Paul Stanley

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Paul Stanley (ator).
Paul Stanley
Stanley em concerto com o Kiss no Hellfest em 2013
Informação geral
Nome completo Stanley Bert Eisen
Também conhecido(a) como The Starchild
Nascimento 20 de janeiro de 1952 (69 anos)
Local de nascimento Manhattan, Nova Iorque, NI
Estados Unidos
Nacionalidade norte-americano
Gênero(s)
Ocupação(ões)
Progenitores Mãe: Eva Eisen
Pai: William Eisen
Cônjuge Pamela Bowen (c. 1992–2001)
Erin Sutton (c. 2005)
Filho(s)
  • Evan Shane Stanley (n. 1994)
  • Colin Michael Stanley (n. 2006)
  • Sarah Brianna Stanley (n. 2009)
  • Emily Grace Stanley (n. 2011)
Instrumento(s)
Modelos de instrumentos Ibanez PS
Extensão vocal Tenor
Período em atividade 1965-presente
Outras ocupações
Gravadora(s)
Afiliação(ões)
Página oficial paulstanley.com

Stanley Bert Eisen (Nova Iorque, 20 de janeiro de 1952), mais conhecido como Paul Stanley, é o guitarrista, vocalista, compositor, fundador e líder do grupo Kiss. Por mais de quarenta anos, Paul Stanley é considerado como um dos “frontman” mais famosos da história do rock and roll. Ele é o principal compositor, e vocalista principal do KISS, uma das mais influentes e bem sucedidas bandas de rock and roll da história. São de sua autoria alguns dos principais hits da banda, como Love Gun, God of Thunder e Black Diamond. Possui notoriedade por suas atuações vocais e performáticas em canções como Detroit Rock City, “I Was Made for Lovin' You” e “Heaven's on Fire”, além de compor e dar vida a grandes canções romanticas como Reason to Live, Forever e Every Time I Look At You.”

Em 2006 a revista Hit Parader classificou Stanley como o 18º melhor vocalista de heavy metal de todos os tempos. [1] [2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Desde pequeno, Paul ouvia música clássica por intermédio de seus pais, e um de seus passatempos prediletos era assistir programas locais que levavam bandas como The Beatles e Rolling Stones como atrações.

Nos anos 60, Paul conhece um garoto judeu chamado Chaim Witz, logo rebatizado Eugene Klein com nome artístico de Gene Simmons. Eles criam a banda Wicked Lester, que dura poucos anos e dá depois lugar ao grupo Kiss.

Maquiagem de Paul Stanley no grupo Kiss

A história de Paul Stanley se confunde com a história do KISS, por ter dedicado toda sua vida profissional a esta banda. Durante os anos 80, enquanto Gene Simmons deixou a banda em segundo plano para expandir sua influencia como Produtor e Ator em Hollywood, Paul Stanley continuou mantendo o KISS uma banda ativa no cenário musical mundial.

O talento musical de Paul começou desde cedo. Ele sempre sonhou em ser um rock star e é esse um dos motivos dele levar na sua maquiagem a famosa estrela o olho direito. Paul nasceu em Manhattan, Nova Iorque, filho de William e Eve Eisen. Juntamente com a irmã mais velha, a família de Paul se mudou para Queens no início dos anos sessenta, onde seu pai tinha uma espécie de padaria. Ele fez o colegial no Manhattan High School of Music and Art. Após algumas aulas de guitarra, com 13 anos, Paul começou a se envolver em bandas como guitarrista e vocalista.

Diferentemente de Peter Criss (baterista), que curtia jazz e Gene, que amava os Beatles, a maior influência de Paul foi Eddie Cochran.

Sobre suas primeiras bandas, Paul lembra que Incubus (não confundir com a banda de rock alternativo Incubus), foi a primeira banda em que ele tocou, mas considera sua primeira mesmo, Uncle Joe com Matt Rael e Neil Teeman, um trio com dois guitarristas e um baterista (não havia um baixista, pois nenhum dos três conhecia um baixista).

De acordo com Paul, era um pouco mais do que uma banda de garagem. Mais tarde, Paul se juntou com Jon Rael, irmão mais velho de Matt, na banda chamada Post War Baby Boom e teve um envolvimento mais sério desenvolvendo material próprio. Sem dúvida essas bandas nada mais foram do que sonhos de adolescentes limitados a chegar a sair em turnê pelos bares novaiorquinos.

Mesmo assim ele chegou a gravar duas músicas com essas bandas: “Stop, Look, And Listen” e “Never Living, Never Loving”. Depois, Paul tocou com Marty Cohen, Stan Singer e Steve Coronel, mas Tree, era basicamente uma banda que só fazia covers. Após uma longa corrida musical, com Gene Simmons já na história, estavam juntos no Rainbow (não o Rainbow de Ritchie Blackmore), com Steven Coronel. Após algumas metamorfoses a banda se tornou Wicked Lester, com outros membros como: Tony Zarella (bateria) e Brooke Ostrander (teclados). Chegaram a assinar contrato com a gravadora Epic Records para o lançamento de um álbum no começo de 1971 mas nunca foi lançado.

Paul Stanley atuou, de 25 de Março de 1999 até o Halloween daquele mesmo ano, no musical The Phantom of the Opera em Toronto. [3]

Paul já foi casado com Pamela Bowen, com quem tem um filho: Evan Shane Stanley. Em 2001 ela pediu o divórcio. Já em 2005 Paul se casa novamente, com Erin Sutton e com ela ele tem três filhos: Colin Michael Stanley e Sarah Brianna, nascida em 2009, e Emily Grace nascida dia 9 de Agosto de 2011.

Em 2008, Paul Stanley fez uma participação especial na canção "I Will Be With You (Where The Lost Ones Go)", da cantora Sarah Brightman do álbum Symphony.[4]

O ultimo disco de inéditas de Paul Stanley com a banda [KISS] foi o Monster lançado em 5 de Outubro de 2012. A Banda anunciou em 2018 sua turnê de despedida, que foi paralisada devido a pandemia de COVID-19, que será retomada em breve.[5]

Paul Stanley está se dedicando nestes últimos anos a seu novo projeto de musica, a "Paul Stanley's Soul Station", uma banda que toca covers de musicas Soul, R&B, Disco principalmente dos anos 70. Com esta banda, o compositor lançou em 2021 o disco Now And Then. [6]

Discografia[editar | editar código-fonte]

KISS[editar | editar código-fonte]

Solo[editar | editar código-fonte]

Paul Stanley's Soul Station[editar | editar código-fonte]


Bibliografia[editar | editar código-fonte]


Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]