Paul Modrich

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Paul Modrich
Nascimento 13 de junho de 1946 (73 anos)
Raton, Novo México
Nacionalidade norte-americano
Alma mater Instituto de Tecnologia de Massachusetts, Universidade Stanford
Prêmios Prêmio Pfizer de Química de Enzimas (1983), Prêmio Charles S. Mott (1996), Medalha do prêmio Nobel Nobel de Química (2015)
Campo(s) Bioquímica, genética

Paul Lawrence Modrich (Raton, Novo México, 13 de junho de 1946) é um bioquímico e geneticista estadunidense. Foi laureado com o Nobel de Química de 2015, juntamente com Tomas Lindahl e Aziz Sancar, por estudos mecanicísticos para reparo de DNA.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Modrich cresceu em uma pequena cidade ao norte do Novo México. Estudou no Instituto de Tecnologia de Massachusetts, onde obteve um bacharelado em biologia em 1968. Obteve um PhD em bioquímica em 1973 na Universidade Stanford.

Recebeu o Prêmio Charles S. Mott de 1996. É membro da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos, da Academia de Artes e Ciências dos Estados Unidos e da Academia Nacional de Medicina dos Estados Unidos.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Eric Betzig, Stefan Hell e William Moerner
Nobel de Química
2015
com Tomas Lindahl e Aziz Sancar
Sucedido por
Jean-Pierre Sauvage, Fraser Stoddart e Bernard Feringa