Pedro Brito

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pedro Brito
Ministro da Integração Nacional do  Brasil
Período 3 de abril de 2006
até 16 de março de 2007
Presidente Luiz Inácio Lula da Silva
Antecessor(a) Ciro Gomes
Sucessor(a) Geddel Vieira Lima
Ministro-chefe da Secretaria Nacional dos Portos do  Brasil
Período 15 de maio de 2007
até 1 de janeiro de 2011
Presidente Luiz Inácio Lula da Silva
Antecessor(a)
Sucessor(a) José Leônidas Menezes Cristino
Dados pessoais
Nascimento 1950 (67 anos)
Fortaleza (CE)
Nacionalidade brasileiro
Partido PSB
Profissão Economista

Pedro Brito do Nascimento (Fortaleza, 1950[1]) é um economista brasileiro.

Foi ministro-chefe da Secretaria Nacional dos Portos da Presidência da República (SEP/PR) desde a sua criação em maio de 2007 até o final do Governo Lula.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Graduado pela Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal do Ceará (UFC), e mestre em Administração Financeira pela Coordenação dos Programas de Pós Graduação em Engenharia (COPPE) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Funcionário de carreira do Banco do Nordeste do Brasil, onde ingressou através de concurso público aos 14 anos.

Antes de assumir a Secretaria Nacional dos Portos foi ministro da Integração Nacional entre 2006 e 2007. Brito foi sub de Ciro Gomes na Integração Nacional e sua nomeação agrada ao PSB.

No estado do Ceará, exerceu os seguintes cargos: Superintendente Geral da Bolsa de Valores Regional; Diretor do Banco Fibra S.A.; Secretário da Fazenda do Governo do Estado do Ceará; Presidente do Banco do Estado do Ceará S.A.; Presidente do Conselho de Administração do Banco do Estado do Ceará S.A.; e Superintendente Financeiro do Banco do Nordeste do Brasil S.A. Na área acadêmica, foi professor: na Universidade de Fortaleza (UNIFOR), na Universidade Estadual do Ceará (UECE), e em outras instituições - das disciplinas: Administração Financeira, Análise de Investimentos, Análise Econômico-Financeira de Empresas, Contabilidade Gerencial, e Matemática.

A presidente Dilma Rousseff indicou o ex-ministro, em 2010, para a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ). Ainda assim, o manteve como ministro na chamada "cota pessoal".

Referências

  1. a b Sítio da Presidência da República. «28º Período de Governo Republicano». Consultado em 23 de abril de 2010 


Precedido por
Ciro Gomes
Ministro da Integração Nacional do Brasil
2006 – 2007
Sucedido por
Geddel Vieira Lima
Precedido por
Ministro-chefe da Secretaria Nacional dos Portos do Brasil
2007 – 2011
Sucedido por
José Leônidas Menezes Cristino


Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.