Partido Republicano Mineiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Partido Republicano Mineiro
Líder Afonso Pena
Venceslau Brás
Delfim Moreira
Arthur Bernardes
Fundação 4 de junho de 1888
Dissolução 2 de dezembro de 1937
Sede Belo Horizonte
Ideologia Agrarianismo
Conservadorismo
Liberalismo
Republicanismo
Federalismo
Espectro político Centro-direita

Política do Brasil
Partidos políticos
Eleições

Partido Republicano Mineiro (PRM) foi um partido político brasileiro criado em 4 de junho de 1888 com o objetivo de representar os ideais republicanos e oligárquicos da elite agrária do estado de Minas Gerais.

Foi controlado inicialmente na República Velha por políticos do sul de Minas até que Artur Bernardes deslocou o comando do PRM para a Zona da Mata Mineira. Sua comissão executiva, a "tarasca", era muito poderosa e tomava as principais decisões.

Como todos os partidos políticos, o PRM foi extinto com o advento do Estado Novo. Em Minas Gerais havia um agrupamento fascista chamado Legião de Outubro de curta duração que visava dar um apoio inicial ao governo Vargas, sendo que muitos eram ex-membros do Partido Republicano Mineiro.[1]

Principais representantes[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre política ou um cientista político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. Gustavo Capanema