Pedro Brito Guimarães

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pedro Brito Guimarães
Arcebispo da Igreja Católica
Arcebispo da Arquidiocese de Palmas

Título

2º Arcebispo Metropolitano de Palmas
Hierarquia
Papa Francisco
Atividade Eclesiástica
Diocese Arquidiocese de Palmas
Nomeação 20 de outubro de 2010
Entrada solene 17 de dezembro de 2010
Predecessor Dom Alberto Taveira Corrêa
Mandato 2010 -
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 26 de janeiro de 1986
Eliseu Martins
Nomeação episcopal 17 de julho de 2002
Ordenação episcopal 14 de setembro de 2002
por Dom Augusto Alves da Rocha
Lema episcopal SITIO
Tenho sede
Nomeado arcebispo 20 de outubro de 2010
Brasão arquiepiscopal
Template-Metropolitan Archbishop.svg
Dados pessoais
Nascimento Eliseu Martins,  Piauí
22 de fevereiro de 1954 (63 anos)
Nacionalidade brasileiro
Funções exercidas - Bispo de São Raimundo Nonato (2002-2010)
dados em catholic-hierarchy.org
Arcebispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Dom Pedro Brito Guimarães (Eliseu Martins, 22 de Fevereiro de 1954) é um bispo católico brasileiro. Foi o terceiro bispo de São Raimundo Nonato, no Piauí, e é o atual arcebispo de Palmas, no Tocantins.

Formação[editar | editar código-fonte]

Em 1976 ingressou no seminário menor de Oeiras, no estado do Piauí, onde concluiu o ensino médio em 1978. No seminário maior de Fortaleza, graduou-se em filosofia e iniciou a teologia, curso que concluiu na Pontifícia Universidade Gregoriana em Roma. Foi ordenado presbítero em sua cidade natal no dia 26 de janeiro de 1986. No ano seguinte foi para Teresina onde foi professor e vice-reitor do seminário Sagrado Coração de Jesus.[1]

Posteriormente retornou a Roma em duas ocasiões para prosseguir seus estudos em teologia dogmática: em 1988 para cursar o mestrado e em 1992 para o doutorado, que concluiu em 1995 com a tese Os Sacramentos como Atos Eclesiais e Proféticos. Um contributo ao conceito dogmático de sacramento, à luz da exegese contemporânea. Retornando ao Brasil, reassumiu suas funções no seminário de Teresina até julho de 2002, quando foi nomeado bispo da diocese de São Raimundo Nonato.[1]

Episcopado[editar | editar código-fonte]

Recebeu a ordenação episcopal no dia 14 de setembro de 2002 das mãos de Dom Augusto Alves da Rocha.[2] Em outubro de 2010, foi nomeado arcebispo de Palmas. Tomou posse na arquidiocese em 17 de dezembro desse mesmo ano.[3]

De 2007 a 2011 foi membro da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial da CNBB. No dia 10 de maio de 2011 foi eleito Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da CNBB, período a concluir-se em 2015.

Referências

  1. a b «Dom Pedro Brito Guimarães». Arquidiocese de Palmas. Consultado em 8 de junho de 2012 
  2. «Breve histórico da Diocese de São Raimundo Nonato». Diocese de São Raimundo Nonato. Consultado em 17 de dezembro de 2010 
  3. «Archbishop Pedro Brito Guimarães» (em inglês). Consultado em 8 de junho de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Dom Cândido Lorenzo González, O. de M.
Brasão episcopal.
Bispo de São Raimundo Nonato

2002 - 2010
Sucedido por
Dom João Santos Cardoso
Precedido por
Dom Alberto Taveira Corrêa
Brasão arquiepiscopal
Arcebispo de Palmas

2010 - atualidade
Sucedido por
-


Ícone de esboço Este artigo sobre Episcopado (bispos, arcebispos, cardeais) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.