Paul Pietsch

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou seção está a ser traduzido. Ajude e colabore com a tradução.
Paul Pietsch
Informações pessoais
Nacionalidade  Alemanha Alemão
Registros na Fórmula 1
Temporadas 1950 - 1952
Equipes Alfa Romeo
GPs disputados 3 (3 largadas)
Títulos 0
Vitórias 0
Pódios 0
Pontos 0
Pole positions 0
Voltas mais rápidas 0
Primeiro GP Grande Prêmio da Itália de 1950
Último GP Grande Prêmio da Alemanha de 1952

Paul Pietsch (Freiburg, 20 de junho de 1911 - Titisee-Neustadt, 31 de maio de 2012) foi um piloto de Fórmula 1 e publicitário alemão.

Início da Carreira[editar | editar código-fonte]

Nascido em Freiburg, Pietsch começou sua carreira de corredor em 1932 com um Bugatti e um Alfa Romeo próprios.

Correndo com o Alfa Romeo, ele ganhou em 1933 o III Svenska Isloppet, em Hemfjärden, e em 1934, o I Vallentunaloppet em Vellentunasjön.

No GP da Alemanha de 1935 ele correu pela Auto Union, e terminou em terceiro no GP da Itália depois de deixar o time com motores traseiros "difíceis de dirigir". Em 1937 ele pilotou um Maserati próprio. Suas melhores horas foram no GP da Alemanha de 1939, onde ele liderou 2 voltas antes da ignição falhar, o que o fez cair para terceiro. Ainda assim, foi um excelente resultado para um corredor sem patrocinio contra a equipe dominante Silver Arrows.

Fórmula 1[editar | editar código-fonte]

Depois da guerra, ele participou em três temporadas de Fórmula 1, começando em 3 de Setembro de 1950. Ele dirigiu em um Alfa Romeo no GP da Alemanha de 1951, terminando com um acidente. Ele nunca pontuou no campeonato.

Depois da carreira[editar | editar código-fonte]

Depois desse tempo, Pietsch foi um editor de sucesso de revistas de motos e automobilisticas. Sua companhia Motor Presse Stuttgart teve o maior marketing para tecnologia e revistas especiais da Europa.

Em Junho de 2010, Pietsch foi considerado o mais velho Piloto de Fórmula um vivo, com 99 anos e o último piloto sobrevivente da Auto Union. No dia 20 de Junho de 2011, ocorre uma rally na Floresta Negra, entre Freiburg e o Museu da Mercedes em Stuttgart, para comemorar os 100 anos do corredor.