme havia determinado a CBF.[1]

d. ^ Fluminense (23º colocado do Brasileiro de 1996) e Bragantino (24º e último colocado do Brasileiro de 1996) deveriam ter sido rebaixados, mas foram beneficiados por uma virada de mesa em virtude de irregularidades de Atlético/PR e Corinthians, envolvidos no Caso Ivens Mendes, de modo que neste ano não houve rebaixamento.[2]

e. ^ Rebaixados no Brasileiro de 1999, Gama e Juventude foram salvos e mantidos na Série A após serem convidados a participar do Módulo Azul, equivalente à primeira divisão, durante a Copa João Havelange.

Promoções e rebaixamentos na Série B[editar | editar código-fonte]

Promoções para a Série A[editar | editar código-fonte]

Clube Promoções da Série B para A
Minas Gerais América Mineiro 6 (1992[h], 1997, 1999[i], 2010, 2015 e 2017)
Pernambuco Sport 5 (1980[f], 1990, 2006, 2011 e 2013)
São Paulo Guarani 4 (1981, 1983[f], 1991 e 2009)
Paraná Coritiba 4 (1992[h], 1995, 2007 e 2010)
Pernambuco Náutico 4 (1981[f], 1988, 2006 e 2011)
Paraná Atlético Paranaense 4 (1982[f], 1990, 1995 e 2012)
Santa Catarina Criciúma 4 (1986[g], 1992[h], 2002 e 2012)
Pernambuco Santa Cruz 4 (1992[h], 1999, 2005 e 2015)
Bahia Vitória 4 (1992, 2007, 2012 e 2015)
Bahia Bahia 4 (1981[f], 1999[i], 2010 e 2016)
São Paulo Botafogo-SP 3 (1983[f], 1998 e 2000[j])
Pará Remo 3 (1984, 1992[h] e 2000[k])
Ceará Fortaleza 3 (1992[h], 2002 e 2004)
Goiás Goiás 3 (1994, 1999 e 2012)
Santa Catarina Figueirense 3 (2001, 2010 e 2013)
São Paulo Palmeiras 3 (1981[f], 2003 e 2013)
São Paulo Ponte Preta 3 (1997, 2011 e 2014)
Santa Catarina Avaí 3 (2008, 2014 e 2016)
Rio de Janeiro Vasco da Gama 3 (2009, 2014 e 2016)
Rio de Janeiro Americano 2 (1980[f] e 1983[f])
Minas Gerais Uberaba 2 (1981[f] e 1983[f])
São Paulo Inter de Limeira 2 (1986[g] e 1988)
São Paulo União São João 2 (1992[h] e 1996)
Paraná Paraná 2 (1992 e 2000)
Pará Paysandu 2 (1991 e 2001)
Rio Grande do Sul Grêmio 2 (1992[h] e 2005)
Rio Grande do Norte América de Natal 2 (1996 e 2006)
São Paulo Corinthians 2 (1982[f] e 2008)
Ceará Ceará 2 (1992[h] e 2009)
São Paulo Portuguesa 2 (2007 e 2011)
Rio de Janeiro Botafogo 2 (2003 e 2015)
Goiás Atlético Goianiense 2 (2009 e 2016)
São Paulo América de Rio Preto 1 (1980[f])
Rio de Janeiro Bangu 1 (1980[f])
Alagoas CSA 1 (1980)
Paraná Londrina 1 (1980)
Goiás Anapolina 1 (1981)
Rio de Janeiro America 1 (1982[f])
Rio de Janeiro Campo Grande 1 (1982)
Rio Grande do Sul São Paulo-RS 1 (1982[f])
Minas Gerais Uberlândia 1 (1984)
Pará Tuna Luso 1 (1985)
Pernambuco Central 1 (1986[g])
Paraíba Treze 1 (1986[g])
São Paulo Bragantino 1 (1989)
São Paulo São José 1 (1989)
Espírito Santo (estado) Desportiva Ferroviária 1 (1992[h])
Rio Grande do Sul Juventude 1 (1994)
Distrito Federal (Brasil) Gama 1 (1998)
São Paulo São Caetano 1 (2000)
Distrito Federal (Brasil) Brasiliense 1 (2004)
Minas Gerais Atlético Mineiro 1 (2006)
Minas Gerais Ipatinga 1 (2007)
São Paulo Grêmio Barueri 1 (2008)
São Paulo Santo André 1 (2008)
Santa Catarina Chapecoense 1 (2013)
Santa Catarina Joinville 1 (2014)
Rio Grande do Sul Internacional 1 (2017)
Notas

f. ^ Entre as edições de 1980 e 1983 da Série B, a também chamada de Taça de Prata, os primeiros colocados de cada grupo da segunda fase classificavam-se, automaticamente, para a Série A do mesmo ano. Assim, América de Rio Preto, Americano, Bangu e Sport em 1980; Bahia, Náutico, Palmeiras e Uberaba em 1981; America, Atlético Paranaense, Corinthians e São Paulo-RS em 1982; e Americano, Botafogo-SP, Guarani e Uberaba em 1983 têm contabilizações em ambas as divisões.

g. ^ Central, Criciúma, Inter de Limeira e Treze foram campeões dos seus respectivos grupos durante a Série B de 1986. Apesar de não ser reconhecida pela CBF, o então chamado "Torneio Paralelo" (grupos E, F, G e H) garantiu a promoção das quatro equipes à segunda fase do Brasileiro de 1986.[3]

h. ^ Ao contrário dos anos anteriores e do previsto inicialmente, subiram ao invés de apenas 2, 12 clubes para a primeira divisão, em decisão ocorrida antes do campeonato.

i. ^ Bahia (3º colocado da Série B de 1999) e América Mineiro (7º colocado da Série B de 1999) foram convidados a disputar o Módulo Azul, equivalente à Série A do Campeonato Brasileiro na Copa João Havelange, conquistando a promoção junto ao Goiás (campeão da Série B de 1999) e Santa Cruz (vice-campeão da Série B de 1999)).

j. ^ 10º colocado do Módulo Amarelo, divisão equivalente à Série B de 2000, o Botafogo-SP foi convidado pelo CBF para participar da Série A de 2001 em virtude das disputadas judiciais travadas pelos clubes após o caso do jogador Sandro Hiroshi que culminou no rebaixamento do Botafogo-SP, assim como do Gama, Juventude e Paraná.

k. ^ 3º colocado do Módulo Amarelo, divisão equivalente à Série B de 2000, o Remo obteve o direito de disputar das oitavas-de-final do Módulo Azul da Copa João Havelange, contabilizando, portanto, participações em ambas as divisões. Porém, no ano seguinte, o clube do Pará disputou a Série B de 2001.

Rebaixamentos para a Série C[editar | editar código-fonte]

Clube Rebaixamentos da Série B para C
Rio Grande do Norte América de Natal 4 (1999[o], 2004, 2010 e 2014)
Rio Grande do Norte ABC 4 (2001, 2009, 2015 e 2017)
Sergipe Sergipe 3 (1996[n], 1997 e 2001)
Santa Catarina Criciúma 3 (1999[o], 2005 e 2008)
Pará Paysandu 3 (1999[o], 2006 e 2013)
Goiás Vila Nova 3 (2006, 2011 e 2014)
São Paulo Mogi Mirim 3 (1997, 2004 e 2015)
Pernambuco Central 2 (1996[n] e 1997)
Goiás Goiatuba 2 (1996[n] e 1997)
Espírito Santo (estado) Desportiva Ferroviária 2 (1999[o] e 2001)
Pará Tuna Luso 2 (1999 e 2001)
Rio de Janeiro Americano 2 (1998 e 2002)
São Paulo União São João 2 (1999[o] e 2003)
Pará Remo 2 (2004 e 2007)
Distrito Federal (Brasil) Gama 2 (2003 e 2008)
Ceará Fortaleza 2 (1994 e 2009)
Pernambuco Náutico 2 (1998 e 2017)
Minas Gerais Ipatinga 2 (2010 e 2012)
Alagoas CRB 2 (2008 e 2012)
São Paulo Guarani 2 (2006 e 2012)
Ceará Icasa 2 (2011 e 2014)
São Paulo Bragantino 2 (2002 e 2016)
Maranhão Sampaio Corrêa 2 (2002 e 2016)
Santa Catarina Joinville 2 (2004 e 2016)
Pernambuco Santa Cruz 2 (2007 e 2017)
Distrito Federal (Brasil) Tiradentes 1 (1994)
São Paulo América de Rio Preto 1 (1995[l])
Rio de Janeiro Bangu 1 (1995[l])
Mato Grosso Barra do Garças 1 (1995[m])
Minas Gerais Democrata-GV 1 (1995)
São Paulo Ferroviária 1 (1995[l])
São Paulo Novorizontino 1 (1995[l])
São Paulo Ponte Preta 1 (1995[m])
Maranhão Moto Club 1 (1997)
Goiás Atlético Goianiense 1 (1998)
Rio de Janeiro Fluminense 1 (1998)
São Paulo Juventus 1 (1998)
Rio de Janeiro Volta Redonda 1 (1998)
Amazonas Nacional-AM 1 (2001)
Espírito Santo (estado) Serra 1 (2001)
São Paulo Botafogo-SP 1 (2002)
Ceará Guarany de Sobral 1 (2002)
São Paulo XV de Piracicaba 1 (2002)
Minas Gerais América Mineiro 1 (2004)
Paraná Londrina 1 (2004)
Goiás Anapolina 1 (2005)
Bahia Bahia 1 (2005)
Rio Grande do Sul Caxias 1 (2005)
São Paulo União Barbarense 1 (2005)
Bahia Vitória 1 (2005)
Amazonas São Raimundo-AM 1 (2006)
São Paulo Ituano 1 (2007)
São Paulo Paulista 1 (2007)
São Paulo Marília 1 (2008)
Paraíba Campinense 1 (2009)
Rio Grande do Sul Juventude 1 (2009)
Distrito Federal (Brasil) Brasiliense 1 (2010)
São Paulo Santo André 1 (2010)
Rio de Janeiro Duque de Caxias 1 (2011)
Pernambuco Salgueiro 1 (2011)
São Paulo Grêmio Barueri 1 (2012)
Alagoas ASA 1 (2013)
São Paulo Guaratinguetá 1 (2013)
São Paulo São Caetano 1 (2013)
São Paulo Portuguesa 1 (2014)
Minas Gerais Boa Esporte 1 (2015)
Rio de Janeiro Macaé 1 (2015)
Minas Gerais Tupi 1 (2016)
Notas

l. ^ América de Rio Preto, Bangu, Ferroviária e Novorizontino desistiram de participar da Série B de 1996 em função de problemas financeiros.

m. ^ O Barra do Garças, do Mato Grosso, foi excluído da Série B de 1995 após ter acumulado dívidas junto a Federação Mato-Grossense de Futebol. Com isso, o rebaixamento da Ponte Preta (23ª colocada da Série B de 1995) à Série C do ano seguinte foi cancelado.

n. ^ Goiatuba (23º colocado da Série B de 1996), Sergipe (24º colocado da Série B de 1996) e Central (25º e último colocado da Série B de 1996) tiveram seus rebaixamentos cancelados após a virada de mesa da Série A, quando Bragantino e Fluminense foram mantidos na divisão principal no ano seguinte.

o. ^ Em função da criação da Copa João Havelange, o Módulo Amarelo, divisão equivalente à Série B foi composto pelos times que disputaram a Série B de 1999 e alguns da Série C de 1999. Com isso, a exceção do Tuna Luso, Criciúma (18º colocado da Série C de 1999), Paysandu (19º colocado), América de Natal (21º colocado) e Desportiva Ferroviária (22º e último colocado da Série C de 1999) não foram rebaixados à divisão inferior no ano seguinte.

Promoções e rebaixamentos na Série C[editar | editar código-fonte]

Promoções para a Série B[editar | editar código-fonte]

Clube Promoções da Série C para B
Rio Grande do Norte ABC 4 (1995[p], 2007, 2010 e 2016)
Goiás Vila Nova 4 (1996, 2007, 2013 e 2015)
Goiás Atlético Goianiense 3 (1990, 1995[p] e 2008)
Maranhão Sampaio Corrêa 3 (1997, 2013 e 2017)
Distrito Federal (Brasil) Gama 2 (1995[p] e 2004)
Santa Catarina Criciúma 2 (2006 e 2010)
Rio Grande do Norte América de Natal 2 (2005 e 2011)
Minas Gerais Ipatinga 2 (2006 e 2011)
Santa Catarina Joinville 2 (1995[p] e 2011)
Ceará Icasa 2 (2009 e 2012)
Alagoas CRB 2 (2011 e 2014)
São Paulo Mogi Mirim 2 (2001 e 2014)
Pará Paysandu 2 (2012 e 2014)
Rio Grande do Sul Brasil de Pelotas 2 (1999[q] e 2015)
Minas Gerais Boa Esporte 2 (2010 e 2016)
Alagoas CSA 2 (1999[q] e 2017)
Ceará Fortaleza 2 (1999[q] e 2017)
São Paulo Guarani 2 (2008 e 2016)
São Paulo Ferroviária 1 (1994)
São Paulo Novorizontino 1 (1994)
Rio de Janeiro Volta Redonda 1 (1995)
São Paulo XV de Piracicaba 1 (1995)
São Paulo Botafogo-SP 1 (1996)
São Paulo Juventus 1 (1997)
Santa Catarina Avaí 1 (1998)
São Paulo São Caetano 1 (1998)
Rio de Janeiro Americano 1 (1999[q])
Goiás Anapolina 1 (1999[q])
Rio de Janeiro Bangu 1 (1999[q])
Rio Grande do Sul Caxias 1 (1999[q])
Santa Catarina Figueirense 1 (1999[q])
Rio de Janeiro Fluminense 1 (1999[q])
Pernambuco Náutico 1 (1999[q])
Amazonas São Raimundo-AM 1 (1999)
Espírito Santo (estado) Serra 1 (1999[q])
Minas Gerais Villa Nova 1 (1999[q])
Paraná J.Malucelli 1 (2000)
Sergipe Sergipe 1 (2000[r])
Pará Tuna Luso 1 (2000[r])
São Paulo Paulista 1 (2001)
Ceará Guarany de Sobral 1 (2001[s])
Distrito Federal (Brasil) Brasiliense 1 (2002)
São Paulo Marília 1 (2002)
São Paulo Ituano 1 (2003)
São Paulo Santo André 1 (2003)
São Paulo União Barbarense 1 (2004)
Pará Remo 1 (2005)
São Paulo Grêmio Barueri 1 (2006)
Bahia Vitória 1 (2006)
Bahia Bahia 1 (2007)
São Paulo Bragantino 1 (2007)
Paraíba Campinense 1 (2008)
Rio de Janeiro Duque de Caxias 1 (2008)
Minas Gerais América Mineiro 1 (2009)
Alagoas ASA 1 (2009)
São Paulo Guaratinguetá 1 (2009)
Pernambuco Salgueiro 1 (2010)
Santa Catarina Chapecoense 1 (2012)
São Paulo Oeste 1 (2012)
Mato Grosso Luverdense 1 (2013)
Pernambuco Santa Cruz 1 (2013)
Rio de Janeiro Macaé 1 (2014)
Paraná Londrina 1 (2015)
Minas Gerais Tupi 1 (2015)
Rio Grande do Sul Juventude 1 (2016)
São Paulo São Bento 1 (2017)
Notas

p. ^ Diante das desistências de América de Rio Preto, Bangu, Ferroviária e Novorizontino para a disputa da Série B de 1996, Gama (3º colocado da Série C de 1995), Atlético Goianiense (4º colocado), ABC (5º colocado) e Joinville (6º colocado) herdaram as quatro vagas faltantes, conquistando a promoção junto ao XV de Piracicaba (campeão da Série C de 1995) e Volta Redonda (vice-campeão).

q. ^ Com a criação da Copa João Havelange, o Módulo Amarelo, equivalente à Série B do Campeonato Brasileiro, resgatou equipes da Série C de 1999 e convidou outras para a disputa. Dessa forma, além do Fluminense (campeão da Série C de 1999 e que se classificou diretamente para o Módulo Amarelo, equivalente à primeira divisão) e o São Raimundo-AM (vice-campeão da Série C de 1999), subiram: Náutico (3º colocado), Serra (4º colocado), Caxias (5º colocado), Figueirense (6º colocado), Americano (7º colocado), Villa Nova (10º colocado), Brasil de Pelotas (15º colocado), Bangu (20º colocado), Fortaleza (21º colocado), CSA (23º colocado) e Anapolina (24º colocado). Além disso, a CBF também convidou o America, Bandeirante-DF, Marcílio Dias, Nacional-AM e River-PI, clubes que não estavam jogando em nenhuma divisão.

r. ^ Tuna Luso (4º colocado do Módulo Verde e Branco, equivalente á Série C) e Sergipe (17º colocado do Módulo Verde e Branco conquistaram o direito de participar da Série B em 2001.

s. ^ Em 2001, o J.Malucelli (conhecido nos anos 2000 sob o nome de Malutrom) pediu licenciamento provisório à CBF e não disputou a Série B de 2002. Com isso, o Guarany de Sobral foi confirmado como o substituto do time paranaense por ter ficado na 3ª colocação da Série C em 2001.

Rebaixamentos para a Série D[editar | editar código-fonte]

Clube Rebaixamentos da Série C para D
Acre Rio Branco-AC 2 (2011[t] e 2013)
Goiás CRAC 2 (2013[u] e 2014)
Sergipe Confiança 1 (2009)
Santa Catarina Marcílio Dias 1 (2009)
Mato Grosso Mixto 1 (2009)
Maranhão Sampaio Corrêa 1 (2009)
Rio Grande do Norte Alecrim 1 (2010)
Distrito Federal (Brasil) Gama 1 (2010)
Rio Grande do Sul Juventude 1 (2010)
Pará São Raimundo-PA 1 (2010)
Tocantins Araguaína 1 (2011)
Rio Grande do Sul Brasil de Pelotas 1 (2011)
Paraíba Campinense 1 (2011)
São Paulo Marília 1 (2011)
Ceará Guarany de Sobral 1 (2012)
Pernambuco Salgueiro 1 (2012)
São Paulo Santo André 1 (2012)
Minas Gerais Tupi 1 (2012)
Rio Grande do Norte Baraúnas 1 (2013)
Distrito Federal (Brasil) Brasiliense 1 (2013)
São Paulo Grêmio Barueri 1 (2013)
Minas Gerais Ipatinga 1 (2013[u])
Rio de Janeiro Duque de Caxias 1 (2014)
São Paulo São Caetano 1 (2014)
Paraíba Treze 1 (2014)
Pará Águia de Marabá 1 (2015)
Rio Grande do Sul Caxias 1 (2015)
Ceará Icasa 1 (2015)
Rio de Janeiro Madureira 1 (2015)
Rio Grande do Norte América de Natal 1 (2016)
São Paulo Portuguesa 1 (2016)
Piauí River-PI 1 (2016)
São Paulo Guaratinguetá 1 (2016)
Alagoas ASA 1 (2017)
Rio de Janeiro Macaé 1 (2017)
São Paulo Mogi Mirim 1 (2017)
Maranhão Moto Club 1 (2017)
Notas

t. ^ O STJD eliminou o Rio Branco-AC da fase final da Série C de 2011 por conta do clube e o Governo do Estado do Acre terem acionado a Justiça Comum contra a decisão da Procuradoria da Defesa do Consumidor do Acre que interditou a Arena da Floresta, mas a punição não previa a eliminação do campeonato do ano seguinte.[4]

u. ^ O rebaixamento do CRAC foi cancelado porque o Ipatinga foi excluído da Série C por ter entrado na Justiça Comum.

Promoções na Série D[editar | editar código-fonte]

Promoções para a Série C[editar | editar código-fonte]

Clube Promoções da Série D para C
Minas Gerais Tupi 2 (2011 e 2013)
Rio Grande do Norte Alecrim 1 (2009)
Santa Catarina Chapecoense 1 (2009)
Rio de Janeiro Macaé 1 (2009)
Pará São Raimundo-PA 1 (2009)
Tocantins Araguaína 1 (2010)
Ceará Guarany de Sobral 1 (2010)
Santa Catarina Joinville 1 (2010[v])
Rio de Janeiro Madureira 1 (2010)
Mato Grosso Cuiabá 1 (2011)
São Paulo Oeste 1 (2011)
Pernambuco Santa Cruz 1 (2011)
Paraíba Treze 1 (2011[w])
Rio Grande do Norte Baraúnas 1 (2012)
Goiás CRAC 1 (2012)
São Paulo Mogi Mirim 1 (2012)
Maranhão Sampaio Corrêa 1 (2012)
Paraíba Botafogo-PB 1 (2013)
Rio Grande do Sul Juventude 1 (2013)
Pernambuco Salgueiro 1 (2013)
Rio Grande do Sul Brasil de Pelotas 1 (2014)
Sergipe Confiança 1 (2014)
Paraná Londrina 1 (2014)
Minas Gerais Tombense 1 (2014)
São Paulo Botafogo-SP 1 (2015)
Pará Remo 1 (2015)
Piauí River-PI 1 (2015)
Rio Grande do Sul Ypiranga de Erechim 1 (2015)
Alagoas CSA 1 (2016)
Maranhão Moto Club 1 (2016)
São Paulo São Bento 1 (2016)
Rio de Janeiro Volta Redonda 1 (2016)
Acre Atlético Acreano 1 (2017)
Rio Grande do Norte Globo 1 (2017)
Bahia Juazeirense 1 (2017)
Paraná Operário-PR 1 (2017)
Notas

v. ^ O América-AM, vice-campeão da Série C de 2010, foi punido com a perda de seis pontos mais os pontos ganhos contra o Joinville (quatro no total) por escalação irregular de jogador. Com isso, o Joinville, 5º colocado da competição, herdou a vaga do clube do Amazonas e conquistou a promoção à Série C de 2011.[5]

w. ^ 5º colocado da Série D de 2011, o Treze ficou com a vaga do Rio Branco-AC, eliminado da Série C pelo STJD, após recorrer à justiça comum, exigindo a entrada da equipe paraibana à edição de 2012.[6]

Referências

  1. «Há 20 anos, Coxa sofria com a "canetada"». Gazeta do Povo. 22 de outubro de 2009. Consultado em 25 de janeiro de 2014 
  2. «Fluminense e CBF são condenados por virada de mesa em 1996", Folha Online, 25/3/2008» 
  3. «TIRA TEIMA: Qual time foi o verdadeiro campeão da série B de 1986?». 18 de setembro de 2012. Consultado em 25 de janeiro de 2014 
  4. «Rio Branco é punido pelo STJD e excluído da Série C». Rio Branco FC. 16 de setembro de 2011. Consultado em 21 de setembro de 2011 
  5. «CBF publica classificação final da Série D 2010». CBF. 28 de janeiro de 2011. Consultado em 25 de janeiro de 2014 
  6. «Em nova liminar, Justiça da PB manda a CBF excluir o Rio Branco da Série C». GloboEsporte.com. 6 de julho de 2012. Consultado em 25 de janeiro de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]