Pedrinópolis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Fevereiro de 2008).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Município de Pedrinópolis
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Aniversário 1 de março
Fundação 1 de março de 1963 (54 anos)
Gentílico pedrinopolense
Prefeito(a) Antônio Gundim (PSDB)
Localização
Localização de Pedrinópolis
Localização de Pedrinópolis em Minas Gerais
Pedrinópolis está localizado em: Brasil
Pedrinópolis
Localização de Pedrinópolis no Brasil
19° 13' 40" S 47° 27' 43" O19° 13' 40" S 47° 27' 43" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba IBGE/2008 [1]
Microrregião Araxá IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Perdizes, Santa Juliana, Iraí de Minas, Nova Ponte
Distância até a capital 480 km
Características geográficas
Área 357,689 km² [2]
População 3 490 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 9,76 hab./km²
Altitude 933 m
Clima tropical Aw
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,729 elevado PNUD/2000 [4]
PIB R$ 81 069 mil IBGE/2013[5]
PIB per capita R$ 22 357,60 IBGE/2013[5]
Página oficial

Pedrinópolis é um município brasileiro do estado de Minas Gerais, Região Sudeste do país. A cidade localiza-se no Alto Paranaíba e pertence à Mesorregião do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba e à Microrregião de Araxá. Sua população estimada em 2010 era de 3.548 habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

Por volta dos século XV ao século XVII, viveram índios com avançados conhecimentos em cerâmica. Já em de 1880, se deu o surgimento da Varzea dos Creolos, formada principalmente por escravos fugidos das fazendas da região. O local era ponto de passagem para garimpeiros, nobres como Dona Beija e romeiros. No início do século XX a várzea se tornou um povoado, pertencendo ao Distrito de Santa Juliana que fazia parte do município de Araxá. Em 1948 se tornou Distrito de Santa Juliana, passando a se chamar Pedrinópolis por homenagem ao Coronel Pedro Rodrigues, popularmente chamado de Pedrinho. Essa homenagem deveu-se ao fato de tanto ele, quanto sua família serem populares na região, já que tinham bons tratos com os escravos. No mesmo ano Santa Juliana se tornara município. Em 1963 Pedrinópolis é elevado à categoria de município.

No início dos anos 80, uma leva de imigrantes do sul do Brasil vieram a povoar a região. Com novos conhecimentos em agricultura de cereais (soja e milho), impulsionaram o desenvolvimento agrário na região, que até então se baseava somente na cultura do café, arroz e bovinos. No final dos anos 90, com o aperfeiçoamento tecnológico, e devido sua privilegiada localização, outra diversificação foi acrescentada, os hortifrútis irrigados. Atualmente têm-se começado introduzir na região o cultivo de cana-de-açúcar para produção industrial de álcool e açúcar. Esses últimos pontos foram marcantes para embasar a economia do município ao agronegócio.

Agronegócio[editar | editar código-fonte]

O agronegócio é a principal atividade econômica do município. São produzidos cereais como soja, milho e feijão, hortifrútis como batata, cenoura e uva de mesa. O café e a cana-de-açúcar também tem grande contribuição para a economia do município. No município também encontramos empresas beneficiadoras de hortifrútis e cereais. Dentre os itens pecuários podemos destacar a bovinocultura de corte e de leite, suinocultura e avicultura.

De acordo com dados Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2014, no município existem cerca de 13.420 cabeças de gado bovino, 6.700 cabeças de suínos e 290.000 de galináceos. São produzidos 670 toneladas de café, 21.000 toneladas de batata, 6.600 toneladas de cebola, 63.600 toneladas de cana-de-açúcar, 432 toneladas de feijão, 150 de mandioca, 29.000 toneladas de milho e 23.000 toneladas de soja, além de várias outras culturas.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Pedrinópolis foi classificada pela Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) a cidade de maior índice de desenvolvimento humano das cidades vizinhas. Segundo o PNUD, Pedrinópolis aumentou substancialmente seu índice de desenvolvimento humano nessa última década, superando o desenvolvimento regional, que até então se apresentava inferior à média da região.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 


Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.