Patina Miller

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Patina Miller
Nascimento 6 de novembro de 1984 (35 anos)
Pageland, Estados Unidos
Nacionalidade norte-americana
Ocupação Atriz, cantora, dançarina
Principais trabalhos Teatro:
Pippin (2013)
Sister Act (2009)

Patina Renea Miller (Pageland, 6 de novembro de 1984) é uma triple threat (atriz, cantora e dançarina)[1] norte-americana, com a carreira voltada para os palcos e para o teatro musical mas também com incursões no cinema e na televisão. Em 2013, foi premiada com o Tony Award de melhor atriz por seu trabalho na remontagem do clássico musical da Broadway, Pippin.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Nascida e criada numa pequena cidade da Carolina do Sul, num lar de mãe solteira, foi introduzida à música desde a infância e cantava num coral gospel na igreja local. Em 2006 formou-se em teatro musical pela Carnegie Mellon University, que conseguiu cursar por receber uma bolsa de estudos integral.[2] Um ano antes, ainda na faculdade, ela foi uma das três finalistas selecionadas para o papel de "Effie White" em Dreamgirls, que deu a Jennifer Hudson o oscar de melhor atriz coadjuvante.[3] Em 2007, ela estreou na televisão, atuando em trinta capítulos da série All My Children.[4] Em 2008, participou do elenco do musical Romantic Poetry e integrou a montagem pública de Hair no Central Park, feita pela diretora Diane Paulus, que depois estrearia na Broadway com grande sucesso mas sem a participação de Miller que preferiu ir para Londres tentar a sorte de conseguir um papel principal no teatro.

Em Londres, conseguiu o papel principal no musical Sister Act – baseado no filme do mesmo nome de 1992 – "Delores Van Cartier", vivido no cinema por Whoopi Goldberg, e pelo qual foi elogiada por sua performance e nomeada para o Laurence Olivier Award como melhor atriz em musical.[5] Permaneceu no espetáculo até seu encerramento em outubro de 2010 e voltou para Nova York, onde assumiu o mesmo papel na montagem da Broadway, na qual fez sua estreia. Pela sua atuação, Patina recebeu o Theatre World Award, e foi indicada para o Tony, o Drama Desk Award e Outer Critics Circle Award.[6]

Convidada por Diane Paulus, com quem já havia trabalhado em Hair em 2008, Patina então aceitou o maior desafio da carreira, o papel de "Líder da Trupe/Mestre de Cerimônias", criado e consagrado 40 anos antes pelo ator Ben Vereen, na remontagem de Pippin, depois de convencida da ideia de Paulus de que o novo intérprete da personagem deveria ser uma mulher. Ela fez o papel junto com a American Repertory Theater, a companhia de Boston ligada à Universidade de Harvard da qual Paulus é a diretora artística, e depois estrelou também a peça na montagem na Broadway, que estreou em março de 2013; pelo papel ela recebeu o maior prêmio do teatro americano, o Tony Award de melhor atriz em musical.[7]

Depois de deixar o elenco de Pippin em busca de novos projetos, em 2014 estreou no cinema no filme Jogos Vorazes: A Esperança - Parte 1 e filmou também a segunda parte, lançada em 2015.[8]


Referências

  1. Jones, Kenneth and Simonson, Robert.Charlotte d'Amboise Will Star When Sweet Charity Opens on Broadway Arquivado em 5 de junho de 2011, no Wayback Machine. playbill.com
  2. «Patina Miller bio at the Sister Act website». Consultado em 16 de fevereiro de 2015. Arquivado do original em 3 de junho de 2009 
  3. «Pageland blog» Progressive Journal, May 2, 2007
  4. «Patina Miller». Imdb. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  5. Shenton, Mark. «Spring Awakening, Enron and Red Score Big in Olivier Nominations». playbill. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  6. Gans, Andrew. «Pippin Is Big Winner of 2012-13 Outer Critics Circle Awards». playbill. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  7. Purcell, Carey. «Kinky Boots, Vanya and Sonia, Pippin and Virginia Woolf? Are Big Winners at 67th Annual Tony Awards». playbill. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  8. «The Hunger Games Casts Tony Winner Patina Miller As Commander Paylor For Mockingjay Parts 1 & 2!». perezhilton.com. Consultado em 16 de fevereiro de 2015