Paulo André de Oliveira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Paulo André de Oliveira
Informações pessoais
Nome completo Paulo André Camilo de Oliveira
Modalidade Atletismo
Nascimento 20 de agosto de 1998 (23 anos)
Santo André, Brasil
Nacionalidade Brasil brasileiro
Medalhas
Mundial de revezamentos
Ouro Yokohama 2019 4x100m
Jogos Pan-Americanos
Ouro Lima 2019 4x100 m
Prata Lima 2019 100 m
Universíada
Ouro Nápoles 2019 100 m
Ouro Nápoles 2019 200 m

Paulo André Camilo de Oliveira (Santo André, 20 de agosto de 1998) é um atleta brasileiro.[1] Nos 100m rasos, é semifinalista olímpico de 2020 e mundial de 2019, e ganhou a prata no Pan 2019. Em 2019, conseguiu correr a prova em 9s90, com ajuda do vento; seu recorde pessoal é de 10s02.

É filho do ex-velocista Carlos José Camilo de Oliveira, que representou o Brasil em competições nos anos 80. Nascido em Santo André-SP, começou no atletismo no projeto de iniciação esportiva Campeões do Futuro, montado pelo seu pai em Vila Velha-ES. Começou a se destacar ao participar da equipe do Brasil que venceu o Mundial de Revezamentos de 2019, disputado em Yokohama, Japão, com a marca de 38s05. Na Universíada de Verão de 2019, realizado em Nápoles, Itália, ganhou dois ouros nos 100m e 200m rasos. Venceu os 100m rasos com a marca de 10s09. [2]

Em 2016 sua melhor marca nos 100m rasos era 10s26,onde foi sua primeira competição; evoluindo para 10s08 em 2017. Em 14 de setembro de 2018, ele obteve pela primeira vez a marca de 10s02, a 2ª melhor marca da História do Brasil nos 100m rasos, perdendo apenas para Robson Caetano, com 10s cravados. Ele repetiu o tempo de 10s02 em abril de 2019. [3]

Nos Jogos Pan-Americanos de 2019, realizados em Lima, Peru, ele obteve a medalha de prata nos 100m rasos, prova onde o Brasil não ganhava medalha desde 1999,[4] e o ouro no revezamento 4x100m rasos do Brasil.[5]

Em agosto de 2019, no Troféu Brasil, ele venceu os 100m rasos com a marca de 9s90, que só não foi validada como novo Recorde Sul-Americano por ter sido obtida com vento de +3,2 m/s (o limite é +2 m/s). [6]

No final de setembro de 2019, ele foi ao Campeonato Mundial de Atletismo, em Doha, Qatar, onde venceu a eliminatória dos 100m rasos com a marca de 10s11. A última vez que um Brasileiro havia ido à semi do Mundial nesta prova, foi em Gotemburgo 1995.[7] Ficou a apenas 0,03s de se classificar pra final: terminou em 12º no geral, com a marca de 10s14 nas semis, enquanto que o 8º e último classificado pra final obteve 10s11.[8][9]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Notas Ref.
2022 Big Brother Brasil Participante Temporada 22 [10]

Referências