Paulo Laymann S. J.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Paulo Laymann)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou seção está a ser traduzido. Ajude e colabore com a tradução.

Paulo Laymann (Arzl (Innsbruck), 1574Constança, 13 de novembro de 1635) foi um jesuíta austríaco e importante e famoso teólogo católico moralista do seu tempo.

Estudou Direito na Universidade de Ingolstadt, após o que ingressou na Companhia de Jesus em 1594, foi ordenado presbítero em 1603, ensinou filosofia na mesma universidade em 1603-9, Teologia moral na residência dos Jesuítas em Munique de 1609–25, e Direito Canônico na Universidade de Dillingen de 1625-32. Faleceu de peste bubônica.

Foi um dos maiores moralistas e canonistas do seu tempo, e um escritor abundante sobre temas filosóficos, morais e jurídicos. A mais importante das suas 33 produções literárias é um Compêndio de teologia moral Theologia moralis em quinque libros partita (Munique, 1625), dos quais uma segunda edição ampliada, em seis volumes, apareceram em 1626 no mesmo lugar. Até o segundo trimestre do século XVIII, foi editado repetidamente (última edição, Mainz, 1723), e foi amplamente usado como um livro-texto nos seminários.

A sua obra sobre Direito Canônico Jus Canonicum seu Commentaria in libros decretales (3 vols., Dillingen, 1666–98), foi publicada após a sua morte.

Ligação externa[editar | editar código-fonte]

Vide também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa religiosa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.