Partido Trabalhista (Nova Zelândia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros usos, veja Partido Trabalhista.
Partido Trabalhista
New Zealand Labour Party
Rōpū Reipa o Aotearoa
Líder Jacinda Ardern
Fundação 1916
Sede Wellington,  Nova Zelândia
Ideologia Social democracia
Progressismo
Trabalhismo
Facções:
Terceira Via
Socialismo democrático
Espectro político Centro-esquerda[1][2][3]
Ala jovem Young Labour
Afiliação internacional Aliança Progressista
Câmara dos Representantes
46 / 120
Cores Vermelho e Branco
Página oficial
Site oficial

O Partido Trabalhista da Nova Zelândia (em inglês: New Zealand Labour Party; em maori: Rōpū Reipa o Aotearoa[4]) é um partido político da Nova Zelândia, situado no centro-esquerda do espectro político. Com seu rival histórico, o Partido Nacional da Nova Zelândia, o Partido Trabalhista esteve no governo 5 vezes desde a década de 1930. O programa do partido descreve o socialismo democrático como a sua principal linha ideológica, enquanto os observadores descrevem o Partido Trabalhista como social-democrata e pragmático.[5][6] O partido é membro da Aliança Progressista.[7]

O Partido Trabalhista foi fundado em 1916 por diversos partidos socialistas e sindicatos e é assim que o partido político mais antigo do país. Houve seis períodos de governação trabalhista. O partido esteve no poder entre 1935 e 1949, quando estabeleceu o estado social da Nova Zelândia. Governou de 1957 a 1960, e novamente de 1972 a 1975, mas permaneceu apenas por um termo cada. Ainda governou de 1984 a 1990 e mais recentemente de 1999 a 2008, com Helen Clark como primeira-ministra.

Desde da derrota do partido nas eleições gerais de 2008, o Partido Trabalhista é o segundo maior grupo parlamento do Parlamento da Nova Zelândia e lidera a Oposição Oficial ao governo nacionalista.

Em 1 de agosto de 2017, Jacinda Ardern foi confirmada como a nova líder trabalhista e primeira-ministra da Nova Zelândia.[8]

Ideologia[editar | editar código-fonte]

Os objetivos políticos do Partido Trabalhista de 1916 exigiam "a socialização dos meios de produção, distribuição e troca", incluindo a propriedade estatal das principais setores da economia e o aumento dos direitos dos trabalhadores[9]. Até à década de 1980, o Partido Trabalhista continuou a ser um partido que acreditava num papel forte para os governos em questões económicas e sociais. No entanto, havia sido transformado de um movimento socialista, dominado por sindicatos, num partido social-democrata moderado[10][11]. O governo trabalhista da década de 1980 se desviou bastante de um caminho social-democrata; numa série de reformas económicas, o governo removeu uma série de regulamentações e subsídios, privatizou os ativos estatais e introduziu práticas corporativas nos serviços estatais[12].

A partir da década de 1990, o Partido Trabalhista voltou a procurar usar o poder do Estado para tentar alcançar uma "sociedade mais justa e igualitária", baseada numa economia mista, na qual tanto o Estado quanto a empresa privada desempenham um papel importante. Posteriormente, o partido também foi descrito como adotando certas políticas sociais liberais[13][14]

Princípios[editar | editar código-fonte]

De acordo com sua constituição (alterada mais recentemente em 2014), o partido aceita princípios "socialistas democráticos", incluindo[15]:

Objetivos[editar | editar código-fonte]

  • Eleição de pessoas competentes para os órgãos de soberania[15];
  • Proteção das liberdades e do bem-estar de todos os cidadãos da Nova Zelândia[15];
  • Construção de uma sociedade economicamente justa e redistribuição de riqueza[15].

Resultados eleitorais[editar | editar código-fonte]

Eleições legislativas[editar | editar código-fonte]

Data Líder CI. Votos % +/- Deputados +/- Status
1919 Harry Holland 3.º 131 402
24,2 / 100,0
8 / 80
Oposição
1922 Harry Holland 3.º 150 448
23,7 / 100,0
Baixa0,5
17 / 80
Aumento9 Oposição
1925 Harry Holland 2.º 187 610
27,3 / 100,0
Aumento3,6
12 / 80
Baixa5 Oposição
1928 Harry Holland 3.º 198 092
26,2 / 100,0
Baixa1,1
19 / 80
Aumento7 Oposição
1931 Harry Holland 1.º 244 881
34,3 / 100,0
Aumento8,1
24 / 80
Aumento5 Oposição
1935 Michael Joseph Savage 1.º 389 911
45,7 / 100,0
Aumento11,4
53 / 80
Aumento29 Governo
1938 Michael Joseph Savage 1.º 528 290
55,8 / 100,0
Aumento10,1
53 / 80
Estável Governo
1943 Peter Fraser 1.º 447 919
47,6 / 100,0
Baixa8,2
45 / 80
Baixa8 Governo
1946 Peter Fraser 1.º 536 994
51,3 / 100,0
Aumento3,7
42 / 80
Baixa3 Governo
1949 Peter Fraser 2.º 506 073
47,2 / 100,0
Baixa4,1
34 / 80
Baixa8 Oposição
1951 Walter Nash 2.º 490 143
45,8 / 100,0
Baixa1,4
30 / 80
Baixa4 Oposição
1954 Walter Nash 2.º 484 028
44,1 / 100,0
Baixa1,7
35 / 80
Aumento5 Oposição
1957 Walter Nash 1.º 559 096
48,3 / 100,0
Aumento4,2
41 / 80
Aumento6 Governo
1960 Walter Nash 2.º 508 179
43,4 / 100,0
Baixa4,9
34 / 80
Baixa7 Oposição
1963 Arnold Nordmeyer 2.º 524 066
43,7 / 100,0
Aumento0,3
35 / 80
Aumento1 Oposição
1966 Norman Kirk 2.º 499 392
41,4 / 100,0
Baixa2,3
35 / 80
Estável Oposição
1969 Norman Kirk 2.º 592 055
44,2 / 100,0
Aumento2,8
39 / 84
Aumento4 Oposição
1972 Norman Kirk 1.º 677 669
48,4 / 100,0
Aumento4,2
55 / 87
Aumento16 Governo
1975 Bill Rowling 2.º 634 453
39,6 / 100,0
Baixa8,8
32 / 87
Baixa23 Oposição
1978 Bill Rowling 1.º 691 076
40,4 / 100,0
Aumento0,8
40 / 92
Aumento3 Oposição
1981 Bill Rowling 1.º 702 630
39,0 / 100,0
Baixa1,4
43 / 92
Aumento3 Oposição
1984 David Lange 1.º 829 154
43,0 / 100,0
Aumento4,0
56 / 95
Aumento13 Governo
1987 David Lange 1.º 878 448
48,0 / 100,0
Aumento5,0
57 / 97
Aumento1 Governo
1990 Mike Moore 2.º 640 915
35,1 / 100,0
Baixa12,9
29 / 97
Baixa28 Oposição
1993 Mike Moore 2.º 666 759
34,7 / 100,0
Baixa0,4
45 / 99
Aumento16 Oposição
1996 Helen Clark 2.º 584 159
28,2 / 100,0
Baixa6,5
37 / 120
Baixa8 Oposição
1999 Helen Clark 1.º 800 199
38,7 / 100,0
Aumento10,5
49 / 120
Aumento12 Governo
2002 Helen Clark 1.º 838 219
41,3 / 100,0
Aumento2,6
52 / 120
Aumento3 Governo
2005 Helen Clark 1.º 935 319
41,1 / 100,0
Baixa0,2
50 / 121
Baixa2 Governo
2008 Helen Clark 2.º 796 880
34,0 / 100,0
Baixa7,1
43 / 122
Baixa7 Oposição
2011 Phil Goff 2.º 614 937
27,5 / 100,0
Baixa6,5
34 / 121
Baixa9 Oposição
2014 David Cunliffe 2.º 604 534
25,1 / 100,0
Baixa2,4
32 / 121
Baixa2 Oposição
2017 Jacinda Ardern 2.º 956 184
36,9 / 100,0
Aumento11,8
45 / 120
Aumento13 Governo

Referências

  1. Boston, Jonathan (2003). New Zealand Votes: The General Election of 2002. [S.l.]: Victoria University Press 
  2. «Voters' preexisting opinions shift to align with political party positions». Association for Psychological Science. 2 November 2018. Consultado em 26 November 2018 – via Science Daily  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  3. Papillon, Martin; Turgeon, Luc; Wallner, Jennifer; White, Stephen (2014). Comparing Canada: Methods and Perspectives on Canadian Politics. [S.l.]: UBC Press. p. 126. ISBN 9780774827867. Consultado em 30 August 2016. [...] [I]n New Zealand politics, by the centre-left Labour Party and the centre-right National Party [...].  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. «Ngā Rōpū Pāremata» (em inglês) 
  5. Electoral Change. [S.l.: s.n.] 
  6. Taonga, New Zealand Ministry for Culture and Heritage Te Manatu. «Ideology and the role of unions». teara.govt.nz (em inglês). Consultado em 26 de julho de 2020 
  7. «Participants | Progressive Alliance». Progressive Alliance (em inglês) 
  8. «Jacinda Ardern new Labour leader as Andrew Little quits». Stuff. Consultado em 7 de setembro de 2017 
  9. Taonga, New Zealand Ministry for Culture and Heritage Te Manatu. «Ideology and the role of unions». teara.govt.nz (em inglês). Consultado em 26 de julho de 2020 
  10. Franklin, Mark N.; Mackie, Thomas T.; Valen, Henry (1 de outubro de 2009). Electoral Change: Responses to Evolving Social and Attitudinal Structures in Western Countries (em inglês). [S.l.]: ECPR Press 
  11. Smith, Rodney; Vromen, Ariadne; Cook, Ian (13 de junho de 2006). Keywords in Australian Politics (em inglês). [S.l.]: Cambridge University Press 
  12. Taonga, New Zealand Ministry for Culture and Heritage Te Manatu. «Fourth, fifth and sixth Labour governments». teara.govt.nz (em inglês). Consultado em 26 de julho de 2020 
  13. Michael Scott (2016). Making New Zealand's Pop Renaissance: State, Markets, Musicians. [S.l.]: Routledge. pp. 34,56 
  14. Jack Vowles (1997). Political Science. [S.l.: s.n.] 98 páginas 
  15. a b c d e f g h i j k l «Party Information». NZ Labour Party (em inglês). Consultado em 26 de julho de 2020