Paz de Brömsebro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A Paz de Brömsebro
  Territórios cedidods definitivamente à Suécia pela Dinamarca

  Territórios cedidos por 30 anos à Suécia pela Dinamarca

A Paz de Brömsebro (em sueco: Freden i Brömsebro) foi firmada em 1645 entre a Suécia e a Dinamarca. A supremacia militar sueca obrigou a Dinamarca a render-se às pretensões da Suécia, tendo de lhe ceder as províncias norueguesas de Jämtland e Härjedalen, a ilha da Gotlândia, a ilha de Ösel e a província dinamarquesa da Halland por 30 anos, como garantia de que os dinamarqueses deixariam de cobrar uma taxa de passagem a navios estrangeiros no estreito de Öresund.[1] [2]

Este tratado pôs fim à Guerra de Torstenson, um conflito que havia rebentado em 1643 e estava inserido no conflito mais global da Guerra dos 30 Anos.
As negociações tiveram lugar em Brömsebro, entre Axel Oxenstierna pela Suécia e Corfitz Ulfeldt pela Dinamarca, dirigidas pelo diplomata francês Gaspard Coignet de la Thuillerie, tendo como observadores os representantes de Portugal, Liga Hanseática, Stralsund e Mecklenburg.
Em 1658, o Tratado de Roskilde endureceu os termos acordados em Brömsebro.[3] [4]

Referências

  1. «Brömsebrofreden». Norstedts uppslagsbok (em sueco) (Estocolmo: Norstedts). 2007-2008. p. 173. ISBN 9789113017136. 
  2. Magnusson, Thomas; Peter A. Sjögren (2004). «Brömsebro». Vad varje svensk bör veta (em sueco) (Estocolmo: Albert Bonniers Förlag e Publisher Produktion AB). p. 61. ISBN 91-0-010680-1. 
  3. Lars-Olof Larsson. «Brömsebro» (em sueco). Nationalencyklopedin – Enciclopédia Nacional Sueca. Consultado em 12 de março de 2016. 
  4. «Freden i Brömsebro 1645» (em sueco). Historiesajten. Consultado em 12 de março de 2016. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]