Partido Comunista Mexicano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Partido Comunista Mexicano
Partido Comunista Mexicano
Fundador Manabendra Nath Roy
Fundação 1917
Dissolução 1981
Ideologia Comunismo; Marxismo-Leninismo

O Partido Comunista Mexicano (em espanhol: Partido Comunista Mexicano, PCM) foi um partido comunista no México. Foi fundado em 1917 como "Partido dos Trabalhadores Socialistas" (Partido Socialista Obrero, PSO) por Manabêndra Nath Roy, um revolucionário nativo de esquerda. O PSO mudou de nome para "Partido Comunista Mexicano" em novembro de 1919, seguindo a Revolução de Outubro na Rússia. Foi proibido em 1925 e permaneceu ilegal até 1935, durante a presidência do militar esquerdista Lázaro Cárdenas. O PCM viu na ala esquerda do regime nacionalista que emergiu da revolução mexicana uma força progressiva a ser apoiada — isto é, Cárdenas e seus aliados.[1]

Referências

  1. Centeno, Ramón I. (1 de fevereiro de 2018). "Zapata reactivado: una visión žižekiana del Centenario de la Constitución". Mexican Studies/Estudios Mexicanos. 34 (1): 36–62. doi:10.1525/msem.2018.34.1.36. ISSN 0742-9797.