Paula Mascarenhas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Paula Mascarenhas
Paula Mascarenhas em janeiro de 2017.
37.ª Prefeita de Pelotas
Período 1º de janeiro de 2017
até a atualidade
Vice-prefeito Idemar Barz
Antecessor(a) Eduardo Leite
Vice-prefeita de Pelotas
Período 1º de janeiro de 2013
até 1º de janeiro de 2017
Prefeito Eduardo Leite
Sucessor(a) Idemar Barz
Dados pessoais
Nascimento 8 de fevereiro de 1970 (48 anos)
Pelotas, Rio Grande do Sul
Alma mater Universidade Federal de Pelotas
Partido PSDB (2016-atualidade)
PPS (antes de 2016)

Paula Schild Mascarenhas (Pelotas, 8 de fevereiro de 1970) é uma professora e política brasileira, filiada ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). Desde janeiro de 2017, é prefeita de Pelotas, a terceira cidade mais populosa do Rio Grande do Sul. Anteriormente, foi vice-prefeita de Pelotas, e trabalhou como professora universitária e assessora política.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Paula nasceu em 8 de fevereiro de 1970 em Pelotas, no sul do Rio Grande do Sul.[1] Caçula de uma família de três irmãos, é filha de Fernando Otávio, agricultor e pecuarista, já falecido, e de Maria Helena, psicóloga.[2] Paula estudou em escolas tradicionais do município, como o Instituto de Educação Estadual Assis Brasil e o Colégio Gonzaga. Ela graduou-se aos vinte anos de idade em Letras com habilitação em literatura francesa pela Universidade Federal de Pelotas. Em 1998, concluiu um Mestrado em Letras pela UFPel.[3] Posteriormente, completou um Doutorado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.[4]

Em 1993, tornou-se professora adjunta da UFPel.[5] Em 1999, elegeu-se a primeira presidente do Instituto João Simões Lopes Neto, permanecendo no cargo por nove anos. Ainda no mesmo ano, convidada por Bernardo de Souza, Paula assumiu a assessoria de cultura e educação do deputado na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. Durante sete anos, foi o braço direito de Bernardo.[2] Neste período, foi coordenadora da bancada do PPS na Assembleia Legislativa de 2000 a 2004 e chefe de gabinete de Bernardo, enquanto ele era prefeito de Pelotas, de 2005 a 2006.[5]

Em 2012, Paula foi eleita vice-prefeita de Pelotas pelo PPS, tendo o tucano Eduardo Leite como o candidato a prefeito. Contrário à reeleição, Eduardo não candidatou-se novamente em 2016 e Paula ocupou seu lugar como a candidata governista. Com o apoio oficial de onze partidos, fez uma campanha baseada na continuidade, usando o slogan "A mudança não pode parar". Em 2 de outubro, Paula foi eleita prefeita com 59,86% dos votos, tornando-se a primeira mulher a ser eleita para comandar o executivo municipal e a primeira pessoa eleita no primeiro turno desde que o sistema de dois turnos foi instituído.[6][7]

Referências

  1. «Paula Mascarenhas 45». Eleições 2012. Consultado em 14 de janeiro de 2017. 
  2. a b «Eduardo 45 vence o segundo turno de Pelotas e é o novo prefeito». Jornal Tradição. 28 de outubro de 2012. Consultado em 14 de janeiro de 2017. 
  3. «Eduardo 45 vence o segundo turno de Pelotas e é o novo prefeito». Jornal Tradição. 28 de outubro de 2012. Consultado em 14 de janeiro de 2017. 
  4. «Paula Mascarenhas será candidata à prefeitura de Pelotas pelo PSDB». Diário Popular. 23 de julho de 2016. Consultado em 14 de janeiro de 2017. 
  5. a b «Conheça os oito candidatos à Prefeitura de Pelotas, RS». G1. 30 de setembro de 2016. Consultado em 14 de janeiro de 2017. 
  6. Fábio Schaffner (2 de outubro de 2016). «Pelotas elege Paula Mascarenhas (PSDB) no primeiro turno». Zero Hora. Consultado em 14 de janeiro de 2017. 
  7. «Paula Mascarenhas é eleita a primeira prefeita de Pelotas». Prefeitura de Pelotas. 3 de outubro de 2016. Consultado em 14 de janeiro de 2017. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Eduardo Leite
Prefeita de Pelotas
2017 — atualmente
Sucedido por
'