Participante do voo espacial

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Participante do voo espacial (em inglês: Space flight participant , em russo: участник космического полёта) é o termo usado pela NASA,[1] a Agência Espacial Federal Russa,[carece de fontes?] e a Administração Federal de Aviação[2] para pessoas que viajam ao espaço, mas que não são astronautas profissionais.

Enquanto o termo tenha ganhado nova proeminência com a ascensão do turismo espacial, também foi usado para participantes de programas como Professor no Espaço e astronautas atribuídos por acordos intergovernamentais como o Programa Angkasawan e o Programa Coreano de Astronauta.

Outros termos usados para viajantes espaciais que não são astronautas de carreira incluem o Especialista de Carga na NASA e Cosmonauta-Pesquisador na Roscosmos.

Passado[editar | editar código-fonte]

O programa Soviético Intercosmos incluiu participantes selecionados a partir de membros do Pacto de Varsóvia e depois de países alinhados e não alinhados com a URSS. Muitas dessas pessoas receberam o treinamento completo para suas missões e foram tratadas como iguais, mas especialmente após o início do programa Mir, geralmente recebiam voos mais curtos do que cosmonautas Soviéticos. A Agência Espacial Europeia também tirou vantagem do programa.

O programa do Ônibus espacial nos Estados Unidos incluiu posições de Especialista de Carga, que geralmente eram atribuídas para representantes de empresas ou instituições que gerenciavam uma carga específica em tal missão. Estes indivíduos não recebiam o mesmo nível de treinamento que astronautas de carreira da NASA e não eram empregados pela mesma, então eles eram essencialmente astronautas particulares.

Nos primeiros dias do programa do Ônibus Espacial, a NASA estava com vontade de provar sua capacidade para patrocinadores no Congresso, e o Senador Jake Garn e o (então Representante, depois Senador]] Bill Nelson receberam a oportunidade de voarem numa missão do Ônibus.

Enquanto o programa do Ônibus se expandia, a NASA desenvolveu o Programa de Participante do Voo Espacial, onde civis, com enfase em pessoas criativas, seriam enviados ao espaço para aumentar o conhecimento público sobre a missão da NASA. O objetivo inicial eram que duas ou três missões do Ônibus por ano incluiriam um participante civil.[3] O primeiro seria no Projeto Professor no Espaço, que combinaria oportunidades tanto de publicidade quanto educacionais para a NASA. Christa McAuliffe iria ser a primeira Professora no Espaço, mas ela morreu no Desastre da Challenger e o programa foi cancelado. Na época do desastre da Challenger, a NASA planejava incluir um Jornalista no Espaço numa missão programada para setembro de 1986. O programa continuou por pouco tempo, com um grupo inicial de candidatos sendo diminuido para 100 em março e 40 em abril, antes de ser adiado de forma indefinida em julho.[4][5] Walter Cronkite e Miles O'Brien foram considerados como front-runners.[6][7][8]

Com as realidades da economia pós-perestroika na Rússia, sua indústria espacial estava especialmente subfinanciada. O Tokyo Broadcasting System ofereceu para pagar o voo de um de seus repórteres. Por $28 milhões, Toyohiro Akiyama voou em 1990 para a Mir com a oitava tripulação e voltou uma semana depois com a sétima tripulação. Akiyama fez uma transmissão televisiva diaria a patir da órbita e também realizou experimentos científicos para empresas Russas e Japonesas.

Desde então, a Agência Espacial Federal Russa também vendeu assentos para um consórcio de empresas Britânicas para o Projeto Juno, para sete turistas espaciais, para o governo da Malásia como parte do contrato de venda de aviões militares, e para o governo Sul Coreano como parte do Programa Coreano de Astronauta.

Lista de participantes do voo espacial[editar | editar código-fonte]

Nome Nacionalidade Programa/Patrocinador Voo Data Comentários
Dennis Tito  Estados Unidos Turista espacial autofinanciado Soyuz TM-32 / Soyuz TM-31 18 de abril -
6 de maio de 2001
Primeiro turista espacial
Mark Shuttleworth África do Sul Turista espacial autofinanciado Soyuz TM-34 / Soyuz TM-33 25 de abril -
5 de maio de 2002
Shuttleworth foi a primeira pessoa com cidadania Sul Africana a voar ao espaço.
Gregory Olsen  Estados Unidos Turista espacial autofinanciado Soyuz TMA-7 / Soyuz TMA-6 1 de outubro11 de outubro de 2005
Marcos Pontes  Brasil Missão Centenário
AEB
Soyuz TMA-8 / Soyuz TMA-7 30 de março -
8 de abril de 2006
Primeiro astronauta Brasileiro. Treinou para voar tanto no Ônibus Espacial durante seu treinamento inicial na NASA e na Soyuz após um acordo entre Brasil e Rússia. [9] [10]
Anousheh Ansari  Irão /
 Estados Unidos
Turista espacial autofinanciada Soyuz TMA-9 / Soyuz TMA-8 18 de setembro
29 de setembro de 2006
Treinou como suplente de Enomoto. Foi a primeira pessoa com cidadania Iraniana a voar ao espaço.
Charles Simonyi  Hungria /
 Estados Unidos
Turista espacial autofinanciado Soyuz TMA-10 / Soyuz TMA-9 7 de abril
21 de abril de 2007
Sheikh Muszaphar Shukor  Malásia Angkasawan program Soyuz TMA-11 / Soyuz TMA-10 10 de outubro
21 de outubro de 2007
Seu suplente era Faiz Khaleed.
Yi So-yeon  Coreia do Sul Programa Coreano de Astronauta Soyuz TMA-12 / Soyuz TMA-11 8 de abril
19 de abril de 2008
Seu suplente era Ko San.
Richard Garriott  Estados Unidos Turista espacial autofinanciado Soyuz TMA-13 / Soyuz TMA-12 12 de outubro de 2008 -
23 de outubro de 2008
Seu suplente era Nik Halik.[11][12]
Charles Simonyi  Hungria /
 Estados Unidos
Turista espacial autofinanciado Soyuz TMA-14 / Soyuz TMA-13 26 de março de 2009 -
8 de abril de 2009
Seu suplente era Esther Dyson.[13] Simonyi foi o primeiro turista a repetir o voo.
Guy Laliberté  Canadá Turista espacial autofinanciado Soyuz TMA-16 / Soyuz TMA-14 30 de setembro de 2009 -
11 de outubro de 2009
Primeiro turista espacial Canadense.[14] Seu suplente foi Barbara Barrett[15]
Hazza Al Mansouri  Emirados Árabes Unidos Mohammed bin Rashid Space Centre Soyuz MS-15/Soyuz MS-12 25 de setembro de 2019 - 3 de outubro de 2019 Primeiro cidadão dos EAU a voar ao espaço. Originalmente programado para voar na Soyuz MS-12 e pousar na MS-10. Esse plano foi alterado para ocorrer na MS-15, após a MS-10 abortar durante o lançamento.[16]
Tentativas fracassadas
Christa McAuliffe[17]  Estados Unidos Projeto Professor no Espaço STS-51-L 28 de janeiro de 1986 Morreu ao lado de seis colegas no Desastre da Challenger. Sua suplente era Barbara Morgan, que foi selecionada em 1998 para treinar como Especialista de Missão. Morgan finalmente voou ao espaço na STS-118 em 2007, mas como uma "professora transformada em astronauta", não como participante do voo espacial.
Lance Bass  Estados Unidos Turista espacial financiado por corporação Completou o treinamento, mas seu assento na Soyuz TMA-1 em 2002 foi cancelado por baixo orçamento.
Daisuke Enomoto  Japão Turista espacial autofinanciado Esperava voar na Soyuz TMA-9 em setembro de 2006, mas foi impedida por motivos médicos e seu assento foi passado para Ansari.
Sarah Brightman  Estados Unidos Turista espacial autofinanciada Soyuz TMA-18M / Soyuz TMA-16M Programada para 1 de setembro de 2015 -
11 de setembro de 2015[18]
Space Adventures anunciou em 10 de outubro de 2012 que Sarah Brightman voaria para a ISS num voo futuro da Soyuz. Seu suplente era Satoshi Takamatsu.[19] Ela foi subsequentemente tirada do voo.[20]
Vladimir Gruzdev  Rússia Viagem patrocinada por partido político Era esperado que voasse em 2009. O partido Rússia Unida deveria pagar o valor estimado de $25 para o voo, a partir de fundos do partido.[21]

Todas as oito viagens de turismo espacial foram e vieram da Estação Espacial Internacional numa nave Soyuz e foram arranjadas através da empresa Space Adventures.[22]

Outras missões[editar | editar código-fonte]

Por mais que não sejam chamados de "participantes do voo espacial", as seguintes pessoas participaram de missões como parte de programas especiais fora do grupo profissional de astronautas.

Nome Nacionalidade Programa/Patrocinador Voo Data Comentários
Jake Garn  Estados Unidos Governo dos Estados Unidos STS-51-D 12 de abril
19 de abril de 1985
Para demonstrar as capacidades do Ônibus Espacial, a NASA ofereceu um assento à Garn, membro do Senate Appropriations Committee.[23]
Bill Nelson  Estados Unidos Governo dos Estados Unidos STS-61-C 12 de janeiro
18 de janeiro de 1986
NASA também proveu um assento para Nelson, membro da Câmara dos Representantes.[24] Ele estava originalmente programado para voar na STS-51-L.
Edward C. Aldridge, Jr.  Estados Unidos Governo dos Estados Unidos STS-62-A NASA atribuiu um assento para Aldridge, o Secretário da Força Aérea dos Estados Unidos, na missão STS-62-A, a primeira missão do Ônibus a ser lançada da Base da Força Aérea de Vandenberg.[25] Depois do Desastre da Challenger, a missão foi cancelada e Aldridge nunca voou.
Toyohiro Akiyama  Japão Tokyo Broadcasting System Soyuz TM-11 / Soyuz TM-10 2 de dezembro
10 de dezembro de 1990
Como empregado da TBS, Akiyama poderia ter sido considerado como o primeiro a viajar à negócios ao espaço.
Helen Sharman  Reino Unido Projeto Juno Soyuz TM-12 / Soyuz TM-11 18 de maio
26 de maio de 1991
Através do Projeto Juno, um consórcio de empresas Britânicas parcialmente financiaram um assento num voo da Soyuz para Mir (a União Soviética cobriria o resto do custo) em ordem de levar a primeira Bretã no espaço.[26]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia tem o portal:

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Ladwig, Alan (1 de outubro de 1985). «The Space Flight Participant Program - Taking the teacher and classroom into space». NASA Technical Reports Server. NASA. Consultado em 10 de julho de 2015  document ID no. 19860031168.
  2. FAA regulations, Commercial Space Transportation, Predefinição:CodeFedReg § 401.5
  3. «The Space Flight Participant Program - Taking the teacher and classroom into space». NASA Technical Reports Server (NTRS). NASA. Consultado em 2 de fevereiro de 2016 
  4. «Journalist in space candidates narrowed». Google News. Times Daily. 29 de abril de 1986. Consultado em 2 de fevereiro de 2016 
  5. «Journalist-in-space program on hold». UPI.com. UPI. 15 de julho de 1986. Consultado em 2 de fevereiro de 2016 
  6. Roger Rosenblatt (24 de junho de 2001). «A Realm Where Age Doesn't Count». Time Magazine / CNN. Consultado em 12 de setembro de 2007 
  7. «May fly sometime:». Space Today Online. 2005. Consultado em 12 de setembro de 2007 
  8. «Candidates for the "Journalist in Space Program"». Space Facts. Consultado em 2 de fevereiro de 2016 
  9. Marcos Cesar Pontes
  10. Soyuz TMA-8
  11. Tariq Malik (2008). «'Thrillionaire' Signs on as Backup Space Tourist». SPACE.com. Consultado em 18 de janeiro de 2008. Cópia arquivada em 2 de fevereiro de 2008 
  12. ap.google.com, US game designer blasts into space with DNA cargo Arquivado em 16 de outubro de 2008 no Wayback Machine.
  13. «U.S. Billionaire to Make Second Private Spaceflight». Consultado em 30 de setembro de 2008. Arquivado do original em 5 de outubro de 2008 
  14. «Acrobat to Be Next Space Tourist». Consultado em 4 de junho de 2009. Arquivado do original em 13 de junho de 2009 
  15. «Жена главы компании Intel готовится стать космонавтом» (em Russian). Consultado em 8 de junho de 2009. Arquivado do original em 14 de fevereiro de 2012 
  16. Ugalde, Victoria (29 de agosto de 2019). «United Arab Emirates spaceflight participant Hazzaa Ali Almansoori». NASA. Consultado em 25 de setembro de 2019 
  17. «Payload Specialist Astronauts». Jsc.nasa.gov. Consultado em 21 de janeiro de 2016 
  18. «Soyuz 44 Crew Profiles». www.nasa.gov. 9 de fevereiro de 2015. Consultado em 7 de março de 2015 
  19. «Space Adventures Announces that Satoshi Takamatsu Will Begin Orbital Spaceflight Training in Star City, Russia». Space Adventures, Ltd. 7 de janeiro de 2015. Consultado em 1 de maio de 2015 
  20. Jeff Foust (22 de junho de 2015). «Kazakh Cosmonaut To Take Brightman's Place On Soyuz Flight». Space News 
  21. «First Russian space flight participant will not lift off until 2009». RIA Novosti. 2007. Consultado em 28 de outubro de 2007 
  22. Kevin Bonsor (2007). «How Space Tourism Works». HowStuffWorks, Inc. Consultado em 28 de outubro de 2007 
  23. «ORAL HISTORY 2 TRANSCRIPT : ROBERT E. STEVENSON INTERVIEWED BY CAROL BUTLER : HOUSTON, TEXAS – 13 MAY 1999» (PDF). Jsc.nasa.gov. Consultado em 21 de janeiro de 2016 
  24. «61-C». Science.ksc.nasa.gov. Consultado em 21 de janeiro de 2016 
  25. «Astronaut Biography: Edward Aldridge». Spacefacts.de. Consultado em 21 de janeiro de 2016 
  26. «1991: Sharman becomes first Briton in space». BBC News. 18 de maio de 1991. Consultado em 23 de maio de 2010 

Ligação externa[editar | editar código-fonte]