Paulo Moura

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Paulo Moura
Informação geral
Nascimento 17 de Fevereiro de 1932
Origem São José do Rio Preto, SP
País Brasil Brasil
Data de morte 12 de julho de 2010 (77 anos)
Gênero(s) instrumental, jazz, swing, choro, samba, música instrumental
Instrumento(s) clarinete,saxofone
Página oficial Paulo Moura

Paulo Moura (São José do Rio Preto, 17 de fevereiro de 1932 [1] - Rio de Janeiro, 12 de Julho de 2010) foi um compositor, arranjador, saxofonista e clarinetista brasileiro de choro, samba e jazz.

Moura era considerado um dos principais nomes da música instrumental do Brasil.[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Paulo Moura fez muitas parcerias com a cantora Maysa de 1969 a 1975. Em shows na Boate Igrejinha, e no Especial da Tv Cultura "Maysa Estudos".

Em 1982, compôs a trilha sonora do filme O Bom Burguês, dirigido por Oswaldo Caldeira.

Em 2005 fez turnê nacional e internacional do espetáculo Homenagem a Tom Jobim, ao lado de Armandinho, Yamandú Costa e Marcos Suzano.

Participou do documentário Brasileirinho, do finlandês Mika Kaurismaki, que em 2005 foi uma das atrações da mostra Fórum do Festival de Berlim. Sua última apresentação foi no Copacabana Palace em um evento da Sachal Records.

O músico estava internado na Clínica São Vicente, no Rio de Janeiro, desde o dia 4 de julho com um linfoma (câncer do sistema linfático), e faleceu 8 dias depois.[3]

Em 2011, um ano após sua morte, é lançado a biografia "Paulo Moura - Um Solo Brasileiro" de Halina Grynberg, sua esposa por 26 anos, que escreveu o livro baseado em entrevistas que ela fez com Paulo Moura.

Em 2012 é lançado o CD Paulo Moura & André Sachs "Fruto Maduro" pela gravadora Biscoito Fino , com dez musicas inéditas, um de seus ultimos trabalhos autorais. resultado de uma parceria entre os dois músicos que começou em 2004 e duraria até os momentos finais do maestro. A ultima gravação registrada no disco foi feita em 25 de marco de 2010, alguns meses antes do falecimento de Paulo. No dia 21 de Junho de 2012, é inaugurado o Teatro Paulo Moura, um dos maiores e mais bem equipados teatros do interior de São Paulo em São José do Rio Preto, terra natal do músico. Em 2013 o CD Paulo Moura e André Sachs "Fruto Maduro" recebeu, duas indicações para o 24.o Premio da Música Brasileira (Melhor Album Instrumental - André Sachs (produtor) e Melhor Solista - Paulo Moura ).

Composições[editar | editar código-fonte]

  • Ao velho Pedro
  • Cadenguê (com Maria Vasco)
  • Dia de comício
  • Diálogo (Para a Paz Mundial) (com Alex Meireles)
  • Dois sem Vergonha (com Wagner Tiso)
  • Domingo no Orfeão Portugal
  • Festas da Xica
  • Fibra (com Eloir de Morais)
  • Folia Nordestina (com Alex Meireles)
  • Guadeloupe
  • Linda
  • Mandrake (com Wagner Tiso)
  • Mulatas, etc e tal
  • Rio Negro (com Jorge Degas)
  • Rio Nocturne (com Maria Vasco)
  • Tarde de Chuva
  • Tempos Felizes
  • Tumbalele (com Wagner Tiso)
  • Andina (com André Sachs)
  • Chorinho pra Mignone (com André Sachs)
  • Macunaíma (com André Sachs)
  • Coquetel (com André Sachs & Benita Michahelles)

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • (1956) Moto Perpétuo - Columbia 78
  • (1956) Paulo Moura e sua Orquestra para Bailes - Sinter LP
  • (1959) Paulo Moura interpreta Radamés Gnattali - Continental LP
  • (1960) Tangos e Boleros - Chantecler LP
  • (1968) Paulo Moura Hepteto - Equipe Novo Esquema LP, CD
  • (1969) Paulo Moura Quarteto - Equipe LP
  • (1971) Fibra - Equipe LP
  • (1976) Confusão Urbana, Suburbana e Rural - RCA Victor LP
  • (1977) O Fino da Música - RCA Pure Gold LP (Com "Canhoto" e seu Regional, Fina Flor do Samba, Raul de Barros e Conjunto Atlântico)
  • (1977) Choro na Praça - Elektra/WEA LP (Com Waldir Azevedo, Zé da Velha, Abel Ferreira, Copinha e Joel Nascimento)
  • (1977) Altamiro Carrilho, Abel Ferreira, Formiga e Paulo Moura interpretam Vivaldi, Weber, Purcell e Villa-Lobos - Som Livre LP
  • (1982) Consertão - Kuarup LP, CD (Com Elomar, Arthur Moreira Lima e Heraldo do Monte)
  • (1983) Mistura e Manda - Kuarup LP, CD
  • (1983) Clara Sverner e Paulo Moura - EMI-Angel LP
  • (1984) Encontro - Paulo Moura (sax), Clara Sverner (piano), Turíbio Santos (violão) e Olívia Byington (voz) - Kuarup LP
  • (1985) Brasil Instrumental - Sax, Violão, Cello & Trombone - Kuarup LP
  • (1986) Gafieira etc & tal - Kuarup LP
  • (1986) Vou vivendo - EMI-Odeon LP
  • (1987) Quarteto Negro - Kuarup LP, CD
  • (1988) Clara Sverner e Paulo Moura interpretam Pixinguinha - CBS LP
  • (1991) Paulo Moura e Ociladocê interpretam Dorival Caymmi - Chorus/Som Livre CD
  • (1992) Dois irmãos - Caju Music CD (Com Raphael Rabello)
  • (1992) Rio Nocturnes - Messidor/Continental CD
  • (1993) Instrumental no CCBB - Tom Brasil CD
  • (1996) Brasil Musical. Série Música Viva - Tom Brasil CD
  • (1998) Pixinguinha - Velas CD
  • (1999) Mood Ingenuo: Pixinguinha meets Duke Ellington - The Paulo Moura & Cliff Korman Duo - Jazzheads CD
  • (2000) Paulo Moura visita Gershwin & Jobim - Pau Brasil CD
  • (2003) Estação Leopoldina - Rádio MEC CD
  • (2004) El Negro del Blanco - Biscoito Fino CD (Com o violonista Yamandú Costa)
  • (2006) Dois Panos para Manga - (Com o compositor e pianista João Donato)
  • (2010) Alento" - Biscoito Fino CD ( Com o grupo Teatro do Som)
  • (2012) Fruto Maduro ( Com André Sachs )

Participações em álbuns de outros músicos:

Referências

  1. Biografia
  2. Folha de S.Paulo. (13 de julho de 2010). Clarinetista Paulo Moura morre aos 77.
  3. Vivian Oswald (12/07/2010). Morre o músico Paulo Moura, no Rio. O Globo.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]