Pedro Osório (maestro)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pedro Osório
Informação geral
Nome completo Pedro Correia Vaz Osório
Nascimento 17 de julho de 1939
Local de nascimento Porto
Origem Porto
País Portugal
Data de morte 5 de janeiro de 2012 (72 anos)
Local de morte Lisboa
Nacionalidade Portugal português
Instrumento(s) Piano
Outras ocupações orquestrador,compositor,maestro

Pedro Correia Vaz Osório mais conhecido como Pedro Osório[1] ComL (Porto, 17 de Julho de 1939 - Lisboa, 5 de Janeiro de 2012 [2]) foi um maestro português, orquestrador, chefe de orquestra, director musical, compositor, que fez parte de grupos como Quinteto Académico e Trio Barroco.[3] [4][5]

Trabalhou com vários artistas do panorama nacional, nomeadamente Sérgio Godinho, Fernando Tordo, Carlos do Carmo, Carlos Paredes, Rui Veloso, Carlos Mendes, Herman José, Lúcia Moniz ou Xutos e Pontapés. [5]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Pedro Vaz Osório nasceu na cidade do Porto[2] onde estudou Música e Engenharia Mecânica.[3] [4][5]

O "Conjunto de Pedro Osório" tocava em bailes quase todos os fins-de-semana em final dos anos 50, princípio dos 60. Em 1966 foi lançado o último EP do Conjunto de Pedro Osório e decidiu rumar a Lisboa para se juntar à segunda formação do Quinteto Académico em que Pedro Osório se ocupava do piano, Jean Sarbib do baixo, Carlos Carvalho da guitarra, Zé Manel do sax-barítono e Adrien Ransy da bateria.[5]

Conheceu Luís Villas-Boas em 1966, após o regresso de Angola, onde cumpriu "dois anos, três meses e vinte e cinco dias" de comissão. Tentava retomar o curso de Engenharia mas no último ano do curso, em 1967, decide-se pela carreira de músico profissional.

Depois dos conjuntos pop rock (Conjunto Pedro Osório e Quinteto Académico) passa a dedicar-se à orquestração e direcção de orquestra.[4] Em 1968 ainda forma o Trio Barroco com Jean Sarbib e Luís Villas-Boas.[5]

Anos 70

Escreve a música para "Corre Nina" de Paulo de Carvalho (1970). Em 1971 lança o disco "Música Portuguesa Para Dançar" creditado a Pedro Osório e Seus Amigos. Assina os arranjos e direção musical para vários discos.

O Grupo In-Clave, com Fernando Tordo e Tonicha, e arranjos e direcção de Pedro Osório, lança um single cujo lado A é "Portugal Ressuscitado", poema de José Carlos Ary dos Santos para música de Pedro Osório. Uma produção da Sassetti - 1974 - onde foi colaborador durante vários anos.

Em 1975 compôs e dirigiu a música original da banda sonora do filme A Santa Aliança do cineasta Eduardo Geada.

Com o Grupo Outubro lança os discos "A Cantar Também A Gente Se Entende" (1976) e "Cantigas De Ao Pé Da Porta" (1977).[3][5][6]

Anos 80

É editado o disco Self-made-man do projecto SARL (SARL - Sociedade Artística e Recreativa Lusitana) de Pedro Osório, Samuel e Carlos Alberto Moniz.

Como autor de música para cinema e teatro ganhou, em 1982, o prémio da crítica com a música que compôs para a peça "BAAL" de Bertolt Brecht.[3]

1989 é o ano do projecto "Só Nós Três", com os cantores Paulo de Carvalho, Fernando Tordo e Carlos Mendes. "Vim para o Fado e Fiquei" foi outro dos seus projectos.

Anos 90

Em 1993 junta Lena d'Água, Rita Guerra e Helena Vieira para o grande espectáculo "As Canções do Século", que foi gravado ao vivo no Casino do Estoril.[3] Pedro Osório foi o criador dos arranjos e dirigiu a orquestra. A digressão desse espectáculo durou vários anos.

"Quatro Caminhos" é outro dos projectos de Pedro Osório, com Paulo de Carvalho, Rita Guerra, Maria João e Carlos do Carmo, e foi apresentado em 1996.

Escreve obras de música sinfónica tendo algumas sido executadas em público.

Foi também director musical e autor musical de espectáculos musicais como "Novas Descobertas" e "POPera",[3] no Casino do Estoril e o show Quatro Caminhos" no Casino de Espinho (com Paulo de Carvalho, Maria João e Carlos do Carmo).[7] Foi autor musical de grande número de outros espectáculos do Casino do Estoril e Casino da Póvoa.[4]

Em 1998, concebeu o espectáculo intitulado "Da Gama", tendo como subtítulo "Concerto para 6 Músicos, 2 Cantores e 1 Computador", em que participaram os cantores Paulo de Carvalho e Rita Guerra.[3] Em 1999 foi o responsável por outro espectáculo musical que consistiu na interpretação pop de várias árias de óperas conhecidas. Nele participaram os cantores Helena Vieira, Beto e Rita Guerra.[3]

Anos 2000

Foi dirigente do Sindicato Nacional dos Músicos, participou na organização do 1.º Congresso Nacional dos Músicos em 2003 e entre 2003 e Janeiro de 2011 foi membro da administração da SPA - Sociedade Portuguesa de Autores.[4][5]

Em 2010 lançou o livro Memórias Irrisórias com Algumas Glórias - 50 anos de Música, numa edição da Câmara Municipal de Oeiras.[4][5]

Em Outubro de 2011 publicou o disco Cantos da Babilónia, a partir de músicas étnicas de todo o mundo.[8]

Pedro Osório morreu a 5 de Janeiro de 2012 em Lisboa, no Hospital de São Francisco Xavier.[2]

Festival da Eurovisão[editar | editar código-fonte]

Representou Portugal no Festival da Eurovisão, como chefe de orquestra, em 1975 com o tema "Madrugada" cantado por Duarte Mendes, e em 1984 com "Silêncio e Tanta Gente", cantado por Maria Guinot). Como autor, participou em 1968 com a canção "Verão", cantada por Carlos Mendes e em 1996 com "O Meu Coração não Tem Cor", interpretada por Lúcia Moniz, tendo esta última ficado em 6.º lugar, a melhor classificação de sempre para uma canção portuguesa;[3] O Pedro Osório S.A.R.L. fica em 3.º lugar no Festival RTP da Canção de 1979 com "Uma Canção Comercial". Com "Self-Made-Man" dos S.A.R.L. regressa ao festival nacional, em 1980. Em 1982 "Quero Ser Feliz Agora" dos S.A.R.L fica em 4.º lugar neste certame.[4]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Foi director musical e autor em séries como Curto Circuito, O Tempo em que Você Nasceu, Noites de Gala, Casino Royal e Joaquim Letria. Compôs e para "Magheda"[necessário esclarecer].[3][4]

Espectáculos[editar | editar código-fonte]

Produtor e director musical de espectáculos como "Só Nós Três", "Vim para o Fado e Fiquei", "As Canções do Século", "Quatro Caminhos", "Novas Descobertas" e "POPera".[3][4]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Discografia [9]

Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde maio de 2014).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Conjunto Pedro Osório
  • Namorico da Rita / Canalla / Cow-Boy / Las Clases de Cha Cha Cha - Alvorada - MEP 60264
  • A Noite do Meu Bem / Faia / Bon Baiser A Bientôt / Nessuno Al Mondo - Orfeu atep 6010 - 1960
  • Era Um Bikini… / Greenfiels / Escândalo ao Sol/Tem Pillibi - Orfeu atep 6012 - 1960
  • Velha Carcaça / Maria Ninguém / Deliciosa / Menina E Moça - Orfeu atep 6015 - 1960
  • Manuela - Orfeu atep 6016 (Ep "Vamos Dançar" com outros artistas)
  • Twist Twist / Idílio em Setembro / Let's Twist Again / Pullover - Orfeu atep 6021
  • O TEMPO ANDA PRA FRENTE / LONGE / TEMPO PARA CANTAR / SAPE GATO, XO - Orfeu 6174 - 1966
Quinteto Académico
  • Watcha - AVDD - 1965 [Watcha / Let Kiss / Abdulah / Michael]
  • Reach Out I´ll Be There - 1966 - AVDD 7LEM 3178 [Winchester Cathedral/Nobody Else/Reach Out I'll Be There/ I've Got My Mojo Working] - 3178
  • Train - AVDD [Puppet On A String / Train / Finchley / 724710] - 3189
Quinteto Académico +2
  • Don't Mind / Judy In Disguise - MQ 228 - 1968
  • Why / Klaundyke Wood - AVDD MQ 229
  • Love Love Lovermen - AVDD
Trio Barroco
  • Summer (Verão)/Hold On I'm Coming/Les Enfants Qui Pleurent/When Something Is Wrong With My Baby - Decca 1235 [TB com Tyree Glenn Jr. & Van Dixon]
  • You Don't Know Like I Know / Zepherine / For You My Love - Decca 1248 (TB com Tyree Glenn Jr. & Van Dixon)
  • Hey Little Boy / There Will Never Be Another You / Do Vale À Montanha / Georgia On My Mind - Decca 1249 - 1968
Grupo Outubro
  • Cantigas de Ao Pé da Porta (LP, Diapasão)
  • A Cantar Também A Gente Se Entende - Diapasão
SARL
  • DE COMO A CANÇÃO SOCIAL TEM UMA FUNÇÃO CAPITAL…QUER DIZER / FUNCHAL,23 - Movieplay - 197
  • Uma Canção Comercial / Senhores da Guerra - (Pedro Osório S.A.R.L.) - RCA - 1979
  • Self-made Man / Poema de Paria Perante a Mercearia - Imavox - 1980
  • Quero Ser Feliz Agora / A Cunha - Polygram - 1982
Pedro Osório
  • Música Portuguesa Para Dançar - Pedro Osório e Seus Amigos - Alvorada - 1971
  • Piano Bar À Moda da Casa - Polygram
  • Só nós três
  • As Canções do Século (com Rita Guerra, Lena d'Água e Helena Vieira) - Polygram - 1993
  • Tempo - NDR - 2000
  • DaGama - NDR -
  • Músicas da Babilónia - VCM - 2011

Distinções[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Lista de associados da Audiogest» (PDF). Actividades Culturais / Ministério da Cultura. 25 de Julho de 2007. Consultado em 3 de Janeiro de 2014 
  2. a b c «Óbito: Morreu maestro Pedro Osório». Visão. Consultado em 5 de janeiro de 2012 
  3. a b c d e f g h i j k l «Pedro Osório - Biografia na Infopédia (Pedro Osório. In Infopédia. Porto: Porto Editora, 2003-2012)». Infopédia. Consultado em 7 de janeiro de 2012 
  4. a b c d e f g h i j k «Biografia de Pedro Osório na RTP». RTP. Consultado em 7 de janeiro de 2012 
  5. a b c d e f g h i j «Jornal Expresso: Orbituário de Pedro Osório». Jornal Expresso. 5 de janeiro de 2012. Consultado em 7 de janeiro de 2012. Cópia arquivada em 8 de julho de 2012 
  6. «Grupo Outubro». Grupo Outubro. Consultado em 7 de janeiro de 2012 
  7. «Referência a Pedro Osório na Rádio Comercial (Biografia de Rita Guerra)». Rádio Comercial. Consultado em 7 de janeiro de 2012 
  8. «"Cantos da Babilónia" de Pedro Osório hoje no mercado». Diário de Notícias. Consultado em 7 de janeiro de 2012 
  9. «Discografia no site da Antena 2». Site da Antena 2. Consultado em 7 de janeiro de 2012 
  10. a b «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Pedro Vaz Osório". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 23 de maio de 2014 
  11. «Actualidade : Agraciamentos : Condecorações atribuídas pelo Presidente da República na Cerimónia Comemorativa do 25 de Abril». Presidência da República Portuguesa. 20 de abril de 2011. Consultado em 23 de maio de 2014. Cópia arquivada em 5 de setembro de 2012 

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Accordrelativo20060224.png Este artigo sobre um(a) músico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.