Partido Socialista Revolucionário (Rússia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Partido Socialista Revolucionário
Партия социалистов-революционеров
Líder Victor Chernov
Alexander Kerensky
Fundação 1902
Dissolução 1940
Ideologia Socialismo
Socialismo revolucionário
Marxismo
Socialismo agrário
Populismo de esquerda
Espectro político Esquerda
Publicação Rússia Revolucionária
Cores Vermelho
Cartaz eleitoral do Partido Socialista Revolucionário de 1917. Na legenda em vermelho se lê "партия соц-рев" (em russo), abreviação de Partido dos Revolucionários Socialistas. O banner tem o lema "Na luta você conquista os seus direitos", e o globo tem o slogan "земля и воля" ("Terra e Liberdade"), expressando a ideologia socialista agrária do partido.

O Partido Socialista Revolucionário ou Partido dos Socialistas Revolucionários (em russo, Партия социалистов-революционеров, ПСР, transl. Partiya sotsialistov-revolyutsionerov, PSR), também chamado "os SRs", foi um grande partido político na Rússia do início do século XX, tendo desempenhado um papel importante na Revolução Russa.[1] Após a Revolução de Fevereiro de 1917 que dividia o poder com outras forças socialistas, liberais e democráticas dentro do Governo Provisório Russo.[1] Em novembro de 1917, ele foi o partido mais votado nas eleições democráticas realizadas, pela primeira vez na Rússia, para a Assembléia Constituinte Russa,[1] mas logo se dividiu e a facção remanescente deste partido que se manteve fiel a Alexander Kerensky foi derrotada e destruída pelos bolcheviques no curso da Guerra Civil Russa e na subsequente perseguição dos socialistas não pertencentes a facção bolchevique, entre eles os mencheviques, anarquistas e os socialistas revolucionários]].[2]

História[editar | editar código-fonte]

Revolução Russa[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Revolução Russa de 1917

A Revolução de Fevereiro permitiu que o Partido Socialista Revolucionário voltasse a ter um papel político ativo. Os líderes do partido, incluindo Chernov, foram capazes de voltar para a Rússia. Eles desempenharam um papel importante na formação e liderança dos soviéticos. Um de seus membros, Alexander Kerensky juntou-se ao Governo Provisório de março 1917 como Ministro da Justiça, tornando-se posteriormente o chefe de um governo na coalizão socialista-liberal em julho de 1917, apesar de sua ligação com o partido ser bastante tênue.[3]

Após a queda da primeira coalizão, em abril-maio de 1917 e a reorganização do Governo Provisório, o partido teve um papel maior. O funcionário do governo chave na época era Victor Chernov que se juntou ao governo como ministro da Agricultura.[3]Ele também tentou desempenhar um papel maior, particularmente em assuntos externos, mas logo encontrou-se marginalizado e suas propostas de reforma agrária de longo alcance foram bloqueadas por membros mais conservadores do governo.

Resultados eleitorais[editar | editar código-fonte]

Data Votos % Deputados +/- Status
1906 Banido
01/1907 N/D N/D
37 / 518
Oposição
10/1907 Banido
1912
1917 17 100 000 41,0 (1.º)
308 / 703
Governo

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c Archie Brown (2010). «3». "The rise and fall of Communism" (em inglês) (London: Vintage Book). p. 51. ISBN 9781845950675. 
  2. Anne Applebaum (2003). «Introdução e primeiro». "Gulag – A History" (em inglês) (London: Penguin Books Ltd). p. 37 e 43. ISBN 13:978-0-14-028310-5 Verifique |isbn= (Ajuda). 
  3. a b Vladimir Brovkin (1997). «3». "The Bolsheviks in the Russiamn Society" (em inglês) (London: Yale University). p. 14 e 51. ISBN 300 06706 2 Verifique |isbn= (Ajuda).