Pedra de Rök

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pedra de Rök
Rökstenen
Um dos lados da Pedra de Rök
Construção Século IX
Material Granito
Altura 2,6 metros
Local atual Igreja de Rök
Ödeshög, Suécia
Data de instalação Século IX
A Igreja de Rök na atualidade.

A Pedra de Rök (em sueco Rökstenen; pronúncia aproximada rêk-stenen) é uma pedra rúnica, existente no exterior da Igreja de Rök (Röks kyrka), a 10 km de Ödeshög, na província histórica da Gotlândia Oriental (Östergötland) na Suécia.[1][2][3][4]
Contem o mais longo texto em caracteres rúnicos, e também o mais longo texto do séc. IX da Suécia, exprimindo uma homenagem póstuma do autor, de nome Varin, à memória de seu filho Vämod.
As referências a sagas e acontecimentos, hoje em grande parte esquecidos, dão uma pequena ideia dos tempos que precederam a chegada do cristianismo ao país. [5]

Esta pedra rúnica é um bloco de granito com texto em carateres rúnicos, com cerca de 382 cm de altura (dos quais 125 debaixo da terra), 138 cm de largura e entre 19 e 43 cm de espessura. Pesa 4,5 t.
A Pedra de Rök foi usada como material de construção da igreja de Rök no século XII, e só foi retirada de lá em 1862, quando a velha igreja foi demolida, tendo-se então descoberto que havia texto rúnico nos dois lados do bloco.[6]

O texto está escrito com 760 caracteres rúnicos, usando vários tipos, embora a maior parte seja do ”tipo ramo curto” (kortkvistrunor).
A linguagem usada é muito antiga, anterior à usada no século XI, estimando-se por isso que seja do século IX.
A frase afirmando que ”Tjodrik” tinha morrido há ”nove vidas humanas” reforça uma estimativa possível da idade da pedra.
A decifração do texto é dificultada por vários enigmas conscientemente lá incorporados, havendo pelo menos seis interpretações diferentes.[7][8]

A estrofe de Tjodrik[editar | editar código-fonte]

A estrofe de Teoderik - uma passagem da Pedra de Rök

Referências

  1. «Östergötland» (em sueco). Riksantikvariämbetet (Autoridade Nacional da Herança Cultural). Consultado em 7 de janeiro de 2017 
  2. «RAÄ-nummer Rök 1:1» (em sueco). Riksantikvariämbetet (Autoridade Nacional da Herança Cultural) – Fornsök. Consultado em 7 de janeiro de 2017 
  3. Eriksson, Leif; Martin Svensson. 501 svenska platser du måste se innan du dör (em sueco). Estocolmo: Lind & Co, 2015. Capítulo: Rökstenen.  415 p. p. 227. ISBN 9789174613728 Página visitada em 27 de outubro de 2015.
  4. Miranda, Ulrika Junker; Anne Hallberg. Bonniers uppslagsbok (em sueco). Estocolmo: Albert Bonniers Förlag, 2007. Capítulo: Rökstenen.  1143 p. p. 843. ISBN 91-0-011462-6
  5. Hadenius, Stig; Torbjörn Nilsson, Gunnar Åselius. Guide till Sveriges historia (em sueco). Estocolmo: Prisma, 199. Capítulo: Rökstenen - Dunkla rekordrunor.  527 p. p. 312-317. ISBN 91-518-3438-3 Página visitada em 27 de outubro de 2015.
  6. SÖDERSTRÖM, Svante; Stig Berg. Upptäck Östergötland (em sueco). Linköping: Turistbol. S. Söderström, 1995. Capítulo: Ödeshögs kommun.  318 p. p. 100-101. ISBN 91-630-3289-9 Página visitada em 28 de outubro de 2015.
  7. HARRISON, Dick; Mikael Gustafsson. Upplev Sveriges historia: en guide till historiska upplevelser i hela landet (em sueco). Estocolmo: Bonnier fakta, 2015. Capítulo: Rökstenen - Gåtor i sten.  318 p. p. 162-163. ISBN 9789174244915 Página visitada em 28 de outubro de 2015.
  8. Lena Peterson. «Rökstenen» (em sueco). Nationalencyklopedin – Enciclopédia Nacional Sueca. Consultado em 28 de outubro de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Pedra de Rök