Patrícia Bastos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Patrícia Bastos
Patrícia em 2014, no 25º Prêmio da Música Brasileira.
Informação geral
Nome completo Patrícia Christiane Guedes Bastos
Nascimento 1970 (48 anos)
Local de nascimento Macapá, Amapá
Brasil
Nacionalidade brasileira
Gênero(s)
Ocupação(ões)
Instrumento(s)
Período em atividade 1997—presente
Gravadora(s) Independente
Afiliação(ões)

Patrícia Christiane Guedes Bastos, mais conhecida como Patrícia Bastos, é uma cantora brasileira nascida em Macapá. Filha do educador Sena Bastos e da cantora Oneide Bastos, Patrícia cresceu em ambiente musical; músicos tradicionais do Amapá frequentavam sua casa. Formada em administração, começou a se dedicar à música aos 18 anos, quando entrou para a Banda Brinds, na qual permaneceu por cinco anos.[1] Participou também de alguns festivais, conquistado prêmios no Festival da Canção Amapaense, em 1997, no Festival Internacional de Goiás (Festsinhá), e no Festival de Tatuí, cidade do interior de São Paulo e desde então, seguiu carreira solo,

Patrícia destaca-se pelo timbre suave e afinação contundente, começou tocando em bares da cidade de Macapá, sua cidade natal, ao lado dos artistas como Zé Miguel, Osmar Júnior e Vanildo Leal. Já se apresentou como participação especial de Nico Rezende, Lô Borges, Biafra, Nilson Chaves e do grupo Boca Livre.[2]

Com o álbum Zulusa (palavra que combina zulu com lusa), lançado em 2013, Patrícia foi premiada em maio de 2014, no 25º Prêmio da Música Brasileira, como melhores disco regional e cantora regional.[1]

O sexto álbum intitulado 'Batom Bacaba', lançado através do edital Natura Musical de 2015 e produzido por Du Moreira e Dante Ozzetti, traz as características musicais da cultura amapaense como o marabaixo, batuque e cacicó, o álbum traz canções oito canções com colaboração de artistas consagrados da região norte. A obra foi lançada em São Paulo, Campinas e em Macapá. Com a obra, Patrícia foi novamente indicada para a 28ª Edição do Prêmio da Música Brasileira de 2017 nas categorias de Melhor Álbum e Melhor Cantora.[3]

Seu álbum Batom Bacaba foi indicado ao Grammy Latino de 2017 de Melhor Álbum de Raizes Brasileiras.[4]

Discografia[editar | editar código-fonte]