Patrícya Travassos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Patrycia Travassos)
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes confiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. (desde Julho de 2012) Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de a jornalista brasileira, veja Patrícia Travassos (jornalista).
Patrícya Travassos
Patrícya Travassos na estréia do filme Xuxa Gêmeas, em 2006.
Nome completo Patrícia de Resende Travassos
Nascimento 1 de maio de 1955 (62 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade brasileira
Ocupação
Atividade 1977–presente
Cônjuge Evandro Mesquita (c. 1980; d. 1987)
Diduche Worcman (c. 1997; d. 2004)
Liminha (c. 2005; d. 2009)
IMDb: (inglês)

Patrícia de Resende Travassos (Rio de Janeiro, 1 de maio de 1955) é uma atriz, apresentadora, roteirista, escritora e compositora brasileira.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Começou a carreira nos anos 1970, no grupo de teatro Asdrúbal Trouxe o Trombone, ao lado de Regina Casé, Luís Fernando Guimarães, Perfeito Fortuna e Evandro Mesquita, criando e atuando nas peças Trate-me Leão e Aquela Coisa Toda. Nos anos 80, compôs canções e dirigiu os espetáculos da banda de rock Blitz e para outros cantores, como a banda Sempre Livre.[1] Entrou na Rede Globo em 1980 e, durante quatro anos, criou e escreveu Armação Ilimitada, além de ter sido roteirista de TV Pirata, Delegacia de Mulheres, Vida ao Vivo Show, da minissérie Sex Appeal e da telenovela Olho no Olho.

Como atriz, participou de diversas telenovelas da Rede Globo como Brega & Chique (1987), Bebê a Bordo (1988), Vamp (1991), A Próxima Vítima (1995) e As Filhas da Mãe (2001). No teatro, atuou nas peças A Partilha, de Miguel Falabella; Capital Estrangeiro, de Silvio de Abreu; No Escurinho do Cinema, de Luís Carlos Góes; e em 5 x Comédia. No cinema, participou de roteiros de filmes como Lua de Cristal (1990), de Tizuka Yamasaki; O Mentiroso (1988), de Werner Schünemann, e vencedor no Festival de Brasília; Lili, a Estrela do Crime (1988), de Lui Farias; A Hora Mágica (1998), de Guilherme de Almeida Prado; e Xuxa Gêmeas (2006), de Jorge Fernando. Seu primeiro livro chama-se Esse Sexo é Feminino, coeditado pelas editoras Símbolo e O Nome da Rosa. Entre 1997 e 2013 apresentou o programa Alternativa Saúde, no canal GNT ao lado de Cynthia Howlett, e foi cronista da revista Marie Claire. Em abril de 2007, Patricya aceitou o convite do autor Tiago Santiago para participar de Caminhos do Coração, nova telenovela das 22h da Record, que estreou no dia 28 de agosto. Patricya interpretou Irma Mayer, que vive um triângulo amoroso com os irmãos Aristóteles (André D'Biase) e Platão (Ricardo Petraglia), e disputará a herança dos dois após o assassinato do irmão deles, Sócrates (Walmor Chagas). Antes de Patricya, Marília Pêra também recebeu convite para o mesmo papel, porém decidiu renovar seu contrato com a Rede Globo. Em 2017, rodou dois filmes, sendo eles, Mulheres Alteradas com direção de Luis Pereira e Incompatível de Johnny Araújo.[2] Na TV, participou do último episódio da série Cidade Invisível da TV Brasil,[3] aparece na série inédita do Canal Viva, sobre a trupe Asdrúbal Trouxe o Trombone.[4] e grava a terceira temporada da série do Multishow, Treme Treme como a síndica do prédio com estreia pra 2018.[5]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

A atriz mudou seu nome de Patrícia para Patrícya, por sua numerologia. Em 1977 começou namorar o ator e cantor Evandro Mesquita, com quem se casou em 1980 e se separou em 1987.[6] Logo após namorou por dois anos o diretor Euclydes Marinho, com quem teve um filho, Nicolau, nascido em 1989.[7] Em 1995 começou a namorar o produtor polonês Diduche Worcman, com quem se casou em 1997 e faleceu em 2004.[8] Em 2005 começou a namorar e se casou com o produtor musical Liminha, permanecendo com ele até 2009.[9][10]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem / Cargo Nota
1987 Brega & Chique Mercedes
1988 Bebê a Bordo Ester Ladeira
1990 Delegacia de Mulheres Tânia Episódio: "Por um Triz"
1991 Amazônia Francisca
1991 Vamp Mary Ramos Matoso
1993 Olho no Olho Maria Eduarda Fragoso (Duda)
1994; 1998;
1999
Você Decide Sandra / Sueli / Cátia /
Maria Paula / Carolina
Episódio: "O Transplante"
Episódio: "Seios Que Toquei"
Episódio: "Meus Dois Fantasmas"
Episódio: "Numa Sexta-Feira 13: Part 1 e 2"
Episódio: "Oscar Matriz e Filial"
1995 A Próxima Vítima Solange Lopes
1996 Vira-Lata Penélope Rocha ()
1997–13 Alternativa Saúde Apresentadora
2001 As Filhas da Mãe Milagros Quintana
2002; 2003 Os Normais Simone / Drª. Neide Arruda Episódio: "Questionamentos Normais"
Episódio: "Sonho de Uma Noite de Serão"
2003 A Grande Família Neide Episódio: "Seu Floriano Amanheceu Pegando Fogo"
2003 Sítio do Picapau Amarelo Serena[11] Episódio: "Rapunzel"
2004 Sob Nova Direção Ácassia Episódio: "Fast Food é o Que Interessa"
2004; 2006 A Diarista Perua / Verna Camarotto /
Sargentona / Luíza
Episódio: "Sua Excelência, o Ócio"
Episódio: "Baixa Costura"
Episódio: "Aquele do Quartel"
Episódio: "Aquele da Pressa"
2005 A Lua me Disse Geórgia Bogari
2006–07 Minha Nada Mole Vida Lívia
2007 Caminhos do Coração Irma Mayer
2008 Os Mutantes
2010 Ribeirão do Tempo Clóris Fortunato
2013 Nova Família Trapo Dona Gertrudes Especial de fim de ano
2014 Milagres de Jesus Dália Episódio: "A Cura do Filho do Oficial do Rei"
2014 Vitória Valéria Schiller Episódio: "4 de agosto–22 de outubro de 2014"
2015 Acredita na Peruca Glorinha Vandervilha Episódio: "Lembra Do Meu Nome"
Episódio: "Os 7 Pecados De Glorinha"
2016 Lili, a Ex Teresa Motta (Tetê) Episódio: "A Ex-Sogra"
2016 A Secretária do Presidente Madame Clecí[12]
2017 Cidade Invisível Janete
2018–presente Treme Treme Maura Moura (Síndica) Temporada 3

Internet[editar | editar código-fonte]

Ano Título Cargo
2015–16 PatCanal[13] Apresentadora

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Filme Personagens
1983 O Segredo da Múmia Vítima[14]
1989 Lili, a Estrela do Crime Rita
1998 O Mentiroso Carolina
1999 A Hora Mágica Josefa
2006 Xuxa Gêmeas Recepcionista
2007 Podecrer! Mãe de João[15]
2016 Minha Mãe É Uma Peça 2 Lúcia Helena
2017 TOC: Transtornada Obsessiva Compulsiva Lídia Khalil
2018 Mulheres Alteradas
2018 Incompatível Helena

Teatro[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem
1977 Trate-me Leão[16] Regina
1980 Aquela Coisa Toda
1994 Capital Estrangeiro
1997 No Escurinho do Cinema Vilma
2000–02 5X comédia Várias personagens
2003–04 Síndromes, Loucos como Nós Várias personagens
2008–09 Monstra
2012–14 A Partilha Selma

Como autora[editar | editar código-fonte]

Teatro[editar | editar código-fonte]

Ano Titulo
1981 A Incrível História de Nemias Demutcha
1985 Entre Hoje e Amanhã

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Titulo
1985–88 Armação ilimitada[17]
1990–92 TV Pirata[17]
1990 Delegacia de Mulheres[17]
1993 Sex Appeal[17]
1998–99 Vida ao Vivo Show[17]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Esse Sexo É Feminino (2001)
  • Alternativas de A a Z (2003)
  • Monstra e Outras Crônicas da Revista Marie Claire (2006)

Discografia[editar | editar código-fonte]

Composições
Ano Canção Artista Notas
1982 "Volta ao Mundo" BLITZ com Evandro Mesquita, Chacal
1983 "Beth frígida" com Antônio Pedro, Ricardo Barreto, Evandro Mesquita
1984 "Ego Trip" com Evandro Mesquita, Antônio Pedro, Ricardo Barreto
1984 "Eu sou free" Sempre Livre com Ruban
1984 "Mapa da Mina" com Ruban
1984 "Garota Normal" com Ruban
1984 "Esse seu Jeito Sexy de Ser" com Evandro Mesquita e Lui
1984 "Noite de Estréia" Rádio Táxi com Wander Taffo
1984 "Liberal" Roupa Nova com Ruban
1985 "Dançando na Contra Mão" com Ruban
1986 "Cinderela" Ruban com Ruban
1986 "Pagã" Tânia Alves com Ovelar, Baquero
1986 "17 Graus Abaixo De Zero" Evandro Mesquita com Evandro Mesquita e Ari Mendes
1988 "Perfil do Personagem" com Evandro Mesquita e Celso

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Trabalho Resultado Ref
2008 Prêmio Qualidade Brasil Melhor Atriz Coadjuvante Caminhos do Coração Indicado [18]

Referências

  1. «IMMuB - O maior catálogo online da música brasileira». IMMuB. Consultado em 15 de janeiro de 2018 
  2. «Cão Magnus é estrela de comédia romântica que estreia em 2018». Itu. Consultado em 15 de janeiro de 2018 
  3. «TV Brasil apresenta último episódio de Cidade Invisível». TV Brasil. Consultado em 15 de janeiro de 2018 
  4. «Canal Viva estreia a série "Asdrúbal Trouxe o Trombone"». RD1. Consultado em 15 de janeiro de 2018 
  5. «Patricya Travassos estará na terceira temporada de "Treme treme", série do Multishow». RD1. Consultado em 15 de janeiro de 2018 
  6. «Aos 60 anos, Patricya Travassos diz que hoje não precisa mais 'do outro para viver'». UOL. Consultado em 2 de março de 2018 
  7. «No ar em As filhas da Mãe, a atriz lança livro sobre as contradições femininas, narra as peripécias da juventude e conta que comprou uma revista masculina para o filho quando ele tinha nove anos». Terra. Consultado em 2 de março de 2018 
  8. «No ar em As filhas da Mãe, a atriz lança livro sobre as contradições femininas, narra as peripécias da juventude e conta que comprou uma revista masculina para o filho quando ele tinha nove anos». Terra. Consultado em 2 de março de 2018 
  9. «As alternativas de Patricya». Terra. Consultado em 2 de março de 2018 
  10. «Patrícya Travassos e Liminha: separados». Terra. Consultado em 2 de março de 2018 
  11. Patricya Travassos participou do Sítio do Picapau Amarelo, na temporada de 2003, como Serena
  12. Entre sexo e poder, "Secretária do Presidente" critica políticos
  13. «Youtubers fazem sucesso na internet e fora dela - A Tribuna». Atribuna. Consultado em 15 de janeiro de 2018 
  14. Cinemateca Brasileira, O Segredo da Múmia ... participação especial (vítima do Professor) [em linha]
  15. Filme 'Podecrer' é diversão eficiente para o público jovem
  16. «Trate-me Leão (1977), criação coletiva do grupo Asdrúbal Trouxe o Trombone». Memorias da Ditadura. Consultado em 15 de janeiro de 2018 
  17. a b c d e «Trabalhos de Patrycia Travassos como roteirista na TV Globo». Site Patricya Travassos. Consultado em 15 de janeiro de 2018 
  18. «Categoria Televisão - 2008 - Prêmio Arte Qualidade Brasil». Prêmio Qualidade Brasil. Consultado em 15 de janeiro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote
Este artigo sobre uma atriz é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.