Paul van Buren

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Paul van Buren (1924 - 18 de junho de 1998) foi um teólogo episcopal estado-unidense ligado à assim chamada teologia secular.

Com o lançamento, em 1963, de seu livro "The Secular Meaning of the Gospel" (do inglês, "O significado secular do Evangelho"), van Buren lançou a pergunta que seria o fio condutor de sua teologia: "de que maneira um cristão, que é, ele próprio, um homem secular, pode chegar a compreender o Evangelho de maneira secular?"[1] Esta investigação recebia três influências claras: a teologia de Dietrich Bonhoeffer e de Friedrich Gogarten, e a filosofia analítica de Ludwig Wittgenstein.

Referências

  1. Apud Gibellini, p. 138.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • GIBELLINI, Rosino. A Teologia do Século XX. São Paulo: Loyola, 1998.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um teólogo cristão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.