Pauliana Valente Pimentel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Pauliana Valente Pimentel
Nascimento 1975 (46 anos)
Lisboa
Cidadania Portugal
Alma mater Sociedade Nacional de Belas Artes, Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian
Ocupação fotógrafa, fotojornalista
Prêmios Prémio Autores
Página oficial
http://www.paulianavalentepimentel.com/

Pauliana Valente Pimentel (Lisboa, 1975), é uma fotógrafa portuguesa que ganhou o Prémio Autores de 2015 de Melhor Trabalho Fotográfico, na categoria Artes Visuais, concedido pela Sociedade Portuguesa de Autores.[1][2][3][4][5][6]

Percurso[editar | editar código-fonte]

Pauliana Valente Pimentel nasceu na cidade de  Lisboa em 1975. Estudou na Sociedade de Belas Artes em Lisboa e formou-se em Geologia na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, onde trabalhou como investigadora.[7][6][4][4][3]

O seu percurso enquanto fotografa inicia-se em 1999, altura em que fez workshops internacionais com fotografos conceituados entre eles David Alan Harvey, conhecido pelas as suas fotografias para a National Geographic e a Agência Magnum.[7]

Em 2005 frequentou o programa da fundação Calouste  Gulbenkian Creativity and Artistic Creation na área da fotografia[3][7][4].

Fez parte do colectivo Kameraphoto que imitava o modelo da Agência Magnum e que em 2014 fechou portas devido a dificuldades financeiras. [8][9][10]

Em 2016 fundou com outros fotógrafos o colectivo  the “N’WE” collective, entre eles encontravam-se: Céu Guarda, Sandra Rocha, Guillaume Pazat, João Pina, Martim Ramos, Jordi Burch, Valter Vinagre, Augusto Brázio e Nelson D’Aires. Através do colectivo fotografaram em Portugal a instabilidade politica, económica, entre outros temas.[2]

Publicou o seu primeiro livro 2009, VOL I, e  em 2011 a Gulbenkian publicou o  livro Caucase, Souvenirs de Voyage, onde ela e Sandra Rocha recriam através da fotografia a viagem de Calouste Gulbenkian ao Caucáso. [11][12]

Em 2018, a coreografa Vânia Rovisco inspirou-se num video gravado por seu para criar uma coreografia que foi apresentada no Teatro Micaelense durante o festival Walk & Talk na Ilha de São Miguel nos Açores, onde Pauliana também expôs e realizou uma residência artística[13][2].

Expôs em vários vários países, nomeadamente Portugal, Reino Unido, Itália, Bélgica, Grécia, Turquia, Marrocos, Cabo Verde, Dubai, entre outros. Em Portugal expôs no Porto nos Maus Hábitos, na Ilha de São Miguel (Açores) no âmbito do festival Tremor[7][4][6][14][2]

Obra[editar | editar código-fonte]

Selecção de exposições individuais: [6][4][7][5][15][editar | editar código-fonte]

2020 - "Quel Pedra" na Sala Damião de Góis da Embaixada de Portugal em Bruxelas

2019 - "A Vida é Feita de Likes", na Pequena Galeria, Lisboa

2019 - "Ask the Kids" no Maus Hábitos, Porto

2019 - "Empty Quarter #2 (Rub Al’Khali)", na Galeria sala 117, no Porto

2016 - “Rub al`Khali” (Empty Quarter) no o-apartamento, Lisboa

2016 - “Quel Pedra” no Novobanco Arte Contemporânea

2016 - “The Passenger” na Bienal de Vila Franca de Xira (Museu Municipal de Vila Franca de Xira), curadoria por David Santos [16]

2016 - “QUEL PEDRA” no Museu Berardo, CCB – nomeação para o Premio Novobanco photo

2016 - “The Behaviour of being” na Galeria das Salgadeiras em Lisboa. [17]

2015 - Jovens de Atenas na Galeria das Salgadeiras, Lisboa.

2014 - “THE PASSENGER” no Tivoli hotel em Lisboa.

2014 - “Jovens de Atenas / Youth of Athens” em Atenas, no “Melina Cultural Center”, Grécia

2013 - “Jovens de Atenas / Youth of Athens” em Lisboa, na Galeria Boavista

2013 - “The chroniclers nights” em Londres, com o trabalho “Ferreirinha”, Reino Unido

2013 - “No Reino de Vénus” em Mindelo, Cabo-Verde no âmbito do primeiro Encontro Internacional de Fotografia de Cabo Verde

2013 - “Tansiberic love” (adaptação do livro de Raquel Freire, editado pela Divina Comédia)

2012 - “Cosmic Underground” – B61 Instytut, Poland. Capital Europeia da Cultura; Caldas da Rainha e Guimarães

2012 - “Confessionário”, On.Off – Laboratório de Criatividade Urbana, Sweet and Tender Collaborations, Guimarães, Capital Europeia da Cultura

Filmografia[editar | editar código-fonte]

2011 - Diz-se que Portugal é um bom país para se viver

2012 - Jovens de Atenas (Youth of Athens)[18]

2014 -  Entre Nous, co-realizado por Pauliana e Hélène Veiga Gomes [19][20][21]

2014-  Quel Pedra [22]

2017- Al Bidayer [7]

Livros[editar | editar código-fonte]

2009 - ‘VOL I’, pela editora Pierre von Kleist [23][24]

2011- ‘Caucase, Souvenirs de Voyage’, pela Fundação Calouste Gulbenkian [25]

2012 - Celebrar a Dança em Dias do Meu Tempo, livro sobre a bailarina e coreógrafa Anna Mascolo [26]

2013 - Grandes Lições (Grandes Lições, #1) (co-autora) [27]

2013 - EDEN BY, livro editado pelo colectivo Kameraphoto, que reune fotografias de: Augusto Brázio, Céu Guarda, Nelson d’Aires, João Pina, Jordi Burch (sobre imagens do arquivo municipal de lisboa), Pauliana Valente Pimentel, Sandra Rocha e Valter Vinagre - ISBN: 978-989-96380-4-4

2018 - “Quel Pedra” pela Camera Infinita [28]

2019  -“O Narcisismo das Pequenas Diferenças” pelo Arquivo Municipal Fotográfico de Lisboa [7]

Reconhecimentos e Prémios[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Sociedade Portuguesa de Autores». www.spautores.pt. Consultado em 12 de outubro de 2020 
  2. a b c d «Tremor: Pauliana Valente Pimentel e a juventude de São Miguel». www.sabado.pt. Consultado em 12 de outubro de 2020 
  3. a b c «Pauliana Valente Pimentel». Walk&Talk Azores. Consultado em 12 de outubro de 2020 
  4. a b c d e f Pimentel, Pauliana Valente. «biography | Pauliana Valente Pimentel». Consultado em 12 de outubro de 2020 
  5. a b https://visao.sapo.pt/visaose7e/ver/2019-08-23-Ask-The-Kids-Retrato-de-uma-nova-geracao-do-Porto-pela-lente-de-Pauliana-Valente-Pimentel/
  6. a b c d Neumann (8 de janeiro de 2020). «Comunidade transgénero do Mindelo é tema de exposição em Bruxelas». e-Global. Consultado em 12 de outubro de 2020 
  7. a b c d e f g Coffeepaste (9 de dezembro de 2019). «Pauliana Valente Pimentel - Entrevista». Coffeepaste. Consultado em 12 de outubro de 2020 
  8. Gomes, Sérgio B. «Ponto final no colectivo Kameraphoto». PÚBLICO. Consultado em 12 de outubro de 2020 
  9. «Gráfico animado: Volta ao mundo em fotografia». Jornal Expresso. Consultado em 12 de outubro de 2020 
  10. a b «Pauliana Valente Pimentel - Snapshot. No Atelier de... | ARTECAPITAL.NET». artecapital.net. Consultado em 14 de outubro de 2020 
  11. «Pauliana Valente Pimentel | Umbigo». umbigomagazine.com. Consultado em 12 de outubro de 2020 
  12. «SIC Notícias | Livro de viagem de Gulbenkian ao Cáucaso inspira projecto de jovens fotógrafas». SIC Notícias. Consultado em 12 de outubro de 2020 
  13. «Talk about - Fotografia de Autor». Walk&Talk Azores. Consultado em 12 de outubro de 2020 
  14. Henriques, Ana Maria. «No Dubai, "tudo se reinventa" — e Pauliana retratou um país "surreal"». PÚBLICO. Consultado em 12 de outubro de 2020 
  15. a b Neumann (8 de janeiro de 2020). «Comunidade transgénero do Mindelo é tema de exposição em Bruxelas». e-Global. Consultado em 12 de outubro de 2020 
  16. Andrade, Sérgio C. «Observar, fotografar e arquivar em Vila Franca de Xira». PÚBLICO. Consultado em 14 de outubro de 2020 
  17. «LISBOA - "The behaviour of being" Pauliana Valente Pimentel na Galeria das Salgadeiras». Consultado em 14 de outubro de 2020 
  18. «Encontros da Imagem 2013». Issuu (em inglês). Consultado em 12 de outubro de 2020 
  19. «Filme "Entre Nós" estreia em Paris e Lisboa, nos bairros em que foi rodado». Cardápio. Consultado em 12 de outubro de 2020 
  20. «Projeto». Projeto. Consultado em 14 de outubro de 2020 
  21. «Vous avez cherché entre nous». Les Écrans documentaires (em francês). Consultado em 14 de outubro de 2020 
  22. Magazine, Burn (9 de agosto de 2018). «Pauliana Valente Pimentel – Quel Pedra (THAT STONE)». burn magazine (em inglês). Consultado em 12 de outubro de 2020 
  23. «VOL.I by Pauliana Valente Pimentel». Pierre von Kleist editions. Consultado em 12 de outubro de 2020 
  24. «Vol. I». www.goodreads.com. Consultado em 12 de outubro de 2020 
  25. «Caucase. Souvenirs de voyage». Fondation Calouste Gulbenkian Paris (em francês). Consultado em 12 de outubro de 2020 
  26. «Celebrar a Dança em Dias do Meu Tempo». www.almedina.net. Consultado em 12 de outubro de 2020 
  27. «Grandes Lições (Grandes Lições, #1)». www.goodreads.com. Consultado em 12 de outubro de 2020 
  28. Almeida, José De (16 de dezembro de 2017). «Quel Pedra (That Stone)». Camera Infinita (em inglês). Consultado em 12 de outubro de 2020 
  29. a b «Pauliana Valente Pimentel». Walk&Talk Azores. Consultado em 12 de outubro de 2020 
  30. Gomes, Sérgio B. «Pauliana Valente Pimentel, Mónica Miranda e Félix Mula finalistas do Novo Banco Photo». PÚBLICO. Consultado em 12 de outubro de 2020 
  31. PÚBLICO. «O diário de Pauliana Valente Pimentel no Instagram está agora na galeria». PÚBLICO. Consultado em 12 de outubro de 2020 
  32. Dazed (7 de dezembro de 2018). «The 20 best photos of 2018». Dazed (em inglês). Consultado em 12 de outubro de 2020 
  33. «Entrevista a Pauliana Valente Pimentel: "Tens de viver cada fotografia que fazes"». Gerador. 28 de fevereiro de 2019. Consultado em 12 de outubro de 2020 
  34. «Pauliana Valente Pimentel | Umbigo». umbigomagazine.com. Consultado em 12 de outubro de 2020 
  35. Fuentes, Carlos (2008). Los últimos de Cuba (em espanhol). [S.l.]: Ediciones IDEA 
  36. «Artista - Pauliana Valente Pimentel». salgadeiras.outsystemscloud.com. Consultado em 12 de outubro de 2020 
  37. Coffeepaste (9 de dezembro de 2019). «Pauliana Valente Pimentel - Entrevista». Coffeepaste. Consultado em 12 de outubro de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]