Pauline Marois

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A Honorável
Pauline Marois
MNA
30º primeiro-ministro do Quebec
Período 19 de setembro de 201207 de abril de 2014
Antecessor(a) Jean Charest
Sucessor(a) Philippe Couillard
Líder da Oposição
Período 9 de dezembro de 2008
a 19 de setembro de 2012
Antecessor(a) Mario Dumont
Sucessor(a) Jean-Marc Fournier
Membro da
Assembleia Nacional de Quebec
Período 24 de setembro de 2007 – presente
Chefe do
Partido Quebequense
Período 26 de junho de 2007 – presente
Antecessor(a) André Boisclair
Vida
Nome completo Pauline Marois
Nascimento 29 de março de 1949 (67 anos)
Quebec, Quebec,  Canadá
Dados pessoais
Alma mater Universidade Laval, HEC Montreal
Marido Claude Blanchet
Partido PQ
Religião Ateísmo[1]
Profissão assistente social, funcionária pública

Pauline Marois (Quebec, 29 de março de 1949) é uma política quebequense, quem foi a trigésima pessoa em ser primeiro-ministra do Quebec. Foi tambem líder do Partido Quebequense, representando o distrito eleitoral de Charlevoix–Côte-de-Beaupré

Nasceu em Quebec, filha de Marie-Paule e Grégoire Marois[2]. Possui bacharelado em serviço social pela Universidade Laval, bem como mestrado em administração pela HEC Montreal. Durante a década de 1970 foi porta-voz do então ministro das finanças Jacques Parizeau. Foi também professora na Université du Québec no campus Outaouais.

Foi eleita pela primeira vez para a Assembleia Nacional de Quebec em 1981. Foi nomeada pelo então Premier, René Lévesque, ao cargo de Ministra da Condição da Mulher. Em 1983, foi nomeada Ministra do Trabalho.

Em setembro de 2012, seu partido foi vitorioso nas eleições gerais provinciais, tornando-se então a primeira mulher a ocupar o cargo de Primeira-Ministra na história do Quebec.[3]

Após 19 meses no cargo, Marois anunciou que as eleições seriam realizadas novamente para renovar os 125 lugares na Assembleia Nacional. Estas eleições foram vistas como um prelúdio provável de um referendo sobre a questão da independência Quebec. Neste cenário, se o PQ ganhasse, esperou-se que o partido eo governo teria mais apoio para montar e fomentar uma campanha pela independência.

O Partido Liberal de Quebec ganhou as eleições de 2014 Quebecois, o que significou que Philippe Couilliardo seria o novo Primeiro-Ministro. Marois renunciou a liderança do PQ, e indicou sua saida iminente da vida pública por causa dos resultados horrendos das eleições. O PQ experimentou uma das piores resultados políticos em sua história - o pior desde a sua fundação. Estas eleições conduziram a redução da influência dos movimentos de independência na região.

Referências

  1. Noémie Mercier (2012-09-12). «Le jour où Pauline Marois est devenue Première ministre» L'Actualité [S.l.] Consultado em 2012-12-06.  (Page 3)
  2. «Marois officially enters PQ leadership race». CBC News [S.l.: s.n.] May 13, 2007. 
  3. Premier-designate Marois promising to push her agenda, with caution. The Canadian Press, consultado em 5 de setembro de 2012.


Precedido por
Jean Charest
Primeiro-ministro do Quebec
2012 - 2014
Sucedido por
Philippe Couillard
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.