Partido Alemão dos Trabalhadores

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Partido Alemão dos Trabalhadores
Deutsche Arbeiterpartei
Líder Anton Drexler
Fundadores Dietrich Eckart
Gottfried Feder
Anton Drexler
Karl Harrer
Fundação 5 de janeiro de 1919
Dissolução 24 de fevereiro de 1920
Sede Munique, Alemanha
Espectro político Extrema-direita
Sucessor Partido Nazista
Cores
  Vermelho
  Preto
  Branco

O Partido Alemão dos Trabalhadores (em alemão: Deutsche Arbeiterpartei; abreviado - DAP) foi um partido alemão estabelecido durante a República de Weimar logo após o final da Primeira Guerra Mundial. Fundado em 1919 e extinto em 1920, foi sucedido pelo Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães.

História[editar | editar código-fonte]

O DAP foi fundado em 5 de janeiro de 1919 (oito dias antes das próximas Eleições), em Munique por Anton Drexler[1] e pelo escritor Karl Harrer, com pouco mais de 22 membros. Como presidente do novo partido foi eleito Drexler. Os primeiros integrantes do DAP foram quase que exclusivamente colegas de Drexler, que trabalhavam em sua maioria na estação ferroviária de Munique. As primeiras reuniões do DAP ocorriam exclusivamente em bares e cervejarias de Munique, onde Drexler como orador fez algumas palestras motivacionais, que muitas vezes acabavam em tumultos.

Cartão que era dado aos membros do DAP; o mostrado na imagem é de Adolf Hitler.

Adesão de Adolf Hitler[editar | editar código-fonte]

Em 12 de setembro de 1919, Hitler fez seu primeiro contado com o DAP, atuando como um infiltrado da Reichswehr numa reunião do novo partido nacionalista. No entanto, sentiu-se atraído pelas ideias nacionalistas, anticapitalistas, anticomunistas e antissemitas do fundador Anton Drexler[1] e, dias mais tarde, filiou-se à organização,[2] da qual rapidamente ganharia a liderança.

Fortalecimento e mudança para NSDAP[editar | editar código-fonte]

Com a adesão de Adolf Hitler o partido passou a ter um líder, uma figura ilustre de propaganda que com o passar do tempo, lentamente o partido ia ganhando mais e mais adeptos e assim começou a ter seus cofres cheios de Reichsmark (com taxas de adesão e doações).

No dia 24 de fevereiro de 1920, os membros do partido passaram a se comportar como militares, era importante manter a disciplina estrita, os membros usavam uma espécie de uniforme marrom. Pouco tempo depois, a SA começaria a emergir.

Também naquela noite, Hitler propôs a mudança do nome do partido para Nationalsozialistische Deutsche Arbeiterpartei (Partido Nacional-Socialista Alemão dos Trabalhadores) ou simplesmente Partido Nazista.

Membros[editar | editar código-fonte]

Entre os primeiros membros do partido, estavam:

Referências

  1. a b Kershaw 2008, p. 82.
  2. Evans 2003, p. 170.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Kershaw, Ian (2008). Hitler: A Biography. New York: W. W. Norton & Company. ISBN 978-0-393-06757-6 
  • Evans, Richard J. (2003). The Coming of the Third Reich. New York; Toronto: Penguin. ISBN 978-0-14-303469-8.
  • Kershaw, Ian (1999) [1998]. Hitler: 1889–1936: Hubris. New York: W. W. Norton & Company. ISBN 978-0-393-04671-7.