Indução do parto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Parto induzido)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Parto normal

Indução do trabalho de parto é o processo que estimula e agiliza o parto vaginal. A indução do trabalho de parto pode ser feito com ou sem fármacos.

Indicações médicas[editar | editar código-fonte]

Razões médicas para a indução incluem[1]:

Indução do trabalho quando o parto está na semana 41, melhora o bem estar do bebê e diminui o número de cesáreas realizadas.[3]

Métodos de indução[editar | editar código-fonte]

Métodos de indução do trabalho de parto incluem tanto medicação como técnicas físicas.

Não-farmacológicos[editar | editar código-fonte]

As técnicas não-farmacológicas incluem fazer a ruptura das membranas ou estimular as membranas. O uso de cateteres intra-uterino também são indicados. A compressão do colo do útero com cateter com balão (sonda foley) inflado com soro para dilatar o cérvix estimula a liberação de prostaglandinas nos tecidos que iniciam o trabalho de parto. Não há nenhum efeito direto sobre o útero.

A relação sexual, sêmen e estimulação das mamas também induzem ao parto e são uma causa frequente de parto prematuro.

Medicação[editar | editar código-fonte]

Métodos farmacológicos são, principalmente, usando dinoprostona (prostaglandina E2) ou misoprostol (um análogo da prostaglandina E1):

Os médicos avaliam as probabilidades de indução bem sucedida do trabalho de parto pela Escala de Bishop. Uma pontuação maior que 8 indica provável sucesso. A pontuação avalia a maturação e apagamento do colo do útero antes da indução. A pontuação vai por um sistema de pontos dependendo de cinco fatores. Cada factor é pontuado em uma escala de 0-2 ou 0-3, quando a pontuação total é inferior a 5, pode indicar cesariana.[8]

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Labor Induction - Mayo clinic
  2. Allahyar, J. & Galan, H. "Premature Rupture of the Membranes."; also American College of Obstetrics and Gynecologists.
  3. «Use of labour induction and risk of cesarean delivery: a systematic review and meta-analysis.». CMAJ : Canadian Medical Association Journal. 186. PMC 4049989Acessível livremente. PMID 24778358. doi:10.1503/cmaj.130925 
  4. «Misoprostol in labor induction of term pregnancy: a meta-analysis». Chin Med J (Engl). 117. PMID 15043790 
  5. «High-dose versus low-dose oxytocin infusion regimens for induction of labour at term.». The Cochrane Database of Systematic Reviews. 10. PMID 25300173. doi:10.1002/14651858.CD009701.pub2 
  6. «Mifepristone-induced cervical ripening: structural, biomechanical, and molecular events». Am. J. Obstet. Gynecol. 194. PMID 16647925. doi:10.1016/j.ajog.2005.11.026 
  7. «Relaxin for cervical ripening and induction of labor». Cochrane Database Syst Rev. PMID 11406079. doi:10.1002/14651858.CD003103 
  8. Doheny, K. (2010, June 22). Labor Induction May Boost C-Section Risk. HealthDay Consumer News Service. Retrieved from EBSCOhost.