Paul Augustin Mayer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Paul Augustin Mayer
Cardeal da Igreja Católica
Presidente emérito da Pontifícia Comissão Ecclesia Dei.
Paul_Augustin_Mayer.jpg
Atividade eclesiástica
Ordem Ordem de São Bento
Diocese Diocese de Roma
Nomeação 2 de julho de 1988
Sucessor Dom Antonio Cardeal Innocenti
Mandato 1988 - 1991
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 25 de agosto de 1935
Nomeação episcopal 8 de setembro de 1971
Ordenação episcopal 13 de fevereiro de 1972
por Papa Paulo VI
Nomeado arcebispo 6 de janeiro de 1972
Cardinalato
Criação 25 de maio de 1985
por Papa João Paulo II
Ordem Cardeal-diácono (1985-1996)
Cardeal-presbítero (1996-2010)
Título Santo Anselmo em Aventino
Brasão
Coat of arms of Paul Augustin Mayer.svg
Lema Congregavit nos in unum Christi amor
Dados pessoais
Nascimento Altötting
23 de maio de 1911
Morte Roma
30 de abril de 2010 (98 anos)
Nome religioso Irmão Augustin Mayer
Nome nascimento Paul Mayer
Nacionalidade alemão
Funções exercidas -Presidente da Congregação Beneditina da Baviera (1968-1971)
-Secretário da Congregação para os Institutos Religiosos e Seculares (1971-1984)
-Prefeito da Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos (1985-1988)
Sepultado Abadia de Metten
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Paul Augustin Mayer OSB (Altötting, 23 de maio de 1911Roma, 30 de abril de 2010) foi um cardeal alemão e presidente emérito da Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos e da Pontifícia Comissão Ecclesia Dei.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Mayer nasceu em Altötting, na Alemanha, que fica perto de Marktl, o berço do Papa Bento XVI. Ele se juntou à Ordem de São Bento na Abadia de São Miguel, Metten, tomando o nome de Agostinho. Ele tinha sua profissão monástica em 17 de maio de 1931. Estudou na Universidade de Salzburgo e no Pontifício Ateneu de Santo Anselmo, em Roma.

Foi ordenado sacerdote em 25 de agosto de 1935. Após sua ordenação, foi membro do corpo docente na abadia de São Miguel de 1937 a 1939. Ensinou no Pontifício Ateneu de Santo Anselmo de 1939 a 1966, atuando como reitor de 1949 até 1966. Ele foi o visitante apostólico dos seminários suíços de 1957 a 1959. Ele serviu como Secretário da Comissão Preparatória do Concílio Vaticano II de 1960 a 1962. Foi eleito abade da Abadia de São Miguel, Metten, Baviera, em 3 de novembro de 1966. Ele recebeu a bênção de Rudolf Graber, bispo de Regensburg. Ele foi nomeado secretário da Congregação para os Institutos Religiosos e Seculares em 8 de setembro de 1971.

Bispo[editar | editar código-fonte]

Como secretário, foi nomeado arcebispo titular de Satrianum pelo Papa Paulo VI em 6 de janeiro de 1972 e foi consagrado em 13 de fevereiro pelo Papa Paulo VI, assistido por Bernardus Johannes Alfrink, cardeal arcebispo de Utrecht e William John Conway. cardeal arcebispo de Armagh. [1] O Papa João Paulo II o nomeou Pro-Prefeito da Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos em 8 de abril de 1984.

Cardinalato[editar | editar código-fonte]

Ele foi criado e proclamado cardeal-diácono de Santo Anselmo em Aventino no consistório de 25 de maio de 1985. Foi nomeado prefeito da Congregação dois dias depois. Ele presidiu a unificação de duas congregações distintas que se uniram sob um nome a partir de 1988. Renunciou à prefeitura em 1 de julho de 1988. Foi nomeado o primeiro Presidente da Pontifícia Comissão Ecclesia Dei no dia seguinte. A comissão pretende retornar à plena comunhão com a Santa Sé, aqueles católicos tradicionalistas que estão em estado de separação, dos quais a Fraternidade Sacerdotal de São Pio X é a principal. Ele perdeu o direito de participar de um conclave, quando completou 80 anos de idade em 1991. Ele renunciou à presidência em 1 de Julho de 1991. Optou pela ordem de padres cardeais e sua diaconia foi elevada Pro hac vice para o título em 29 de Janeiro de 1996.

Ele foi o cardeal vivo mais velho de 2007 até sua morte. Ele morreu em 30 de abril de 2010 em Roma.

Mayer, que teve nove pontificados, morreu em 30 de abril de 2010 e era o cardeal mais antigo na época de sua morte (desde a morte de Alfons Maria Stickler em 2007). [2] Antes do requiem, elogiou o Papa Bento XVI Os méritos de Mayer na preparação do Concílio Vaticano II. [3] Um requiem ocorreu na Basílica de São Pedro em 3 de maio de 2010, chefiado pelo cardeal Decano Angelo Sodano; O Papa Bento XVI levou a bênção do corpo pessoalmente antes. Augustin Mayer foi enterrado na abadia de Metten em 12 de maio de 2010. [4]

Ícone de esboço Este artigo sobre Episcopado (bispos, arcebispos, cardeais) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências

  1. Satrianum (Titular See). Catholic-Hierarchy. Retrieved on 18 December 2009. Predefinição:Self-published source
  2. focus.de: Kardinal Augustin Mayer: Der älteste Kardinal ist tot; Meldung vom 30. April 2010
  3. vgl. Focus-Meldung vom 30. April 2010
  4. Predefinição:Orden

Precedido por
criação
Brasão cardinalício
Cardeal-Presbítero de Santo Anselmo em Aventino
pro hac vice

1985 - 2010
(Cardeal-Diácono: 1985 - 1996)
Sucedido por
Fortunato Baldelli
Precedido por
criação
Brasão da Santa Sé
Presidente da Pontifícia Comissão Pro Ecclesia

1988 - 1991
Sucedido por
Antonio Innocenti
Precedido por
Giuseppe Casoria
Brasão da Santa Sé
Prefeito da Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos

1985 - 1988
Sucedido por
Eduardo Martínez Somalo
Precedido por
Ramón Iglesias Navarri
Brasão arquiepiscopal
Arcebispo Titular de Satriano

1972 - 1985
(Bispo: 1972 - 1984)
Sucedido por
Patrick Coveney
Precedido por
Edward Louis Heston, C.S.C.
Brasão da Santa Sé
Secretário da Congregação para os Institutos Religiosos e Seculares

1971 - 1984
Sucedido por
Vincenzo Fagiolo
Precedido por
Johannes Maria Hoeck, O.S.B.
Brasão da Ordem de São Bento
Presidente da Congregação Beneditina da Baviera

1968 - 1971
Sucedido por
Odilo Lechner, O.S.B.