Paulo Querido

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo.
Por favor, adicione mais referências inserindo-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Paulo Querido
Nome completo Paulo Manuel Carreira Querido
Nascimento 5 de junho de 1960 (56 anos)
Faro
Nacionalidade Portugal portuguesa
Ocupação Jornalista e Escritor
Página oficial
http://paulo.querido.pt/

Paulo Manuel Carreira Querido é um empreendedor web e estuda Inteligência Artificial. Teve uma carreira de 3 décadas como jornalista e foi consultor de media. Português, é autor de vários sítios, livros e projectos. Já colaborou em várias comunicações relacionadas com o advento da Internet e social media.

Actividade jornalística[editar | editar código-fonte]

  • De 1981 a 1985, foi jornalista de quadro do jornal trissemanário desportivo Gazeta dos Desportos.
  • De 1984 a 1985, foi editor do primeiro suplemento regular de informática, Bit-Bit» (do jornal Diário Popular).
  • Em 1985, foi fundador da estação radiofónica Rádio Clube de Loulé, que durou 3 anos.
  • De 1985 a 1988, foi colaborador do jornal Diário Popular, colaborador da estação radiofónica Rádio Algarve, chefe de redacção da estação radiofónica Rádio Clube de Loulé e colaborador-correspondente do jornal trissemanário desportivo Gazeta dos Desportos.
  • De 1988 a 1989, foi jornalista de quadro/consultor do sistema informático editorial do jornal Diário Popular e colaborador permanente do jornal semanário Pasquim.
  • De 1989 a 1996, foi jornalista de quadro do jornal semanário Expresso.
  • De 1996 a 1997, foi chefe de redacção do jornal Correio Informático/Computerworld e colaborador permanente do jornal semanário Expresso.
  • De 2000 a 2001, foi editor de conteúdos da revista informativa na Internet Recortes.
  • Em 2002, tornou-se colaborador permanente do jornal semanário Expresso, actividade que deixou em Julho de 2009.
  • Entre 2011 e 2014 manteve uma colaboração diária nas edições papel e online do Jornal de Negócios.

Actividade empresarial[editar | editar código-fonte]

  • Fundador da empresa «Pauloquerido.com, Unipessoal, Lda».
  • Co-criador do sistema de alojamento de blogues Weblog.com.pt.

Actividade na web[editar | editar código-fonte]

  • Editou a newsletter Hoje[1]
  • Fundador do jornal digital Diário 2.
  • Produz aplicações para sites de informação, nomeadamente os portugueses Jornal de Negócios (Tópicos) e Correio da Manhã (Palavras-chave) e a belga RTL (Topics).

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Autor do Livro Homo Conexus - O Que nos Acontece depois de Estarmos Ligados à Internet - editado pela «Editora Centro Atlântico, cuja primeira edição data de Março de 1998[2].
  • Autor do Livro Amizades Virtuais, Paixões Reais - editado pela Editora Centro Atlântico, cuja primeira edição data de Novembro de 2005.[2]
  • Co-autor do livro O Fundamental do CorelDraw - editado pela Editora FCA.
  • Co-autor da obra O Futuro da Internet - editado pela Editora Centro Atlântico, cuja primeira edição data de Março de 1999.[2]
  • Co-autor do Livro Blogs - editado pela Editora Centro Atlântico, cuja primeira edição data de Outubro de 2003.[2]
  • Autor convidado para a obra colectiva “Sociedade da Informação – O Percurso Português” editada pela Associação para a Promoção e Desenvolvimento da Sociedade da Informação (APDSI) em Setembro de 2007[3].

Prémios[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Hoje». hoje.li 
  2. a b c d «Livros de Paulo Querido lançados pelas Edições Centro Atlântico». Consultado em 20 de outubro de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  3. «Sociedade da Informação – O Percurso Português». Sitio do Livro. Consultado em 20 de outubro de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]