Patrícia Godói

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Patrícia Maria Machado Franco de Godói ou posteriormente Patrícia Maria Godói Najar (São Carlos) é uma ex-modelo, advogada e miss famosa após obter o título de Miss Brasil 1991 em São Paulo. É a sétima representante paulista a consagrar-se Miss Brasil e também é conhecida por ser uma veterana em concursos de beleza.

Concursos[editar | editar código-fonte]

Miss Brasil[editar | editar código-fonte]

Com apenas dez candidatas participantes, o certame Miss Brasil 1991 passava por um momento de ostracismo, após a saída do apresentador Silvio Santos a frente da realização e transmissão do certame. Patricia foi eleita em 27 de Abril de 1991 sob a organização da empresária Marlene Brito, que detinha a franquia sob a patente The Most of the Brazilian Beauty.

Miss Universo[editar | editar código-fonte]

Após um ano de ausência no concurso, o Brasil voltava a ser representado na edição de 1991 com a paulista de São Carlos. Patrícia teria sido a primeira das três brasileiras a se classificar nos anos 90, mas parou no 11º lugar empatada com a candidata do Reino Unido, com 8.687 pontos. Vale salientar que apenas as dez mais eram chamadas na final. Naquela noite de 17 de Maio em Las Vegas, a vencedora foi a mexicana Lupita Jones. Apenas a gaúcha Leila Schuster em 1993 e a sul-matogrossense Michela Marchi em 1998 se classificaram no Miss Universo na década de 90.

Outros Concursos[editar | editar código-fonte]

Patrícia conquistou outros títulos internacionais em 1990. Foi a 2ª colocada no Miss América Latina em El Salvador e Reina da La Costa Internacional, na Costa Rica. No ano em que foi eleita Miss Brasil, em 1991, também conquistou o título de Rainha Sul-Americana, na Bolívia. Em 1992 foi eleita Miss Novo Continente, na Venezuela. Por seu carisma e espontaneidade, ganhou várias vezes o título de Miss Simpatia em concursos internacionais.

Atualmente[editar | editar código-fonte]

Patricia foi uma das juradas do concurso que elegeu Joseane Oliveira como Miss Brasil 2002 (meses depois ela perderia o título por estar casada). Em 31 de Janeiro de 2003, Patrícia casou-se com o advogado Carlos Henrique Najar em cerimônia realizada em São Paulo, na Igreja de São Pedro e São Paulo, onde presenças ilustres e misses prestigiaram a cerimônia, como Flávia Cavalcanti, Miss Brasil 1989 e Lupita Jones, Miss Universo 1991, que veio do México especialmente para ser madrinha de casamento de sua amiga. Em 2004, ela e outras 31 ex-misses foram homenageadas na festa dos 50 anos do Miss Brasil, realizada no Credicard Hall.

Formada em Direito em São Paulo, concluiu sua Pós-graduação em 2005, defendendo em sua dissertação de mestrado, na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo com o seguinte tema: "A publicidade abusiva e a proteção da criança, no Código de Defesa do Consumidor". Em 2009 concluiu a especialização em Direito Médico Hospitalar, na Universidade Católica do Salvador (UCSAL). Hoje além de advogar, se dedica a ministrar aulas em faculdades de direito como a UCSAL, e palestras sobre Direito do Consumidor.

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Outras paulistas eleitas Miss Brasil:

  1. Carmen Ramasco (1967)
  2. Sandra Mara Ferreira (1973)
  3. Sandra Guimarães (1974)
  4. Kátia Moretto (1976)
  5. Cássia Silveira (1977)
  6. Ana Elisa Flores (1984)
  7. Patrícia Godói (1991)
  8. Valéria Peris (1994)
Precedido por
Flávia Cavalcanti
Miss Brasil
1991
Sucedido por
Maria Carolina Otto
Precedido por
Adriana Colin
Miss São Paulo
1991
Sucedido por
Flávia Machado