Pedrinópolis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Pedrinópolis
  Município do Brasil  
Hino
Gentílico pedrinopolense
Localização
Localização de Pedrinópolis em Minas Gerais
Localização de Pedrinópolis em Minas Gerais
Mapa de Pedrinópolis
Coordenadas 19° 13' 40" S 47° 27' 43" O
País Brasil
Unidade federativa Minas Gerais
Municípios limítrofes Perdizes, Santa Juliana, Iraí de Minas, Nova Ponte
Distância até a capital 480 km
História
Fundação 1 de março de 1963 (58 anos)
Aniversário 1 de março
Administração
Prefeito(a) Rafael Ferreira Silva (PSD, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [2] 357,689 km²
População total (Censo IBGE/2010[3]) 3 490 hab.
Densidade 9,8 hab./km²
Clima tropical Aw
Altitude 933 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
CEP 38178-000 a 38179-999[1]
Indicadores
IDH (PNUD/2000 [4]) 0,729 alto
PIB (IBGE/2013[5]) R$ 81 069 mil
PIB per capita (IBGE/2013[5]) R$ 22 357,60
Outras informações
Padroeiro(a) São Sebastião[6]
Sítio pedrinopolis.mg.gov.br (Prefeitura)
pedrinopolis.mg.leg.br (Câmara)

Pedrinópolis é um município brasileiro do estado de Minas Gerais, Região Sudeste do país. A cidade localiza-se no Alto Paranaíba e pertence à Mesorregião do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba e à Microrregião de Araxá. Sua população estimada em 2010 era de 3.548 habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

Por volta dos século XV ao século XVII, viveram índios com avançados conhecimentos em cerâmica. Já em de 1880, se deu o surgimento da Varzea dos Creolos, formada principalmente por escravos fugidos das fazendas da região. O local era ponto de passagem para garimpeiros, nobres como Dona Beija e romeiros. No início do século XX a várzea se tornou um povoado, pertencendo ao Distrito de Santa Juliana que fazia parte do município de Araxá. Em 1948 se tornou Distrito de Santa Juliana, passando a se chamar Pedrinópolis por homenagem ao Coronel Pedro Rodrigues, popularmente chamado de Pedrinho. Essa homenagem deveu-se ao fato de tanto ele, quanto sua família serem populares na região, já que tinham bons tratos com os escravos. No mesmo ano Santa Juliana se tornara município. Em 1963 Pedrinópolis é elevado à categoria de município.

No início dos anos 80, uma leva de imigrantes do sul do Brasil vieram a povoar a região. Com novos conhecimentos em agricultura de cereais (soja e milho), impulsionaram o desenvolvimento agrário na região, que até então se baseava somente na cultura do café, arroz e bovinos. No final dos anos 90, com o aperfeiçoamento tecnológico, e devido sua privilegiada localização, outra diversificação foi acrescentada, os hortifrútis irrigados. Atualmente têm-se começado introduzir na região o cultivo de cana-de-açúcar para produção industrial de álcool e açúcar. Esses últimos pontos foram marcantes para embasar a economia do município ao agronegócio.

Agronegócio[editar | editar código-fonte]

O agronegócio é a principal atividade econômica do município. São produzidos cereais como soja, milho e feijão, hortifrútis como batata, cenoura e uva de mesa. O café e a cana-de-açúcar também tem grande contribuição para a economia do município. No município também encontramos empresas beneficiadoras de hortifrútis e cereais. Dentre os itens pecuários podemos destacar a bovinocultura de corte e de leite, suinocultura e avicultura.

De acordo com dados Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2014, no município existem cerca de 13.420 cabeças de gado bovino, 6.700 cabeças de suínos e 290.000 de galináceos. São produzidos 670 toneladas de café, 21.000 toneladas de batata, 6.600 toneladas de cebola, 63.600 toneladas de cana-de-açúcar, 432 toneladas de feijão, 150 de mandioca, 29.000 toneladas de milho e 23.000 toneladas de soja, além de várias outras culturas.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Pedrinópolis foi classificada pela Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) a cidade de maior índice de desenvolvimento humano das cidades vizinhas. Segundo o PNUD, Pedrinópolis aumentou substancialmente seu índice de desenvolvimento humano nessa última década, superando o desenvolvimento regional, que até então se apresentava inferior à média da região.

Referências

  1. Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. «Busca Faixa CEP». Consultado em 1 de fevereiro de 2019 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC). «Lista por santos padroeiros» (PDF). Descubra Minas. p. 2. Consultado em 14 de setembro de 2017. Cópia arquivada (PDF) em 14 de setembro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Pedrinópolis
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.